Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Senhora de 86 anos trabalha dez horas por dia fabricando roupas para pessoas carentes

PREMIO BOM EXEMPLO 2015
Dedicação . Laura Medeiros, 86, não interrompe trabalho mesmo diante de algumas limitações físicas

Diariamente, Laura Medeiros, de 86 anos, se dirige até a sua máquina de costura para confeccionar roupas destinadas a pessoas carentes do interior do Estado. A rotina de trabalho é puxada – em geral, das 10h às 20h, e os intervalos são feitos apenas para alimentação. Os olhos já não ajudam muito, e até mesmo colocar a linha na agulha, por vezes, se torna um desafio. Mas a vontade de ver os outros felizes é muito maior.

Laura é uma das cinco finalistas na categoria Cidadania do Prêmio Bom Exemplo 2015 – iniciativa da TV Globo Minas em parceria com o jornal O TEMPO, a Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg) e a Fundação Dom Cabral. Desde ontem, o jornal conta a história de cinco personagens que, de uma maneira diferente, ajudam o próximo.

Ação. Foi quando se casou, na década de 50, que Laura mudou-se para a capital mineira, onde entrou em contato com circunstâncias que, até então, eram inimagináveis para ela: pessoas em grande situação de abandono, passando tantas necessidades a ponto de pedirem alimentos e roupas nas ruas.

Ciente do que chama de “dever” – Laura dispensa palavras como “caridade” –, ela chegou a doar as próprias roupas para os outros. Mas viu que não era suficiente. Com o coração ainda ligado a sua terra natal, ela passou a enviar presentes para os moradores de lá. Ao longo do tempo, Laura começou a fazer pessoalmente as roupas e, desde então, não parou mais.

“No Natal, preparei 12 caixas. Cada vez que produzo uma peça, me emociono. Penso nas pessoas que irão vestir e na alegria delas. Eu coloco muito amor nisso. Fui muito pobre e ganhei meu primeiro sapato aos 14 anos. Sei o que é desejarem uma roupa que consideram ‘de festa’, mas que, na verdade, são roupas que nós usamos no dia a dia”, relata.

Obrigação. “O próximo está sofrendo, e todos têm obrigação de ajudar uns aos outros”. São esses os pensamentos que levam Laura a jamais perder a vontade de envolver os outros com gestos de carinho. E é com pureza que ela se relaciona com o mundo. “As pessoas estão ajudando muito umas às outras. O que acontece é que às vezes a gente não sabe. Eu não acho que trabalho muito, mas tenho pesar é quando abandono a máquina”.

A votação para a categoria Cidadania do Prêmio Bom Exemplo acontece pelo site www.redeglobo.globo.com/globominas/premio-bom-exemplo a partir desta segunda, dia 27.

Exibições: 81

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço