Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Pesquisa do Paypal com a Ipsos mostra que o consumo online atravessou fronteiras e China é o maior fornecedor para o comprador comum

Moda é os que os brasileiros mais compram pela internet. Segundo a nova edição da pesquisa do Paypal com a Ipsos sobre consumo online no país, cujos dados foram anunciados no início de setembro, 66% dos que compraram algo em 12 meses pela web em sites nacionais adquiriram roupas, calçados ou acessórios, tomados em conjunto. Depois, aparecem equipamentos eletrônicos (55%), joias e relogios (49%). A pesquisa é mundial e do Brasil foram ouvidos 1.001 consumidores com mais de 18 anos e acesso à internet, entre 10 e 21 de abril. A amostra total incluiu 34 mil pessoas, de 31 países, consultados entre 13 de março e 1º de maio de 2018.

Dos brasileiros ouvidos, 763 fizeram pelo menos uma compra online, nos 12 meses anteriores, usando computador de mesa, notebook, smartphone ou tablet. Dos que fizeram compras online no período, 363 adquiriram produtos de sites estrangeiros, sendo que 60% deles importaram roupas, calçados ou acessórios. Segundo o levantamento, dos que adquiriram produtos de fora do Brasil, 30% compraram artigos da China e a maioria esmagadora (89%) apontou preços mais baixos que no Brasil para justificaram a operação.

Mesma razão apontada por 21% que importaram mercadorias dos Estados Unidos. E só não compraram mais de fora, inclusive da Europa, de outros países asiáticos e da América Latina, porque o prazo de entrega é muito extenso, a taxa de envio (frete) é considerada cara, falta de segurança do site vendedor e taxa de câmbio desfavorável.

CRESCIMENTO PROJETADO
A Ipsos projeta que o mercado online deva crescer para atingir R$ 272 bilhões, em 2020, 17% acima do ano anterior. Pelas estimativas traçadas, o mercado estaria avaliado em R$ 197 bilhões em 2018, 19% a mais que em 2017.

Baseou as projeções nas respostas do universo pesquisado, quando 45% disseram que comprarão mais nos 12 meses seguintes à pesquisa, estimulados, acreditam, por mais conveniência na hora de comprar (63%) e aumento na oferta de plataformas de comércio online (32%); uma parcela de 46% espera ter rendimento maior no período. Outros 27% afirmaram que manterão o atual padrão de compras online e apenas 8% pretendem gastar menos.

http://observamoda.org/mercado/brasileiros-compram-moda-fora-do-pais/

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 335

Responder esta

Respostas a este tópico

meu caro amigo Romildo...e em contra partida veja o que este camarada diz!!! é absurdo!!!!

Boa noite Sr José Ricardo...como está????

 

Desculpe...o Sr pode conhecer a China a 30 anos!!! Eu não a conheço, mas tenho contatos com brasileiros que moram por lá, e trabalham como trade.....exportando para o Brasil!!! Te pergunto : como concorrer economicamente com países que tem um custo baixíssimo, tributação específica para exportações???   O Sr tem ideia de qtos empregos desapareceram, bem como indústrias??? Em todos os segmentos!!!! Em Poços de Caldas, fechou-se a fabricação de alumínio ( ALCOA ) pois fica mais barato exportar matéria prima do que alumínio!!!  E depois de manufaturado, importamos!!!! O Sr não acha pura burrice???  Já estamos cansados , muito fadigados, em exportar matéria prima e importar produtos acabados!!!  A China, tem plantações de algodão na Bahia.....será que isto é de vosso conhecimento??? Entre outras aberrações???? Caso queira posso citar inúmeras!!! Assim o Sr, como Skaf  terá a certeza de que deram  um tiro no pé!!!

 

Ainda no governo da Dilma, Zeca Dirceu,(  filho do José Dirceu ) PeTista paranaense, simplesmente levou uma comitiva de algumas confecções para vender moda brasileira à China !!!!??na época tive a oportunidade de falar com  Zeca Dirceuu, via telefone...mas por falta de conhecimento básico e por ignorância total  nada fez!!!!!!!!!  Finalizando: a maioria fecharam as confecções, outros quebraram!!!  Pois se tornaram com tanta ganância , em diminuir custos, e apenas manterem/aumentado  equipe de vendas, tornando-se importadores de produto pronto!!! Caramba!!! Com este desemprego em alta, qual o interesse da FIESP/CIESP  em levar comitiva para a China??? Vcs estão na realidade, levando comitiva para que se tornem importadores!!!!????? O Sr sabe que os tributos dentro da China é de 20% , porém para exportação é de 3% !!!!!  te pergunto mais: ONDE VCS QUEREM LEVAR O BRASIL??? Sugiro até que vão para o Vietnã, Africa do Sul,  e alguns outros países , em que a China tem  montando fábricas , pois o custo chinês está se elevando a cada dia!! Como é possível comprar uma calça jeans no Brás , por R$ 19,99???ou R$ 29,99 com lycra??? O Sr sabe qto custa o metro do jeans ??? depois + corte,  confecção + lavagem + comissões de vendas entre outros....+ a explosiva carga tributária deste Brasil?????

 

Estamos sucateado com as empresas brasileiras , há muitos anos!!! Praticamente a 20 anos!!!!!!!!! e isto é de vosso conhecimento!!!! Como tb de Paulo Skaf !!! portanto uma outra pergunta : COMO CRIAR EMPREGOS NESTE BRASIL???? IMPORTANDO???  Os salários estão baixos para qualquer nível!!!! Vejo engenheiros de excelente formação com inglês fluente..etc..etc... ganhando em torno de $ 3 a 5 mil reais/mês ...com larga experiência!!!

 

Na minha opinião, a FIESP/CIEESP deveriam simplesmente  estar forçando o governo a cortar impostos e não a continuar na mesma que estamos!!!  JAMAIS podemos concorrer com economias e custos diferentes!!! Fico indignado com a postura de vcs!!!!  Onde está o mínimo do valor patriótico , em manter empregos no Brasil e não em outros países???e a nossa população à mingua???? Vcs são tb responsáveis  por isto!!!Nada fizeram , ou pouco fizeram....mas sem reflexo real positivo para o Brasil.  Agro negocio dá $$$ para poucos...nao para os trabalhadores !!! Somos o celeiro do mundo!!!! Por qual motivo não trabalhamos e fazemos produtos com a soja, milho entre outros, agregando valor e emprego para os brasileiros???infelizmente,  sinto  apenas a falta de responsabilidade TOTAL de vcs nestas atitudes!!! Um verdadeiro escárnio!!!!todos voltados para o próprio umbigo e jamais pela população em geral!!!é uma vergonha órgãos como o do Sr !!! NÃO ME REPRESENTAM JAMAIS!!!!

 

 

Pf, aguardo um retorno do Sr.o mais breve possível!!!

 

Sds adalberto Oliveira Martins Fº

 

Tel 19 99764 7960

De: FIESP - Comércio Exterior - DEREX [mailto:derex@fiesp.ind.br]
Enviada em: quarta-feira, 26 de setembro de 2018 10:52
Para: maxim_imp@terra.com.br
Assunto: Presidente em exercício da Fiesp e do Ciesp, José Ricardo Roriz, fala sobre a importância da Missão à China

 

Confira o vídeo e conheça as vantagens e oportunidades de manter relações comerciais com a China

Problemas para visualizar a mensagem? Acesse este link.

 

MISSÃO À CHINA

SHANGHAI, 2 A 11 NOVEMBRO DE 2018

 

De 02 a 11 de novembro, a Fiesp e o Ciesp promovem uma missão empresarial à China para participar de uma agenda de prospecção de negócios em Shanghai, durante a China International Import Export.

No vídeo abaixo, o presidente em exercício das entidades, José Ricardo Roriz Coelho, conta um pouco dos seus 30 anos de experiência com o mercado chinês e afirma que o Brasil precisa agregar valor às suas exportações.

Setenta empresas já confirmaram presença nessa missão. Assista o vídeo e conheça as vantagens de manter relações comerciais com o país asiático, a segunda maior economia do mundo.

https://www.youtube.com/watch?v=YyvOAA7TlYw&feature=youtu.be

Romildo...nao sei se postei correto...mas se puder, pf , ajude a divulgar!!!!  TFA adalberto

 Adalberto .

Está sendo divulgado.

adalberto oliveira martins filho disse:

Romildo...nao sei se postei correto...mas se puder, pf , ajude a divulgar!!!!  TFA adalberto

Responder à discussão

RSS

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço