Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Döhler investe na produção verticalizada em Joinville

Fonte:|ValorEconomico|

Júlia Pitthan, de Joinville

Em um cenário de recuperação de receitas do setor têxtil e certa reserva a grandes investimentos, a Döhler, de Joinville, prepara-se para aumentar a capacidade de produção. Até 2015, a empresa quer passar a fabricar duas mil toneladas por mês, um incremento de mais de 40% sobre as 1,15 mil toneladas produzidas hoje. "Estou deixando de atender aos pedidos de clientes por falta de condições de produzir", diz Carlos Alexandre Döhler, diretor comercial da empresa.

Nos planos da companhia, uma das maiores fabricantes de cama, mesa e banho, está a construção de três novos prédios anexos à planta industrial - uma tinturaria, uma fiação e uma tecelagem. Segundo Döhler, a tinturaria é a obra mais urgente e deve ser iniciada ainda este ano. "Estamos em fase de aprovação de licenciamento ambiental", conta. O diretor não fala em valor global de investimento, mas conta que R$ 20 milhões já estão aprovados pelo conselho de administração este ano. O aumento da capacidade visa atender a demanda dos próximos oito anos.

A produção de fios também irá crescer. Desde 1973, a Döhler mantém a Comfio, uma empresa de fiação própria, que produz cerca de 800 toneladas por mês. Cerca de 140 toneladas mensais são compradas de outros fornecedores para atender à fabricação de toalhas e roupões. Com a nova unidade, a capacidade de produção de fios da Döhler vai subir 1,5 mil toneladas. "Mas isso vai ser implementado de forma gradual, conforme sentirmos a necessidade de demanda", diz.

O investimento chega depois de um ciclo de otimização da produção na empresa, com revisão de processos de fabricação, de estrutura de vendas e adoção de lean manufacturing (sistema de otimização de processos). Döhler diz que essa reforma já teve impactos positivos na redução de custos, mas não revela o quanto isso contribuiu em valores para a recuperação dos resultados financeiros da empresa.

O balanço do primeiro trimestre trouxe novo ânimo para a companhia. "Queríamos um resultado de 6% de lucro sobre o faturamento e atingimos 7,1%. Superamos o nosso objetivo e ficamos muito satisfeitos com isso", disse Döhler.

A empresa, que faturou R$ 247 milhões em 2009, planeja crescer 29% em 2010. Parte inicial dessa meta já foi cumprida: no primeiro trimestre desse ano, as vendas no mercado nacional evoluíram 34% em relação ao mesmo período do ano passado.

No primeiro trimestre do ano, a Döhler, que tem 2,7 mil funcionários e deve completar 129 anos no final de 2010, alcançou R$ 70,9 milhões em receita bruta. Trata-se de um crescimento de 25% sobre os R$ 52,7 milhões do mesmo período de 2009. O trimestre também trouxe de crescimento de resultados: lucro de R$ 4 milhões frente ao prejuízo de R$ 1 milhão nos primeiros três meses do ano passado.

Apesar do otimismo com as vendas para o mercado interno, Döhler não descarta atender às exportações com a produção ampliada a partir de investimentos. "Tivemos um crescimento de 21% nas vendas para Estados Unidos, Ásia e Europa neste primeiro trimestre em comparação com o ano passado", diz. Apesar disso, as vendas externas mantêm uma participação pequena do faturamento da companhia, próximo a 10% do total.

Exibições: 184

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço