Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Instituto diz que 41 empresas pagaram por palestras de Lula

Instituto diz que 41 empresas pagaram por palestras de Lula

Por: FOLHAPRESS

O Instituto Lula divulgou nesta terça-feira (18) a lista de empresas que contrataram palestras do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entre 2011, quando ele começou a cobrar pela atividade, e este ano. De acordo com a entidade, "Lula fez 70 palestras contratadas por 41 empresas e instituições, sendo remunerado de acordo com sua projeção internacional e recolhendo os devidos impostos".

 

A divulgação é uma resposta à reportagem da revista "Veja", publicada nesta semana, segundo a qual Lula teria recebido R$ 27 milhões pelas suas palestras entre abril de 2011 e maio deste ano -dos quais R$ 9,85 milhões teriam sido repassados por empresas investigadas na Operação Lava Jato. O texto foi escrito com base em um relatório do Coaf (órgão de inteligência financeira vinculado ao Ministério da Fazenda).

 

Na mesma nota, o Instituto Lula criticou a reportagem da "Veja". "Mesmo se tratando de contratos que preservam a privacidade das partes, julgamos necessária sua divulgação neste momento, para esclarecer distorções, manipulações e prejulgamentos em torno dessa atividade e das empresas contratantes, como vem ocorrendo por meio de reportagens, artigos e até editoriais na imprensa", diz o texto.

 

Nesta terça, o ministro José Eduardo Cardozo (Justiça) determinou à Polícia Federal a abertura de inquérito para investigar o vazamento das informações sobre o faturamento da empresa LILS, do ex-presidente Lula. O objetivo é apurar se houve quebra de sigilos da companhia.

 

Confira abaixo a lista de empresas que contrataram palestras de Lula, segundo o instituto do ex-presidente, por ordem alfabética.

 

ABAD (Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores de Produtos Industriais)

Associação de Bancos do México

Abras (Associação Brasileira de Supermercados)

ALL América Latina Logística

Ambev

Andrade Gutierrez

Banco Santander

Bank of America

BBVA Bancomer

BTG Pactual

Camargo Corrêa

Centro de Estudos Estratégicos de Angola

CFELG (Centro de Formacion y Estudios en Liderazgo y Gestion - Colômbia)

Cumbre de Negócios (México)

Dufry do Brasil

Elektra

Endesa

Gás Natural Fenosa

Grupo Petrópolis

Helibrás

Iberdrola

IDEA (Argentina)

INFOGLOBO

Itaú BBA

LG

Lojas Americanas

Microsoft

Nestlé

OAS

GDF Suez Energy Latin America

Odebrecht

Pirelli

Queiroz Galvão

Quip

Revista Voto

Sinaval

Telmex

Telos Empreendimentos Culturais

Terra Networks

Tetra Pak

UTC

 

Exibições: 78

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Comentário de Romildo de Paula Leite em 23 janeiro 2016 às 8:09

   Caro Petrúcio , Lulinha Paz e  Amor é "manhoso". Os Impostos ficam por conta do contratante da palestra.

Comentário de petrúcio josé rodrigues em 23 janeiro 2016 às 7:50

pergunta que se faz: NA DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA DO PALESTRANTE, ESTÃO APOSTOS A TRIBUTAÇÃO REAL SOBRE R$.27 MILHÕES.

SE NÃO ESTIVER OS PAGANTES E  O PALESTRANTE SÃO REALMENTE SÃO BANDIDOS, COMO ENFATIZOU O PRÓPRIO LULA, LOGO APÓS A ENTREVISTA NA POLICIA FEDERAL.

AI ESTÁ UM CAMINHO. TODOS PODEM PESQUISAR E EXIGIR QUE  A JUSTIÇA CONCEDA LIMINAR PARA ASSIM PROCEDER. É DIREITO COONSTITUCIONAL DO CIDADÃO.

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço