Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Abit é recebida por Paulo Guedes para tratar do setor têxtil e de confecção

O presidente da Abit, Fernando Pimentel, esteve em uma reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes, nesta quarta-feira (27), em Brasília (DF). Na oportunidade, uma comitiva de dirigentes do setor têxtil e de confecção nacional apresentou um panorama da indústria e ações para o aumento da competitividade têxtil e de confecção.

Em audiência, representantes da cadeia produtiva mostram panorama do setor para o ministro Guedes

O tema discutido com Guedes está voltado para o aumento da produtividade, redução dos custos dos processos produtivos, aplicando tecnologia e valorização do capital humano. “Foi uma reunião muito favorável, na qual debatemos a agenda de produtividade e competitividade, além de mostrar a importância desta indústria para a economia do País e para a geração de empregos. Estamos satisfeitos, pois o ministro entende as demandas e que a agenda de competividade seja tratada com a mesma rapidez e intensidade para uma potencial abertura econômica. Certamente teremos outros encontros para apresentar pautas que primam pelo desenvolvimento nacional, sustentabilidade, compliance e, principalmente, geração de renda e emprego”, afirma Pimentel.

Abit capitaneia reunião com ministro da Economia

Estiveram também presentes: Luiz Arthur Pacheco, presidente do Sinditêxtil-SP, Ronald Masijah, presidente do Sindivestuário, Rafael Cervone, diretor executivo do Programa Texbrasil, Alessandro Pascolato, conselheiro da Abit, Renato Boaventura, presidente da Abrafas, e Eduardo Cintra, diretor geral da Abrafas.

Pimentel ainda foi recebido pelos deputados Paulo Gamine (Novo/RJ) e Alexis Fonteyne (Novo/SP) para apresentar as prioridades da indústria têxtil e de confecção nacional.

Da esq. para dir.: Paulo Gamine, Alexis Fonteyne e Fernando Pimentel

 Fernando Pimentel detalha a agenda de Brasília:

Exibições: 774

Responder esta

Respostas a este tópico

O empresariado está no caminho certo. Tem que procurar as autoridades governamentais competente para sencibilisá-los das dificuldades do nosso setor.

Temos que cobrar deste governo que prometera muito em campanha eleitoral, estão nos devendo satisfação, 

e os patronais valorizar mais o empregados desta (têxtil), já em extinção, não adianta investir em máquinas sem

investir o capital humano.

  Pimentel ainda foi recebido pelos deputados Paulo Gamine (Novo/RJ) e Alexis Fonteyne (Novo/SP) para apresentar as prioridades da indústria têxtil e de confecção nacional.

Caro colega José Mauro, como você pode ver, o empresariado e governantes estão agindo. Prova disso é este encontro entre ambos.

Aquilo que precisamos das autoridades do Governo é que abram o mercado financeiro para o capital externo para termos dinheiro a um custo competitivo,ou seja,para fugirmos dos bancos brasileiros que extorquem a economia.

Temos que pedir que o BNDS volte a ser uma banco de fomento a industria e não para atividades diferentes.

Luiz Eduardo de Oliveira Correa de Mello - CREA 601421342

Responder à discussão

RSS

© 2019   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço