Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Resultado líquido representa grande recuperação diante do prejuízo de quase R$ 15 milhões acumulado em igual período do ano passado

Desde o terceiro trimestre de 2017, a Cedro Têxtil deu início ao ciclo de recuperação financeira. Fechou 2017 com receita líquida de R$ 635 milhões e lucro líquido de R$ 86,22 milhões, que reverteu prejuízo líquido de R$ 142,62 milhões em 2016. Ao fechar março, a companhia registra o terceiro trimestre consecutivo de resultados positivos. A receita líquida de janeiro a março totalizou R$ 144,71 milhões, aumento de quase 12% sobre o primeiro trimestre de 2017, e o lucro líquido do período atingiu discretos R$ 208 mil, mas deixando para trás um rombo de R$ 14,49 milhões acumulado nos três primeiros meses do ano passado.

“Foi uma baita virada. Conseguimos bons resultados diante de um mercado resistente, mal humorado. E especialmente porque o primeiro trimestre sempre carrega os custos das férias coletivas, afetando o desempenho, e o fato de conseguirmos virar sinaliza que estamos no caminho certo”, analisa Marco Antonio Branquinho, presidente da Cedro Têxtil, em entrevista exclusiva ao portal GBLjeans. Além dos rígidos controles financeiros e administrativos, o executivo atribui os resultados à boa aceitação comercial das coleções.

“Confiamos que o mix está muito redondo. O inverno 2019 é a quinta coleção dentro desse novo cenário de tecidos premium; acertamos a mão”, diz. Ele avalia que o evento de lançamento da temporada na semana passada, na capital paulista, refletiu muito bem esse novo momento da empresa.

Mesmo considerando que o mercado continua difícil, Branquinho afirma que o primeiro trimestre de 2018 ficou dentro do planejado. “A não ser pela disparada do preço do algodão. O único item que ninguém previu, descolado do histórico e sem justificativa aparente, a não ser por insegurança e especulação do mercado”, avalia. Segundo o executivo, a companhia manteve o ritmo em abril e maio.

Sobre valor de investimento para o ano, ele não fala. “Os recursos serão aplicados conforme a disponibilidade de caixa”, explica. E serão destinados à modernização industrial, visando aumento de produtividades, sem expansão de produção. O alvo dos investimentos será substituir sistemas que gastem muita energia ou exijam muita manutenção.

“Em 2018, nosso principal desafio continua a ser adequar a estrutura de capital, no sentido de diminuir a alavancagem da empresa”, afirma, ressaltando que para isso está sendo considerado um leque de opções e que nada está decidido. A geração de caixa, que tem melhorado a cada trimestre, é uma possibilidade, assim como vender ativos, como imóveis que não estão sendo usados para a atividade-fim, ou entrada de capital novo.

COLEÇÃO IMPULSO
Entre 15 e 17 de maio, a Cedro apresentou a coleção Impulso em seu showroom no bairro paulistano do Brás. Na nova temporada, o fabricante fez 14 lançamentos, dos quais cinco da linha de coloridos e nove de denim. É a primeira coleção na qual todos os produtos elásticos usam elastano da Lycra, ressalta Eduardo Paixão, da equipe de estilo da empresa. Foi reforçada a linha dos denim super elastizados, com três artigos, entre os quais Paixão destaca o Azure, um denim sobretinto em azul com avesso azul, e estiramento que pode chegar a 65%, em composição de 97% algodão e 3% elastano.

A família dos 100% algodão também foi ampliada, com bases como o denim Loki, de 10oz e desenho de trama para ser explorado em shorts e bermudas, recomenda o estilista. Nos coloridos, ele aponta a volta do cotelê em base 100% algodão. De modo geral, a Cedro manteve a estratégia de ter mais tecidos elastizados com maior largura. Também estendeu a repaginação de mais artigos, com alterações de estrutura e tingimento.

Jussara Maturo

http://gbljeans.com.br/especial_view.php?cod_noticia=8097&cod_e...

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 564

Responder esta

Respostas a este tópico

Que boa notícia, que continue se recuperando, pois estamos em um ano dificílimo para todos, muitos desafios até findar esta eleição e copa. Que a sorte e a competência esteja com a Cedro. 

Eles poderiam dar oportunidade de comprar para os pequenos empreendedores......minha produção no jeans ainda é pouca eles nem deram atenção, exigem um monte de burocracia.
Bom dia! Concordo com você jocenara na maioria das vezes os pequenos empreendedores são os clientes mais fiéis.
Ps: Se precisar de uma modelo minha filha está tentando entrar na carreira e precisa de uma oportunidade.
Contato :Marcos Augusto Figueiredo de Oliveira Vieira dos santos
Email Carpanpba@Hotmail.com
31 999779451

Responder à discussão

RSS

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço