Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Estou montando uma confecção, sou novo no ramo e gostaria de conversar com alguém que pudesse me ajudar. Por exemplo: qual segmento especifico seguir, camisas, calças, lingerie etc? Preciso de cursos profissionalizantes, de corte e costura, enfim sei que serei mais um concorrente de muitos dessa comunidade, mas espero poder somar, sempre na busca incansável do aprimoramento deste setor. Um forte abraço a todos.

roqueserafim@hotmail.com 

Exibições: 794

Responder esta

Respostas a este tópico

Olá Sebastião, conforme tinha comentado acima, para quem está começando sugiro começar terceirizando para não investir em maquinários e mão de obra. Neste caso você quer terceirizar para os outros. Vou ser bem sincero com você e colocar meu ponto de vista. Como você mesmo disse, você não tem experiência no ramo, terá que contratar um bom profissional que não é barato (um bom profissional), para tocar a sua produção, senão as costureiras provavelmente não vão produzir aquilo que você precisa para ter lucro, pois quando não há liderança na produção a eficiência talvez não chega nem a 50%. Você precisará ter serviço sempre, pois terá um custo mensal que não é barato (depreciação dos maquinários, mão de obra direta e indireta, talvez aluguel, etc.). Outro problema que você vai encontrar é o preço da terceirização, pois quem paga, normalmente paga mal e ainda fala em querer qualidade de primeira. É um problema seríssimo, pois qualidade de verdade tem preço, mas quem está lá em cima acha que pode pagar aquilo que quer e não o preço correto. Esses dias atrás entrei numa loja de marca aqui no Shopping de Balneário Camboriú e peguei na mão uma camiseta que estava para vender, quando olhei a bainha da manga, larguei a camiseta e saí daquela loja para nunca mais entrar. A bainha era de péssima qualidade, com rebarbas grandes internamente e feita numa máquina que não era própria para bainha, mas que a grande maioria usa para não investir na máquina correta para bainha.
O que quero dizer com isso é que hoje em dia, estas grandes marcas pagam o que elas querem e não aquilo que precisa ser cobrado para ter qualidade. Por isso acabam colhendo o que plantam, má qualidade nos seus produtos. Percebi que eles também não tem pessoas capacitadas para olhar qualidade, senão aquela camiseta não estaria lá para venda.
Minha opinião: se eu tivesse dinheiro, poderia até comprar máquinas, mas criaria uma marca e produziria qualidade para minha marca e não para terceiros que normalmente não pagam bem e você acaba não conseguindo cobrir seus custos mensais.

Abraços,
Pedro Paulo (Pepe)

Obrigado pela atenção Luiz Claudio, vou entrar em contato para conversarmos pessoalmente dentro de alguns dias.

Forte abraço.


Luiz Claudio binotte disse:

Caro Sr. Sebastião , sou um profissional com muita experiência no ramo de confecção e posso te informar que a forma de terceirização no momento e o melhor caminho pois não demanda no primeiro momento menos investimento financeiro. Tenho todo o processo produtivo para terceirizar sua produção se necessário .

Qualquer duvida entre em contato pelo e-mail  lcb139@hotmail.com

Caro Paulo, realmente você tem toda razão. Pretendo começar pequeno, para ir ganhando experiência, principalmente por estarmos a beira de uma recessão. Por outro lado posso tocar alguns meses sem pensar em obter lucros, aprender o máximo possível com o acompanhamento do SEBRAE e é claro e imprescindível, continuar contando com a troca de informações com profissionais como você.

Agradeço mais uma vez e espero, em breve, conhece-lo pessoalmente.

Forte abraço. 

Pedro Paulo Andriani disse:

Olá Sebastião, conforme tinha comentado acima, para quem está começando sugiro começar terceirizando para não investir em maquinários e mão de obra. Neste caso você quer terceirizar para os outros. Vou ser bem sincero com você e colocar meu ponto de vista. Como você mesmo disse, você não tem experiência no ramo, terá que contratar um bom profissional que não é barato (um bom profissional), para tocar a sua produção, senão as costureiras provavelmente não vão produzir aquilo que você precisa para ter lucro, pois quando não há liderança na produção a eficiência talvez não chega nem a 50%. Você precisará ter serviço sempre, pois terá um custo mensal que não é barato (depreciação dos maquinários, mão de obra direta e indireta, talvez aluguel, etc.). Outro problema que você vai encontrar é o preço da terceirização, pois quem paga, normalmente paga mal e ainda fala em querer qualidade de primeira. É um problema seríssimo, pois qualidade de verdade tem preço, mas quem está lá em cima acha que pode pagar aquilo que quer e não o preço correto. Esses dias atrás entrei numa loja de marca aqui no Shopping de Balneário Camboriú e peguei na mão uma camiseta que estava para vender, quando olhei a bainha da manga, larguei a camiseta e saí daquela loja para nunca mais entrar. A bainha era de péssima qualidade, com rebarbas grandes internamente e feita numa máquina que não era própria para bainha, mas que a grande maioria usa para não investir na máquina correta para bainha.
O que quero dizer com isso é que hoje em dia, estas grandes marcas pagam o que elas querem e não aquilo que precisa ser cobrado para ter qualidade. Por isso acabam colhendo o que plantam, má qualidade nos seus produtos. Percebi que eles também não tem pessoas capacitadas para olhar qualidade, senão aquela camiseta não estaria lá para venda.
Minha opinião: se eu tivesse dinheiro, poderia até comprar máquinas, mas criaria uma marca e produziria qualidade para minha marca e não para terceiros que normalmente não pagam bem e você acaba não conseguindo cobrir seus custos mensais.

Abraços,
Pedro Paulo (Pepe)

Olá Sebastião.  Tenho  oficina de corte bem aparelhada e tercerizadores    de costura acabamentos, bordados que podem tb tercerizar p~ vc . duvidas ? consulte-me  nahasc@hotmail.com ,  948 292 314 tim  994 389 477 cl. e fx 11 2296 59 38  .

Boa tarde Pedro!!

Gostei muito das suas verdades, pois trabalho no ramo de confecções há sete anos e faço prestação de serviços e só tive prejuízo como vc mesmo falou eles não querem trabalhar com qualidades e o preço não é justo para um bom trabalho, só estão visando dinheiro! só que eles esquecem que levaram tanto tempo para fazerem sua marcas que tem jogado pelo ralo pouco a pouco.
Eu agora estou tentando entrar no mercado com os meus produtos mais te falo que não esta fácil sendo que querem a entrega para ontem e novamente caímos nos preços, acham que temos achado os tecidos nas esquinas.Realmente é um ramo que precisa de dedicação e gostar muito.

Abraço.
Olá Marluce, como já relatei do site, também concordo com as colocações do Pedro, penso que quanto mais esmiuçarmos este assunto, mais perto de melhorar a comercialização do segmento estamos. Não é fácil começar um negócio que não conhecemos, por isso a importância desta comunidade, a troca de experiências esta sendo fundamental para que eu possa continuar dando andamento em meu projeto. Não vou desistir, principalmente agora que tive a satisfação de receber tantas respostas às minhas dúvidas, de pessoas que conhecem tão bem este segmento.
Muito obrigado pela sua opinião.
Forte abraço.

Caro José Cláudio, muito obrigado pela resposta, espero poder contar com sua experiência, nessa nova empreita em minha vida. Como todas as respostas que tenho recebido às minhas questões, a sua também é muito elucidante e vejo que seria impossível começar esse projeto, sem essa grande e impagável colaboração que tenho recebido. Espero poder conhece-lo em breve, te desejo sucesso e prosperidade.

Forte abraço. 

Olá. Tenho uma celula sem uso há quase dois anos , e tb quero parceria . estou em São Paulo.
meu filho estampa,. ,tenho várias maquinas e mesas de corte , equipamentos parados p/
seguir uma boa produção. duvidas ? me contate. nahasc@hotmail.com ou tel fx 11 2296 59 38
cels 948 292 314 tim e 994 389 477 claro Carlos

Amigo, bom dia !!

Fui fabricante durante 25 anos na linha de confecção infantil e vendo seu anuncio não pude deixar de responder...

Estamos em um país onde a industria está morrendo aos poucos, vc deve estar acompanhando os noticiários, além dos produtos asiaticos outro grande problema na industria textil é a mão de obra que está em extinção,

é uma categoria de funcionário dificil de lidar, precisa de muito , mas muito pulso para cumprir prazos e ter qualidade quando vc depende desta mão de obra.

Sei o quanto é dificil e por isso te aconselho de coração, não invista seu dinheiro em fabricação, procure uma franquia ou seja um distribuidor.

Isso é sério e sincero, ainda mais que vc não tem conhecimentos na área, ficará mais dificil, existem inumeras opções para vc investir que não seja neste barco furado que é a área textil brasileira que, com excessão dos grandes, está indo de mau a pior.

Vá na região do brás pra ver o que eu falo, lá, vc conta mais de 5 prédios vazios alugando ou vendendo, isso em uma unica rua, converse com pessoas da area e vc vai ver como as coisas estão.

Para quem já está no barco, fazer o que, este ano e provavel 2016 vamos lutar para sobreviver, mas, vc que ainda não entrou, te aconselho, pense bastante, se informe bastante, porque dinheiro pra ganhar é muito dificil porém pra perder é um piscar de olhos, um deslize, uma má administração e já era...depois pra reconquistar é um recomeçar muito dificil.

Dê valor ao que vc já conquistou, existe um ditado que diz que "dinheiro não leva desaforos", pense bem meu amigo.

Um grande abraço

Boa tarde Cristina.

Muito obrigado pela atenção, sua colocação tem fundamento, é claro, e não foi só você que deu opinião negativa sobre o assunto. Venho estudando ha dois anos, são inúmeras vertentes dentro desse segmento, estou terminando um Plano de Negócio, com o SEBRAE, apareceram algumas possibilidade de parceria, com empresas, já estabelecidas no segmento, enfim sei que não é um bom momento, para começar, estou terminando alguns estudos e espero, obviamente dentro de uma perspectiva aceitável, dar início a empresa.

Gostaria de continuar contando com sua experiência, sem dúvida será fundamental, para a continuidade desse projeto. 

Desde de já, agradeço mais uma vez, desejando-lhe prosperidade, saúde e paz.

Forte abraço.

Cristina Araujo disse:

Amigo, bom dia !!

Fui fabricante durante 25 anos na linha de confecção infantil e vendo seu anuncio não pude deixar de responder...

Estamos em um país onde a industria está morrendo aos poucos, vc deve estar acompanhando os noticiários, além dos produtos asiaticos outro grande problema na industria textil é a mão de obra que está em extinção,

é uma categoria de funcionário dificil de lidar, precisa de muito , mas muito pulso para cumprir prazos e ter qualidade quando vc depende desta mão de obra.

Sei o quanto é dificil e por isso te aconselho de coração, não invista seu dinheiro em fabricação, procure uma franquia ou seja um distribuidor.

Isso é sério e sincero, ainda mais que vc não tem conhecimentos na área, ficará mais dificil, existem inumeras opções para vc investir que não seja neste barco furado que é a área textil brasileira que, com excessão dos grandes, está indo de mau a pior.

Vá na região do brás pra ver o que eu falo, lá, vc conta mais de 5 prédios vazios alugando ou vendendo, isso em uma unica rua, converse com pessoas da area e vc vai ver como as coisas estão.

Para quem já está no barco, fazer o que, este ano e provavel 2016 vamos lutar para sobreviver, mas, vc que ainda não entrou, te aconselho, pense bastante, se informe bastante, porque dinheiro pra ganhar é muito dificil porém pra perder é um piscar de olhos, um deslize, uma má administração e já era...depois pra reconquistar é um recomeçar muito dificil.

Dê valor ao que vc já conquistou, existe um ditado que diz que "dinheiro não leva desaforos", pense bem meu amigo.

Um grande abraço

 Olá ,

Estou no mercado há vinte anos,produzindo para diversas marcas formadoras de opinião.

Alguns cursos ou até mesmo órgãos especializados em orientação para primeiros negócios não possuem informações detalhadas do segmento , e muitas vezes o aprendizado "fica custoso", pois vem após  atitudes equivocadas de negócio, com os prejuízos...

O setor é envolvente mas é necessário conhecimento com conteúdo para que seu investimento seja sustentável.

Se houver interesse, segue meu e.mail:

itstudio.br@gmail.com

Vera Grigolli

Responder à discussão

RSS

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço