Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Aconteceu no Ceará!  Curso para 500 mulheres.

Como o setor têxtil é de vital importância para a economia do Ceará, a demanda por mão de obra na indústria têxtil é imensa e precisa ser constantemente formada e preparada.

Diante disso, o Sinditêxtil fechou um acordo com o Governo para coordenar um curso de formação de costureiras. O governo exigiu que o curso deveria atender a um grupo de 500 mulheres que recebem o Bolsa Família. De novo: só para aquelas que recebem o Bolsa Família. O importante acordo foi fechado dentro das seguintes atribuições: o Governo entrou com o recurso; o SENAI com a formação das costureiras, através de um curso de 120 horas/aula; e o Sinditêxtil, com o compromisso de enviar o cadastro das formadas às inúmeras indústrias do setor, que dariam emprego às novas costureiras.

Pela carência de mão obra, a idéia não poderia ser melhor. Pois bem. O curso foi concluído recentemente e, com isso, os cadastros das costureiras formadas foram enviados para as empresas, que se prontificaram em fazer as contratações.

E foi nessa hora que a porca torceu o rabo, gente. Anotem aí: o número de contratações foi ZERO. Entenderam bem? ZERO! Enquanto ouvia o relato, até imaginei que o número poderia ser baixo, mas o fato é que não houve uma contratação sequer. ZERO.

Sem nenhum exagero.

O motivo?

 Simples, embora triste e muito lamentável, como afirma com dó, o diretor do Sinditêxtil: todas as costureiras, por estarem incluídas no Bolsa Família, se negaram a trabalhar com carteira assinada.

Para todas as 500 costureiras que fizeram o curso, o Bolsa Família é um benefício que não pode ser perdido. É para sempre. Nenhuma admite perder o subsídio

 

(Notícia que circula na Internet).

 

FONTE: http://www.correiodeuberlandia.com.br/atadiaria/2012/01/21/bolsa-fa...

Exibições: 715

Responder esta

Respostas a este tópico

Primeiro deram o peixe, agora querem ensinar a pescar!? para que trabalhar se o governo traz o alimento dentro de casa!?

Só aqui no nosso Brasil mesmo....

isto significa, que estes brasileiros nao querem correr o risco de ""perderem""....e nós trouxas, que pagamos impostos e mais impostos arcamos com isto!!!! no minimo o governo deveria cortar esta bolsa famila, e evitar a continuação de uma geração de vagabundos!!!!

o governo entende que tem que ajudar...eu até dou meu apoio, mas gastar para formação tecnica e sem retorno algum????nao dá para aceitar isto!!!! e sei que muitos estão trabalhando  sem carteira asssinada simplesmente para ter uma ""renda extra""...nao há comprometimento!!! e para quem trabalha e paga impostos ..........somente leva ferroada!!!!é absurdo!!!!

Srs.

Se vocês se informarem adequadamente, ficarão sabendo que o Bolsa Família não é uma invenção do PT de Lula ou do PSDB de Fernando Henrique.  Este programa de assistência existe à muitos anos na Europa (principalmente Alemanha e Itália), em alguns estados dos EUA e em muitos outros países do mundo.   O objetivo é pura e simplesmente reduzir a Fome e o Intenso Sofrimento causados pela miséria de grande parte da população mundial.   Entendo perfeitamente sua visão Capitalista.   "Quem não quer trabalhar, que morra de fome".

Ora Srs.!  Já vi muita gente que recebe o Bolsa Família.  E mesmo recebendo o Bolsa Família, todos tem vidas precárias.  Nunca vi ninguém Ficar Rico recebendo o Bolsa Família.  Sendo assim, só posso classificar como Desumana qualquer atitude contrária a este programa.  Pensem ainda que se entre 100 famílias que recebem este benefício, 1 (uma) conseguir com este dinheiro e com o estudo dos filhos (lembrem que pra ganhar o Bolsa Família os filhos tem que estar comprovadamente Matriculados e Estudando) sair da situação de pobreza e obter um mínimo de dignidade, Tudo já terá valido a Pena.

Perdão Senhores, mas minha visão não é pelo Capital.  Sei que o Capital move o Mundo mas, com certeza, as Vidas Humanas Suplantam em muito a importância de qualquer valor Material.   Pago meus impostos e não me arrependo nem um pouco se este dinheiro for utilizado Simplesmente para Matar a Fome do Mundo.

 

Uma abraço a todos,

Valdir

Amigo Valdir,

Ninguém aqui até o momento pelo que vi criticou ou tomou parte de partido político algum...

Vejo também com bons olhos este programa! Porém não concordo com o fato das pessoas que utilizem este benefício permanecerem com uma visão de "fundo de poço" e não aceitarem novos desafios na vida! Justamente para buscar crescer, sair da situação de pobreza e obter o mínimo de dignidade como vc mesmo diz...

Eu trabalho em São Paulo mais sou do interior, (de Pindamonhangaba)! Certa vez estava em minha cidade e fui ao meu barbeiro cortar o cabelo! Num certo momento entra no local um rapaz pedindo para cortar o cabelo na "faixa"! O barbeiro então disse que sim, mais solicitou ao rapaz que varresse o chão para ele em troca. O rapaz simplesmente foi embora... Todos naquele momento que estavam presentes ficaram indignados!

Mais tarde descubro que o rapaz já é "figurinha carimbada" na cidade! Dizem que ele recebe Bolsa Familia e existe tb um vale leite se não me engano... Que volta e meia ele pede ajuda mais não quer trabalhar em troca!

Vc acha isso justo? isso é correto? isso é  ter visão pelo Capital?

 

Abraços

Fabrício Leite

Fabrício,

Creio não teres entendido a minha forma de pensar.  Volto a afirmar que, se em Pindamonhangaba 100 famílias recebem o Bolsa Família (entre elas a deste rapaz que você cita abaixo) e das 100 famílias apenas 1 (uma) fizer o uso adequado deste dinheiro, conseguindo sair da miséria através do Trabalho e dando estudo aos seus filhos este programa já terá valido a pena.     

Quando faço este tipo de afirmação é porque acompanho o assunto de perto.   Sou de Santa Catarina e vivo no Nordeste à 14 anos.  Através dos Movimentos Pastorais de minha Igreja, atuo constantemente nas comunidades carentes da minha cidade.   Tenho tranquilidade em afirmar que entre 100, muito mais que 1 (uma) família tem conseguido Vencer graças a este programa.  Você tem razão quando diz que muitos se aproveitam do programa.  Mas nem por isso devemos privar os demais do direito à Vida.

 

Um abraço e um Bom dia para você.

Valdir

Adoro!!!

Moro em uma região que com certeza vai se beneficiar das mudanças quanto ao salário desemprego, aqui temos mais empregos que pessoas querendo trabalhar, mas que com certeza o bolsa devia ser repensado, isso devia, teria mais retorno humanitário se o programa estimulasse ao ser humano em questão sua integração a sociedade como um trabalhador não como um dependente eterno. A pessoa vicia na "mordomia" e perde qualquer sentido de dignidade, fica alheia as melhorias que poderia ter na vida, e o que é pior, não coloca os filhos na escola, e acompanha seu desenvolvimento, ele vai apenas porque é obrigado a ir pra que não se perca o beneficio. Beneficio?! De que adianta 01 sair da miséria se 99 fica marginalizado, o custo beneficio não vale.

Assuntos como esse devem ser encarados como tal: Um problema de difícil solução ao qual temos que encarar de frente, independente de culpados, mas tentando de alguma forma repensar, e quiçá, um dia os governantes entendam e tentem ensinar de fato a pescar, porque dar esse tipo de peixe, com certeza não resolve problema nenhum, apenas os adiam e dificultam ainda mais suas soluções.  

É pessoal.  Enquanto vocês só querem ensinar a pescar, milhares morrem de fome porque não ganharam o peixe que sobra na mesa dos mais favorecidos.  Temos que entender que as pessoas não são pobres por vontade própria.   Vocês insistem em criticar os pobres por desonestidade enquanto posso afirmar a todos, as pessoas mais honestas que conheci em toda a minha vida foram justamente as mais pobres.  

A discursão é para quem se capacitou às custas do governo e não querem carteira assinada. À esses dever-se-ia cortar o "Bolsa Familia"

Responder à discussão

RSS

© 2022   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço