Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Para CEOs brasileiros, disrupção tecnológica é oportunidade, não ameaça

Pesquisa da KPMG indica que líderes aprenderam com a pandemia sobre a importância determinante da tecnologia.

Para CEOs brasileiros, disrupção tecnológica é oportunidade, não ameaça | IT Forum

A maioria dos CEOs brasileiros (82%) está confiante no crescimento da economia nacional nos próximos três anos, devido à vacinação em massa. A percepção desses líderes sobre a importância de sair na frente em termos de inovação sofreu pouca alteração em um ano, de 78% para 72%. Também houve uma ligeira redução na taxa de CEOs que enxergam a disrupção tecnológica como oportunidade de mercado e não como ameaça, de 92% para 84% em um ano.

Os dados integram a pesquisa “KPMG 2021 CEO Outlook”, conduzida pela KPMG com 1.325 CEOs das principais economias do mundo e 50 CEOs brasileiros de diversos setores.

Os números mostram que uma minoria aponta as tecnologias disruptivas (24%) e falhas das cadeias de suprimentos (22%) como riscos para o crescimento. Já a maioria (64%) dos brasileiros continua investindo mais capital na compra de novas tecnologias do que no desenvolvimento das habilidades digitais de colaboradores.

Outro destaque é que 82% dos líderes brasileiros acreditam estar preparados ou muito bem preparados para um futuro ataque cibernético, contra 62% na pesquisa anterior.

“A crise sanitária impôs um choque de realidade nas lideranças empresariais e nos fez refletir sobre os desafios mais urgentes. Assim, os CEOs estão concentrados em levar adiante as estratégias de mercado que são, de fato, relevantes para as organizações”, enfatizou Charles Krieck, presidente da KPMG no Brasil e na América do Sul. “Todos os líderes consultados parecem ter aprendido ainda mais, com a pandemia, sobre a importância determinante da tecnologia, a necessidade de otimizar operações, a mitigação de riscos, a relevância da experiência do cliente e a valorização do capital humano”.

Esses gestores também concordam em diversos outros aspectos de negócios que envolvem a tecnologia. A grande maioria (entre 70% e 80%) avalia como importante ou muito importante entender a disrupção como oportunidade e não como ameaça; contar com uma estratégia cibernética forte para gerar confiança nos principais stakeholders; ter a segurança da informação como uma função estratégica e vantagem competitiva; estar ciente da importância de proteger o ecossistema dos parceiros e fornecedores, além da própria organização.

De modo geral, 64% dos brasileiros confiam no crescimento da economia global e 86% confiam no crescimento do setor em que suas empresas atuam, uma alta de 10% em um ano. A expectativa de crescimento da companhia é de 88%, queda de 4% contra a pesquisa anterior. Mesmo assim, os executivos que apostam no crescimento organizacional nos próximos três anos acreditam em percentuais de expansão de, no mínimo, 2,5% e, no máximo, 10%.

https://itforum.com.br/noticias/para-ceos-brasileiros-disrupcao-tec...

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

 


 


Exibições: 18

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço