Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Bordadeira protesta em Ipanema por uma dívida de R$ 150 mil não paga por loja de grife

A bordadeira e dona de confecção, Aguida Damasceno de Miranda, de 63 anos, está fazendo um protesto desde as 8h30m da manhã desta terça-feira, na porta da loja Maria Bonita Extra, na Rua Aníbal de Mendonça, em Ipanema, Zona Sul do Rio de Janeiro. Segundo ela, o dono da marca, o empresário Alexandre Aquino, tem uma dívida de R$ 150 mil em serviços prestados que não foram pagos desde de outubro de 2012. A informação chegou pelo WhatsApp do EXTRA (21 99809 9952).

— Temos uma equipe de 200 bordadeiras em Barbacena, Minas Gerais, e trabalhávamos desde 2008 para a Maria Bonita, mas não recebo o pagamento desde 2012. Estou cansada de ir na fábrica em São Cristóvão, e o dono não depositar o valor devido.

Ela afirma que recebeu cheques de pagamentos, mas eles foram devolvidos, porque não tinham fundos.

— Tive que vender dois carros e um apartamento que valia R$ 100 mil para poder pagar as funcionárias — afirma.

Aguida, que é moradora de Rio Comprido, trabalha com a irmã, que mora em Minas Gerais. Juntas, elas têm uma equipe que trabalha também para as outras grifes. Entre as peças que não foram pagas, estão vestidos longos e calças das coleções de 2011, 2012 e 2013.

Enquanto Aguida era entrevistada pelo EXTRA, a gerente da loja falou para a bordadeira que, se saísse algo no jornal, ela não receberia nada. Nenhum responsável da loja quis se pronunciar.

A bordadeira Aguida Damasceno de Miranda cobra uma dívida de R$ 150 mil da Maria Bonita Extra A bordadeira Aguida Damasceno de Miranda cobra uma dívida de R$ 150 mil da Maria Bonita Extra Foto: Diana Figueiredo

Empresa lamenta e informa que pretende pagar dívidas

Em 8 de outubro de 2012, o juiz Mauro Pereira Martins, titular da 4ª Vara Empresarial da Capital, aceitou o pedido de recuperação judicial da Maria Bonita. Segundo a assessoria de imprensa da marca, por esse motivo, a empresa não está honrando com seus pagamentos.

Em nota, a empresa explicou que lamenta muito o fato ocorrido hoje, e pretende quitar as dívidas. Confira a íntegra:

"Sentimos muito pelo que está acontecendo, principalmente porque em nosso negócio são envolvidos muitos fornecedores humildes. O Grupo está em Recuperação Judicial, e estamos proibidos por lei de realizar qualquer pagamento antes da aprovação do plano, na Assembleia Geral de Credores, que vai se realizar em 7 de abril próximo. Após esta assembleia, onde esperamos que nosso Plano seja aprovado, começaremos a pagar a todos, inclusive este fornecedor. A empresa é séria, honesta, tem 39 anos e sempre honrou com seus credores. Infelizmente a crise que começou em 2008 deixou a empresa fragilizada para enfrentar a concorrência dos produtos importados, principalmente da China. Esperamos com a aprovação deste plano não só a viabilização da quitação das dívidas, como também, a criação de condições para manutenção e continuidade das Marcas Maria Bonita e Maria Bonita Extra".

http://extra.globo.com/noticias/economia/bordadeira-protesta-em-ipa...

Exibições: 2160

Responder esta

Respostas a este tópico

duvido que o dono desta vergonha que esta sempre nos desfiles de moda gastando uma baba, tenha vendido sequer uma maquina, quanto mais um apartamento ou um carro, um bandido deste tinha que estar era na cadeia, mas aqui quem posa de rico e tem amigos ricos nao vai em cana, duvido que se fosse um de nos aqui pequenos se tivesse fazendo isto ou coisa parecida estava na cadeia, mas neste momento tem um mkonte de gente na loja comprando, porque brasileiro nao tem consciencia de nada

Faz tempo que estão em dificuldades.

A luta pela permanencia em operação é terrivel.

Mas, o bom gosto é o mesmo.

Facil criticar, por quem nunca teve seu negócio.

Continuo fornecendo, mas peço pagamento à vista.

Normal, nesses casos.

Boa sorte Maria Bonita!

eu tenho meu proprio negocio e ja quebrei, fiquei devendo a banco, nunca a fornecedor que e um trablhador como eu, banco voce chega e negocia como foi meu caso, paguei tudo, ficar devdno a rendeiras e um crime, se nao tem condicao de ter renda feita a mao coloca grpir da china, mas dar calote em artesao e criminoso.

Responder à discussão

RSS

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço