Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Mais escândalo envolvendo sindicalistas. Conte-me algo novo!

Fonte: Zero Hora

Às vezes as notícias no Brasil parecem requentadas. Passei até a checar as datas sempre que recebo alguma indicação de leitor, para me certificar de que é algo recente mesmo. A sensação de déjà vu é constante. Políticos e sindicalistas parecem ser figuras preferidas no noticiário de corrupção. Será coincidência?

O mais novo escândalo ocorreu em Porto Alegre. Membros do Sindicato dos Bancários teriam desviado milhões de reais de ações trabalhistas. Diz a matéria do Zero Hora:

O valor arrecadado pelo grupo investigado na Operação Ourives deve superar os R$ 3 milhões inicialmente apurados pela Polícia Civil. A estimativa do delegado adjunto da Delegacia Fazendária (Defaz), Daniel Mendelski, é de que mais pessoas tenham sido lesadas e o desvio atinja pelo menos R$ 5 milhões. Os principais alvos da operação deflagrada na manhã desta segunda-feira são dois ex-representantes do Sindicato dos Bancários de Porto Alegre (SindBancários), um ex-tesoureiro e outro ex-conselheiro. Eles seriam o centro do esquema, que teve início em 2004, que consistia na retirada sem autorização de valores ganhos pelos trabalhadores em ações coletivas da categoria

Segundo o delegado, munidos de autorizações feitas no momento da sindicalização, esses representantes muitas vezes entravam com as ações judiciais sem conhecimento do trabalhador. Com o longo tempo de tramitação na Justiça, os bancários deixavam de acompanhar os processos, que na maior parte das vezes tinham resultados positivos para o sindicalizado. Sem que o beneficiário soubesse, o ex-tesoureiro sacava os valores por meio de alvarás judiciais, para em seguida transferir o dinheiro para conta de terceiros

Com o valor obtido de maneira ilegal, o grupo formado por sete pessoas passou a adquirir bens como casas, fazendas e carros. Na operação deflagrada hoje, foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão em três cidades: Porto Alegre, Alegrete e Linhares, no Espírito Santo, para onde um dos suspeitos se mudou. A investigação ocorre há cerca de um ano. Até o fim da manhã, tinham sido apreendidos seis veículos, um revólver e diversos documentos. Para garantir futuros ressarcimentos, fazendas e casas e joias foram retidas e o bloqueio das contas bancárias dos envolvidos também foi autorizado.

Políticos e sindicalistas se metem em tantos escândalos de corrupção não é por acaso. Mexem com muitos recursos alheios, concentram poder demais, e tudo “em nome do povo”. Posam de abnegados e altruístas, mas como a carne é fraca e a impunidade impera, a tentação é grande demais.

Além da redução da impunidade, a outra medida que pode mitigar esse dano é reduzir a quantidade de recursos que transita pela política e pelos sindicatos, verdadeiros antros de corrupção. No caso dos sindicatos, a adesão deveria ser totalmente voluntária, e o indecente “imposto sindical” tinha que acabar ontem.

Quem quiser que faça parte voluntariamente de um sindicato, se assim desejar. Com certeza dessa forma haverá mais fiscalização, pois só quem realmente deseja ser representado por um sindicato, será. É um absurdo você ter que se sindicalizar no Brasil, ou ter um dia de salário descontado se não o fizer. Herança maldita da era Vargas. Até quando?

Fonte: Zero Hora

Exibições: 121

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Comentário de enio candido em 25 setembro 2013 às 10:29

trabalho em frente ao sindicato dos metalurgicos de Sao bernardo do Campo

os carros que entram e saem do sindicato saõ amarock, bmw, audi, ix35, porche cayene, etc

e nos finais de tarde quando o dia esta ensolarado ficam na cobertura tomando cerveja, e comendo petiscos

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço