Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Demanda Chinesa Impulsiona Safra de Algodão a Recordes - Exportamos Algodão e Importamos Tecido

Na última safra, entre agosto de 2010 e julho de 2011, de 1,3 milhão de hectares plantados foi colhido 1,9 milhão de toneladas da fibra, um recorde no Brasil - são Paulo

A crescente demanda por commodities na China reflete-se na produção de algodão no Brasil, da qual se espera crescimento de 6% no ano que vem. Um resultado inédito para o setor: 2,1 milhões de toneladas produzidas em 2012, segundo estimativas da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa).

"Países asiáticos, principalmente a China - o maior produtor mundial da fibra - e a Índia, estão subsidiando a produção de alimentos", afirmou o presidente da entidade, Sérgio De Marco, "e isso gera mercado para o algodão brasileiro, que já é reconhecido por lá por sua qualidade e por honrarmos os contratos".

Por outro lado, enquanto a indústria chinesa consome a fibra brasileira, as fábricas de produtos têxteis no Brasil sofrem com a pressão dos produtos importados (principalmente, diga-se de passagem, da mesma China). Os estoques de algodão, portanto, tendem a aumentar em 2012.

Na última safra, entre agosto de 2010 e julho de 2011, de 1,3 milhão de hectares plantados, foi colhido 1,9 milhão de toneladas da fibra. Neste caso, a produtividade é que bateu recorde: "alcançamos o patamar de 1,3 mil quilos por hectare", afirmou De Marco.

O ano que vem começará com 495,8 mil toneladas de pluma armazenada, ante as 76 mil toneladas que havia no início de 2011, de acordo com dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Os volumes estocados derrubam os preços da matéria-prima no mercado interno e favorecem as exportações.

Outro ponto importante se refere ao custo de produção do algodão, que mais do que dobrou entre a última e a presente safra. Em março, o produtor pagava com 16 arrobas por hectare o pacote de insumos. Com a posterior valorização do dólar, essa proporção subiu para 46, como mostra o último boletim do Instituto Mato-Grossensse de Economia Agropecuária (Imea). No mesmo período, compara o informativo, a pluma ficou 58% mais barata.

"Do total produzido na safra, 850 mil toneladas foram vendidas antecipadamente ao preço de US$ 0,74. O preço real chegou a bater US$ 1,90, mas o produtor brasileiro honrou contratos vendidos a menor valor. Dessa forma, não ganhou dinheiro, mas também não perdeu", observou De Marco. "Foi um ano atípico, de muita volatilidade", destacou.

Em relação à expectativa que se tinha no início da safra passada, houve quebra de 15%, por falta de chuva nas três principais regiões produtoras - Mato Grosso, Bahia e Goiás. "Mas nada que tenha abalado a imagem da fibra brasileira", segundo De Marco.

Exportações

A preços baixos, a comercialização internacional de algodão cresceu de 474,1 mil, em 2010, para 646,6 mil toneladas neste ano. Os números superaram as expectativas da Abrapa. "A China, a Coreia do Sul e a Indonésia são os três maiores compradores", constatou o presidente da entidade.

Para o ano que vem, a projeção é de que a venda para o mercado exterior cresça ainda mais. A meta da associação é que o setor exporte um milhão de toneladas, ou quase metade do que for produzido aqui. "Estamos preparados para isso", garantiu De Marco.

"Em relação aos preços, nossa expectativa é de que fique em torno de US$ 0,90 a US$ 1,05", disse. Segundo o Imea, a produção mato-grossense da safra atual já está 45% comercializada, a uma média de US$ 1,01 por medida, o que garante ao produtor do Mato Grosso pagar os insumos.

Carência

"Em relação às ações de governo, falta um mecanismo moderno de apoio à comercialização que permita aos produtores e à indústria terem um hedge, um ganho mínimo sobre seus produtos, garantindo preços e deixando o produtor participar de eventuais ganhos de alta de preços no mercado", declarou o presidente da Abrapa, Sérgio De Marco.

Fonte:|http://www.dci.com.br/Demanda-chinesa-impulsiona-safra-de-algodao-a...

Exibições: 594

Responder esta

Respostas a este tópico

Na realidade necessito de ensinamentos/explicações por parte dos entendidos (ABTT+TEXTILE INDUSTRY), pois mais uma vêz o Brasil firma-se como fornecedor de Produtos Primários (Algodão Crú em Rama) e importador de Produtos Manufaturados (Tecidos_Confecções).
Eu soube que o Brasil está se preparando para atingir o posto de 2º maior exportador de Algodão em Rama (Produtos Primários).
Onde andam as Fiações+Tecelagens+Confecções?
Continuamos a aumentar nossas importações?
Por que não abrir para REFLEXÕES?

Caro Julio,

Manufaturas? - Estão paradas ou parando.

Importações? - Vão aumentar sim as empresas estão parando as fábricas para comercializar importados.

REFLEXÕES? - Quem está disposto a refletir? Empresários? Governo? Associações?

Mobilização Popular, muito se fala em promover, quem vai se manifestar para comprar mais caro?

É algo duro de admitir, mas é a pura verdade.

O grande consumidor não está nem um pouco preocupado de onde vem sua roupa, desde que o atenda com um preço compatível.

Abraços,

Erivaldo

Julio Caetano H. B. C. disse:

Na realidade necessito de ensinamentos/explicações por parte dos entendidos (ABTT+TEXTILE INDUSTRY), pois mais uma vêz o Brasil firma-se como fornecedor de Produtos Primários (Algodão Crú em Rama) e importador de Produtos Manufaturados (Tecidos_Confecções).
Eu soube que o Brasil está se preparando para atingir o posto de 2º maior exportador de Algodão em Rama (Produtos Primários).
Onde andam as Fiações+Tecelagens+Confecções?
Continuamos a aumentar nossas importações?
Por que não abrir para REFLEXÕES?

Pois é e o pior que não é so com o algodão, é assim com o minerio de ferro, a soja, aluminio etc...

Realmente teriamos promoveruma grande manifestação de nossa população, pois antes pagar caro e ter o emprego garantido, do que ter o produto barato e nao ter com o que comprar. Precisamos refletir e nos cuidar enquanto ainda é tempo.

 



Textile Industry disse:

Caro Julio,

Manufaturas? - Estão paradas ou parando.

Importações? - Vão aumentar sim as empresas estão parando as fábricas para comercializar importados.

REFLEXÕES? - Quem está disposto a refletir? Empresários? Governo? Associações?

Mobilização Popular, muito se fala em promover, quem vai se manifestar para comprar mais caro?

É algo duro de admitir, mas é a pura verdade.

O grande consumidor não está nem um pouco preocupado de onde vem sua roupa, desde que o atenda com um preço compatível.

Abraços,

Erivaldo

Julio Caetano H. B. C. disse:

Na realidade necessito de ensinamentos/explicações por parte dos entendidos (ABTT+TEXTILE INDUSTRY), pois mais uma vêz o Brasil firma-se como fornecedor de Produtos Primários (Algodão Crú em Rama) e importador de Produtos Manufaturados (Tecidos_Confecções).
Eu soube que o Brasil está se preparando para atingir o posto de 2º maior exportador de Algodão em Rama (Produtos Primários).
Onde andam as Fiações+Tecelagens+Confecções?
Continuamos a aumentar nossas importações?
Por que não abrir para REFLEXÕES?

Isto me lembra nossa era colonial. Traziam 1kilograma de ouro em troca levavam 1 caravela de pau-brasil. 

Alguem sabe se aconteceu a reunião do Sr. Ministro Mantega na Abit? 

Teresa,

A reunião houve, o Mantega não apareceu.

Foi agendada outra com o ministro Pimentel para amanhã 21/12 - O mesmo já confirmou que não vai.

Teresa disse:

Alguem sabe se aconteceu a reunião do Sr. Ministro Mantega na Abit? 

Isso é que podemos chamar de NEGÓCIO DA CHINA, produzimos e vendemos commodities e compramos com

valor agregado os produtos que estão DESTRUINDO a cadeia têxtil no BRASIL.

" MEU BRASIL BRASILEIRO, ACORDA DE TEU BERÇO ESPLÊNDIDO PORQUE, COMO DIZ O DITO POPULAR:"O CACHIMBO CAI DE QUEM COCHILA". E  depois não adianta por a culpa na crise.

A NOSSA CRISE RESIDE NO CONGRESSO NACIONAL, QUE NÃO SABE O QUE É TRABALHO E AINDA ROUBA DE QUEM TRABALHA. O PODER LEGISLATIVO É A RAIZ DE TODOS OS MALES DE NOSSA NAÇÃO..........e não sou eu quem está dizendo está na mídia pra todo mundo ver.........

IRMÃOS BRASILEIROS VAMOS MOSTRAR NOSSO PODER, VAMOS CALAR O CONGRESSO NACIONAL VOTANDO NULO NAS ELEIÇÕES MINORITÁRIAS DE 2012 P'RA QUE HAJA UMA REAÇÃO IMEDIATA

DOS PODERES(EXECUTIVO, LEGISLATIVO E(PASMEM) JUDICIÁRIO(JUIZ LADRÃO TEM QUE PAGAR O

DOBRO DA PENA DO CIDADÃO COMUM!!!!!!!!!!!!!!!!!

E continuamos a não agregar valor aos nossos produtos! E quando vamos poder desfrutar a felicidade de competir de igual para igual com os produtos asiáticos?  O que fazemos com nossas fábricas e confecções cheias de funcionários e encargos trabalhistas, terem o rendimento necessário para garantir-se no mercado. Por que não colocamos este algodão no mercado interno a preços competitivos, quanto estes que vão para fora, e aí sim, poderemos manter nossos funcionários diretos e indiretos em seus postos de trabalhos?

PESSOAL.....continuamos na mesma, ou seja : a reclamar!!!!! mas o que estamos fazendo??? Apenas nos indignando com a passividade do governo. tudo bem que estão ""tentando"" amenizar o problema, com certificados de origem, classificação correta - NCM - composição etc....etc.......etc..etc..mas que nada adiantará.

para acabar com esta patifaria politica, temos que ter mecanismos legais de amparo judiciário de âmbito mundial!!! Entretanto o  Brasil não tem esta devida  estrutura !!!! não temos órgãos habilitados devidamente, que possam acompanhar tudo que entra, e sobretudo com qualquer R$ 2.000,00 a R$ 5.000,00 tudo se resolve!!! é a corrupção que fala mais alto!!!!

temos que ter em mente que a China realmente fascina!!!! mesmo com a crise que estão passando, o GOVERNO continua a investir!!!!! continua a estimular o crescimento, a tecnologia!!!! o chines na realidade é obstinado em trabalhar e trabalhar!!!!!! muito diferente do Brasil, que na época em que Lula era apenas um sindicalista que vivia promovendo greves  em todo ABC ,  principalmente em industrias automobilísticas, a CHINA apenas estava construindo seus alicerces para cada dia produzir mais e mais, ou seja : criando fabricas, gerando empregos e custo de fabricação cada vez menor!!!!!  nesta época, a CHINA ainda nao tinha muito tecnologia...diferente de hoje!!!! que conseguem ter a qualidade que cada um deseja!!! veja nos USA.....excelentes confecções a preço vil!!!!  o mesmo acontece no Brasil!!!! e em todos os segmentos!!!  e todos investem na China!!!!no Vietnã!!! etc..etc...até nosso ex vice José de Alencar que tirou $$$ do BNDS para fazer investimento no Oriente!!!!alem de comprar algodão, exportar para a China e importar produtos acabados!!!! Isto foi uma putaria muito grande!!!!veja os uniforme das forças armadas!!!!!!!!!veja o aço que importamos da China!!!! feito com nosso minério de ferro vendido a preço ridículos!!!! continuamos a exportar matéria prima e importar ""tecnologia"" ...!!!!!!

portanto agora somente nos resta:

a) continuarmos a assistir de galeria o final  de nossas empresas

b) continuarmos a reclamar sem tomar ATITUDE

    ou 

- dar um basta a esta toda situação, como já foi mencionado em outras matérias diversas!!!! no facebook deste site, já estávamos em 350 participantes que "topam fazer algo!!!! somente 350!!! que vergonha!!!! 350 participantes!!!!! será que não vai aparecer mais ninguém???? Vamos continuar OMISSOS??????????? ninguem se manifesta!!! o quê estão fazendo???? conversando e  convencendo entidades diversas a participar??? pelo amor de Deus , colegas e amigos!!!!! não sejamos mais coniventes com esta situação!!!!!!

maxim_imp@terra.com.br

tel 19 9764 7960

adalberto oliveira martins filho

correçao, no texto acima fala-se na produção de 1,3 kilos hectare no algodao plantado e colhido manual se fala em 220 arroba por hectare. que soma 3300 kilos por hectare. Nas grandes fazendas que somam a maioria e que é mecanizada se fala entre 260 a 300 arroba por hectare que dá uma media de 4200 kilos por hectare. 

Cumprir os contratos e nao ganhando nada. Fortalecendo cada vez mais a china ai é "osso" de concorrer com eles.

Tudo isso é complicado de entender, mas quem deve estar a par de tudo sao os nossos governantes, que são bem pagos para administrar o Brasil. Que por sinal numca vai aprender. Tambem está no sangue, quando entra no poder é apenas para beneficiar a si próprio e os envolvidos em sua milionaria campanha eleitoral.

Responder à discussão

RSS

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço