Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano VI

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano VI

Dívida de Empresa Textil Será Paga com Venda de Teares

Procedimento está previsto na sentença judicial, que homologou plano de recuperação

O acordo firmado entre a Neotextil Indústria, Comércio, Importação e Exportação e os cerca de 100 empregados demitidos no ano passado para o pagamento de direitos trabalhistas será feito com a venda de 36 teares da empresa.

Portal liberal.com.br

Dívida da Neotextil será paga com a venda de teares

O procedimento está previsto na sentença do juiz Daniel Carnio Costa, da 1ª Vara de Falências e Recuperação Judicial de São Paulo, que homologou o plano de recuperação da Neotextil, e também foi confirmada pelo Sindicato dos Trabalhadores na Indústria Têxtil de Americana.

O valor a ser arrecado com os equipamentos, porém, não foi estimado.

"Tendo em vista que a venda já está contemplada no plano de recuperação judicial, bem como a anuência do administrador judicial, defiro a venda dos 36 teares", diz o texto da sentença da homologação.

O advogado do sindicato, Paulo Pasquini, disse ontem que não há prazo para realização da venda. Ele esteve reunido com representantes da empresa nesta semana.

Pasquini acrescentou que a empresa precisa prestar contas à Justiça sobre os equipamentos comercializados. A entidade que representa os trabalhadores promete fiscalizar o andamento das vendas, mas acrescentou que, até o momento, não houve descumprimento do que estava previsto.

"Se o valor da máquina, por exemplo, for vendida por R$ 15 quando vale R$ 25, nós temos condições de pedir a impugnação", explicou o advogado.

Além do intermédio do sindicato, o LIBERAL apurou que os funcionários que não foram demitidos reivindicam esclarecimentos por parte da Neotextil e pretendem realizar uma reunião com a diretoria.

A homologação do plano de recuperação judicial, que permite o cumprimento de acordos firmados com ex-funcionários e credores da empresa, foi proferida pela Justiça no dia 13. Em setembro do ano passado, o grupo dos demitidos aceitou o acordo proposto para o pagamento de direitos trabalhistas e já receberam três parcelas de R$ 500.

Restam três parcelas de R$ 750, duas de R$ 1 mil e uma entre R$ 1,8 mil, o restante do crédito e as multas pela rescisão dos contratos de trabalho.

Já os credores (fornecedores, prestadores de serviços e instituições bancárias) devem receber R$ 67,3 milhões em débitos em 13 anos e seis meses. O plano foi aprovado com 53% dos votos da assembleia, realizada no início de março.

A Neotextil foi procurada pelo LIBERAL para comentar a homologação do plano de recuperação judicial. Porém, por meio da assessoria de imprensa, afirmou que "a diretoria da empresa não se pronunciará no momento".

Fonte:|http://www.oliberalnet.com.br/noticia/7C98B5CC89A-divida_da_neotext...

Tags: Dívida, Empresa, Paga, Será, Teares, Textil, Venda, com, de

Exibições: 653

Responder esta

Respostas a este tópico

Que tristeza, saber que pelo andar da carroagem, ainda veremos muitas notícias como essa aqui no blog.

De tantas outras boas empresas que deveriam estar discutindo emprego e renda para Americana e região, mas ao contrario, se fala em venda de máquinas, indenizações e ao fim o que sobra é o desemprego e o desespero, pois a indenização acaba, e na maior parte das vezes acaba antes da recolocação do trabalhador.

Que pena !

Trevisan, não é só uma pena, mais também uma situação critica, veja só os juridicos não conhecem equipamentos texteis, será quie alguma outra empresa vai querer comprar estes teareas ? Será que valem ainda pro mercado textil ?

Acho que mais uma vez os funcionários vão ficar é vendo o Titanic afundar e alguém vai comer a pizza.

Responder à discussão

RSS

Textile Industry

O Maior Portal de Informações Têxteis e do Vestuário do Brasil

© 2014   Criado por Textile Industry.

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço