Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Esses grupos de corantes são caracterizados pelo grupo reativo em sua fórmula,combinado ao sistema basicamente corante tintorial.
Estes corantes possuem grupos reativos na base do anel heterociclo,contendo nitrogênio (sendo a causa de sua eletronegatividade).que fornece ao carbono vizinho a capacidade de ligar o grupo nucleofilico ou elerofilico com a oxidrila da zona amorfa da celulose,sendo uma reação por covalência mediante esterificação.

Efeito dos eletrólitos e da relação de banho

Os eletrólitos agem positivamente sobre a afinidade,melhorando a taxa de fixação do corante,aumentando a concentração hidroxílica na fase interna da fibra e consequentemente o grau de reação entre a molécula absorvida (corante) e o grupo nucleofilico da molécula.
Valores decrescente da relação de banho ocasionam um aumento do exaurimento,e indiretamente o grau de fixação.

Efeito do pH

A grandeza da constante de reação fixação aumenta com o aumento do anion celulósico.Este número é inerente a concentração dos hidroxilionicos internos da fibra.Por esse motivo a montagem do corante é feita em meio alcalino,para neutralizar o produto ácido liberado na reação.
O pH não deve superar a 12,pois acima desse limite o exaurimento tende a diminuir decisamente,devido ao potencial excessivamente negativo adquirido pela fibra,incompatível com a natureza aniônica do corante.

Efeito da temperatura

A temperatura para afinidade tintorial máxima varia,de corante para corante,com valores mínimos em torno de 40ºC e no máximo próximo aos 100ºC.
Quando for tinto à ebulição,utilizando um corante de afinidade tintorial máxima inferior a 100ºC,a intensidade máxima do tingimento será inferior à que se obteria na temperatura correta.
Os corantes mais usados são frios 60ºC e HT 90ºc (reativos).
Sabe-se que o aumento térmico produz uma diminuição da atividade e consequentemente da relação de corante fixado e banho de tingimento.Em alguns casos,o aumento da temperatura é indispensável para desenvolver a ligação dos corantes com átomos de halogênios,menos móveis.Exemplo: o mono-cloritriazinico.Neste caso o abaixamento da afinidade é compensada pela estrutura intrinsecamente mais reativo.Para corantes com reatividade maior,como por exemplo,aqueles com grupos dicloritriazinico, o tingimento ao esgotamento é feito entre 30º - 40ºC.

Classe dos corantes reativos

Os corantes são classificados por ordem crescente de reatividade,isto é.baseado na velocidade das ligações com a oxidrila da celulose.Essa reação,sendo muito estável,proporciona alta solidez a úmido e a pureza do tom e brilho,que são características fundamentais para essa classe de corantes.
Os grupos mais importantes em ordem crescente de reatividade são:
*Tri-cloro-pirimidina;
* Mono-cloro-triazina;
*Vinil-sulfonico;
*Pelo grupo reativo identifica-se qual o emprego dos corantes,em base a afinidade com a fibra celulósica e a reatividade,em função da velocidade da formação do radical reativo com a celulose;
*Deriva-se assim,o fato de alguns corantes reativos serem mais adequados para processos de tingimento descontinuo ao esgotamento e outros mais especialmente adequados para processos semi-continuos,contínuos e estamparia.
Outra classificação prática é feita baseada na temperatura na qual se atinge a máxima afinidade:
*A frio
*A quente

Método de tingimento semi-contínuo – PAD BATCH

O processo PAD-BATCH com corantes reativos pode ser realizado de diversos modos,como por exemplo,em um ou dois banhos de foulard.
*Foulardagem com corantes e produtos auxiliares,enxugamento e em seguida;
*Foulardagem com solução de álcali e pode ser realizado com breve ou longo processo de estocagem.
O processo consiste em:
*Impregnação em foulard a temperatura ambiente,contendo bem dissolvidos:corantes,umectantes,anti-redutores,álcalis.
*O tecido fourladado é recolhido em rolo e envolvido com filme plástico escuro (preto),colocando sobre rotação lenta a temperatura ambiente entre 8 e 27 horas,aé que o corante seja totalmente fixado.
*Em seguida o rolo é lavado,ensaboado em máquinas contínua de lavagem.

Método de tingimento descontinuo – Esgotamento

O processo de tingimento por esgotamento possei básicamente três fases:
*Introdução dos corantes e produtos bem dissolvidos;
*Fase de migração e absorção com adição progressiva de sal;
*Fase de fixação com adição do álcali necessário (Barrilha,soda,etc)
A quantidade de sal e alcali,está relacionada com a quantidade de corante utilizado.A temperatura geralmente é de 60 a 80ºC.
Em seguida se inicia outra fase importante da sequencia,que são as lavagens (lavagem quente e frio),com o objetivo de extrair todo corante hidrolisado.

Exibições: 6713

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço