Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

"Qual é o Percentual Considerado Normal em 2ºqualidade produzido na Estamparia Rotativa?

Trabalho com Estamparia Rotativa e estou fazendo uma pesquisa para saber :
"Qual é o percentual considerado normal em 2ºqualidade por kg de malha produzido na Estamparia Rotativa? Considerandos todos os defeitos como cisco, desencaixe, borrão..."

Quem puder me ajudar, agradeço desde já,

Exibições: 456

Responder esta

Respostas a este tópico

Não tenho experiencia em malha , mas em tecido plano trabalhava com até 2,5%, lógico que depende da máquina, se possui encaixe computadorizado ou não, quantidade de cores, tipo de tecido, pelosidade, etc.

Caro Eduardo,

O percentual ideal para segunda qualidade é 0 % , porém valores totais variando entre 1,5 a 2,5 % é muito bom

Depende muito da complexidade do encaixe do desenho e da quantidade que irá estampar (partida).

A experiência nos diz que os primeiros 15 metros serão perdidos pelo encaixe do desenho; o restante da partida nao costuma passar de 1% (algumas manchas).

Mas varia muito do desenho, já tivemos casos de nao perder nenhum metro, principalmente com desenhos de uma cor.

 

Atte.

Charles

Bom Dia Eduardo,

 

A maioria dos ramos tem um percentual pré-fixado, as estamparias na sua maioria não trabalham com % de quebra pré-fixado, talvez até por ser um dos últimos processos antes do corte, os clientes já estão até o pescoço de QUEBRA, porém considero justo, pela complexidade do serviço, exigência de fidelidade de cores de lote para lote e pelo tanto que a qualidade do tecido influencia na estampa, 1,5 a 2,5% estaria de bom tamanho, o problema é que 99% dos clientes não irão tolerar essa quebra. Na maioria das vezes os clientes dizem ter que receber mais Kg do que mandaram devido a tinta depositada no tecido, o que vai complicando ainda mais a aplicação de um % de quebra.

Estamparia rotativa (ou a quadro) não acrescenta não acrescenta peso no tecido, pois funciona como um tingimento localizado, que após fixado e lavado elimina toda a sobra de corante acrescentada. (O que acrescenta é pigmento) Portanto, tecido enviado, tecido retornado. Quanto a inspeção, registre a metragem enviada, além do peso. Faça o mesmo com o recebimento de primeira. Antes, porém, defina junto a seu fornecedor, o que aceitará como primeira e o que contará como segunda qualidade. Escreva e assinem as partes.

Constatado o imperdoável, 2,5% no máximo, por isto não se paga. Pelo excesso se cobra o material destruído além de não pagar pelo serviço correspondente.

Muito obrigado pelas informações, pois elas serão fundamentais para a montagens do padrão que a empresa irá estipular.


Abraço a todos

Responder à discussão

RSS

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço