Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Solaris

No topo do Solaris, o triplex de Lula

Lula é dono de um tríplex no edifício Solaris, na praia do Guarujá (SP), com 297 metros quadrados, elevador interno, cobertura com piscina e sauna.

João Vaccari Neto, tesoureiro do PT preso pela Operação Lava Jato por envolvimento no petrolão, também tem um apartamento no edifício.

O Solaris foi uma das oito obras assumidas pela OAS depois da quebra da Cooperativa dos Bancários (Bancoop), entidade ligada ao PT que deu o golpe em 3000 mutuários em São Paulo, em 2006, quando era presidida por Vaccari.

Léo Pinheiro, o ex-presidente da OAS cujas anotações na prisão VEJA traz a público neste fim de semana, conta que a empreiteira incorporou prédios inacabados a pedido do então presidente Lula.

“Como é da natureza do capitalismo de estado brasileiro, as relações amigáveis são ancoradas em interesses mútuos”, diz a revista. “Pinheiro se orgulhava de jamais dizer não aos pedidos de Lula.”

VEJA então questiona:

“Por que o Solaris foi concluído, enquanto centenas de outros lesados pela Bancoop esperam em vão pela construção das unidades que compraram?”

A própria revista responde:

“Bem, o fato de Lula e Vaccari terem apartamentos no luxuoso Solaris explica as prioridades da OAS. Aos amigos, tudo.”

A Érico Oliveira, por exemplo, que não era amigo de Lula nem de Léo Pinheiro, nada.

Reproduzo abaixo um trecho da mensagem que recebi dele no dia da prisão da Vaccari:

“Hoje é um dos dias mais felizes de minha vida!!!!! Sou uma das milhares de vítimas da Bancoop, fundada pelo PT através do Sindicato dos Bancários e presidida por esse senhor por muito tempo.

Há 10 anos luto na justiça para ter a escritura de um imóvel que já paguei. Mas posso até me considerar um cara de sorte, já que mais de 3000 famílias não têm onde morar apesar de terem pago tudo o que deviam.

A Bancoop não terminou as obras, tentou cobrar sobrepreços ilegais e acabou por transferir para a OAS grande parte delas. Por que a OAS? O que a OAS ganhou como contrapartida?”

Ganhou a boa vontade do “chefe”, como Léo Pinheiro se referia a Lula, o maior abridor de portas nos esquemas do PT.

Felipe Moura Brasil ⎯ http://www.veja.com/felipemourabrasil

Exibições: 89

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Comentário de Romildo de Paula Leite em 25 abril 2015 às 11:24

  “Como é da natureza do capitalismo de estado brasileiro, as relações amigáveis são ancoradas em interesses mútuos”, diz a revista. “Pinheiro se orgulhava de jamais dizer não aos pedidos de Lula.”

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço