Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Detentos produzem e exportam 180 calças jeans por dia no Sul de Minas

Fábrica está em fase de expansão e vai se dedicar também à produção de camisas polo

Chile, Argentina, Uruguai e várias cidades do Brasil recebem semanalmente calças jeans produzidas todos os dias dentro do presídio de São Sebastião do Paraíso, no Sul de Minas. De acordo com informação da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds-MG), 30 presos trabalham em 25 máquinas de costura e produzem cerca de 180 peças diariamente.

A fábrica foi inaugurada no complexo prisional no ano passado e já passou por expansão. “As perspectivas são muito boas. Já temos cinco auxiliares treinando e na próxima semana iniciaremos a produção de camisas polo, com a meta de 200 peças por dia” revela a proprietária da empresa, Débora Flávia Novaes.

Antes do início dos trabalhos, os presos passaram por um curso de costura de três meses, sendo 30 dias de aulas teóricas e 60 dias de aulas práticas. O detento Alexandre Mariano Forim, 30 anos, é esponsável pela montagem da parte frontal das calças jeans, como costura, colocação de zíper, bolso e botão. “Agora tenho uma profissão e consigo acreditar em boas mudanças para o futuro”, conta.

http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2014/01/28/interna_gerais,4...

Clarissa Damas

Exibições: 342

Responder esta

Respostas a este tópico

Parabéns a Débora e a este presídio que com certeza está recuperando cidadãos os quais terão uma nova expectativa de vida quando saírem de lá. Deveria haver no Brasil outras pessoas que investissem nessas parcerias, mas que estejam  de acordo com as Leis Trabalhistas para não prejudicar outras empresas.

Esta é uma brilhante iniciativa.

O destaque é, que, os detentos alcançaram um nível altíssimo de entendimento e se dispuseram a realizar este FEITO.  Parabéns a todos, e especialmente a coordenação da instituição, por apostar em algo tão AMBICIOSO, QUE NÃO SÃO TODAS AS  EMPRESAS LEGALMENTE CONSTITUIDAS, QUE CONSEGUEM. ISTO POR VÁRIOS ASPECTOS.

MAIS UMA VEZ PARABÉNS,

 

“Agora tenho uma profissão e consigo acreditar em boas mudanças para o futuro”, conta.

Responder à discussão

RSS

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço