Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Gostaria de compartilhar com vocês, pois ando triste com que vem acontecendo com a Faculdade acima citada, mandando funcionários embora e contratando terceirizado que tenho certeza preços altos, bons professores sendo demitidos e estou vendo falar que estão até querendo acabar com o alojamento, a indústria têxtil necessita  daquela faculdade e eu não estou entendendo onde estão querendo chegar, tirar do RJ e investir no Nordeste com certeza lá terão mais votos, não que eles não mereçam mais tenho certeza que não precisa acabar com uma para abrir outra.

Preciso de alguém que possa me esclarecer o porquê de tantas mudanças e onde querem chegar antes que acabem com os cursos superiores onde nossos filhos cursavam uma boa faculdade e agente poderia ficar tranquilo pois tinha um lugar para eles ficarem, todos vocês porteiros, motoristas, funcionários da administração, professores, ex-alunos e alunos e ainda aquelas que se encontram ameaçados de serem demitidos vamos lutar porque se o professor Alexandre tinha algum erro com certeza ela amava o que fazia  e queria o melhor para a faculdade e alunos.

Se eu estiver errada, por favor, me perdoem mais se estão sentindo como eu, vamos expressar nossas opiniões e quem sabe poder fazer com que o CETIQT seja aquele ambiente acolhedor que poderíamos visitar nossos filhos, hospedar lá em época de formatura,mas se não isso pelo menos salvem o CETIQT. 

Exibições: 2741

Responder esta

Respostas a este tópico

não,"tecnos sauros"não,e ai te temos que informar  a nova geração, quanto tempo o sr, não visita a TT,ligas para os seu colegas e marca uma palestra de ex alunos,vamos lutar com as armar que temos,vamos sair da área de conforto e buscar um novo CETIQT.......

Eu  gostaria de agradecer por tantos esclarecimentos, mas faço suas as minhas palavras, vocês não são o passado e sim a sabedoria para que possamos lutar, eu usei este espaço para despertar justamente isso que o Sr. citou buscar  um novo CETIQT. Apesar de não ser ex-aluna gostaria muito de participar de algum evento pois posso levar comigo ex-alunos e alunos que não estão querendo aparecer com medo de represaria veja a que ponto chegou. No FACEBOOCK uma aluna comentou que o MEC esteve na instituição fazendo entrevista e eles não avisaram que o curso de Administração  seria extinto uma semana depois e que até os proprios alunos já sabia e que achou muito estranho. Não sei, mais quem sabe elaborar um boa argumentação e mandar para diretoria e tentarmos ser atendido, como o Sr. sabe expressar muito bem seria uma ideia. Quero deixar claro que também não estou com medo de aparecer.Um grande abraço.

georges xavier disse:

não,"tecnos sauros"não,e ai te temos que informar  a nova geração, quanto tempo o sr, não visita a TT,ligas para os seu colegas e marca uma palestra de ex alunos,vamos lutar com as armar que temos,vamos sair da área de conforto e buscar um novo CETIQT.......

Caros Companheiros (as). Permitam-me opinar, talvez fazendo um contraponto. Tenho grande respeito por todos os colegas de profissão, principalmente nosso Luiz Barbosa, mas devemos olhar todos os lados da questão. Os principais fatos para a extinção de um grupo, tanto no sentido cultural como biológico, é a falta de união e a falta de adaptação às mudanças do meio em que vive. Isto é válido desde os tempos dos dinossauros. Apesar das festas e confraternizações que por vezes são promovidas, união verdadeira jamais foi uma característica do nosso meio profissional. Em realidade sempre houve pequenos grupos, tipo feudo, que se mostravam fortes por um determinado período. A concorrência entre a origem de onde o profissional se formava, mesmo que velada, era sentida e parece que é assim que muitos pensam até hoje. Como exemplo, senti nas palavras do Luiz Barbosa uma crítica à escola Matarazzo e ao fato da ABTT hoje estar mais próxima desta escola. Isto não me espanta. Concluí o TT pela escola Matarazzo em 1979 e sempre tive esta percepção, de isolamento do CETIQT em relação aos demais cursos. Depois cometi outra “injuria” perante o "Olimpo Têxtil de Riachuelo". Cursar Engenharia Têxtil na FEI. Alguma vez, dentro da ABTT daqueles tempos ou mesmo em outras oportunidades, se falou de FEI me nosso meio? É como se não existíssemos. Um curso privado, que completou 47 anos, existente graças à visão de sua fundação mantenedora, da ordem dos Jesuítas do Brasil. A começar por Fortaleza, e descendo em direção ao sul, já nem sei quantas indústrias têxteis possuem engenheiros têxteis da FEI. Porém, em nosso meio, parece que eles não existem. E hoje já existem outras escolas de engenharia têxtil. Então, se estamos deste jeito, é porque nos fechamos em nós mesmos. Ao contrário do que pode parecer, tenho grande admiração pelo CETIQT e espero que o mesmo supere este difícil momento, pois esta escola é um “norte” para nós, profissionais têxteis. Mas convenhamos, o CETIQT precisa se oxigenar. Não podemos mais ficar falando: é CETIQT, é Matarazzo, é CERTTEX ou é FEI. Temos que falar somos nós. Estas escolas são nossas. A ABTT é nossa. Outra coisa é tentar adaptar-se aos novos tempos e não nos conformarmos que somos “jurássicos”. Além das tecnologias tradicionais, temos que inserir nos cursos aquilo que o mercado precisa. Além do processo, temos que focar no produto. Lamento aos saudosistas, mas ensinar a calcular título e pinhão de estiragem de passador já não é o suficiente.

Tenho quase a certeza que as terceirizadas que o CETIQ estão contratando são as  mesmas ligadas a este grupo é só investigar, está cheio de laranjas com dizem.O que poderemos fazer ?  

Luiz Barbosa Lima disse:

A história do CETIQT ainda tem que ser contada ! Estou escrevendo. Talvez, não deverá haver tempo de contá-la com ela de pé. Não tem nada haver em investir no NORDESTE ! Tem haver com politica, dissídia,  incompetência e corrupção A unica Escola Têxtil aqui em Paulista-PE o CERTTEX - Centro Regional de Tecnologia Têxtil - SENAI - DR PERNAMBUCO, criada com dinheiro e maquinas subssidiadas pelo Governo Japonês e pela Sudene na decada de 60, fechou há mais de 3 anos passados, por falta de alunos, segundo os dirigentes dos 3 "S" (leia-se FEDERAÇÕES DAS INDUSTRIAS e C.N.I.). Mas, assim que o LULLA inaugurou "UMA MÁQUINA" de TEXTURIZAÇÃO de filamentos de poliéster, quando deveria inaugurar 64 maquinas... compradas para ser montadas na Fábrica de Filamentos de Poliéster e Pet de SUAPE, A FEDERAÇÃO DAS INDIUSTRIAS DE PERNAMBUCO (cujo Presidente é Deputado Federal e dono de construtora), anunciou a construção de UMA NOVA ESCOLA TÊXTIL (e já construiu), para atender as necessidades de apenas uma FABRICA DE TEXTURIZAÇÃO DE POLIÉSTER ??? Ora, só em Pernambuco de 70 para cá fecharam 42 Fàbricas Têxteis, em sua maioria completas com : Fiação, Tecelagem, Tinturaria, Estamparia e Acabamento, mas em outros Estados vizinhos, como Paraíba, Sergipe principalmente, Rio Grande do Norte e também o Ceará, continuaram a crescer e modernizar suas industrias têxteis, independentemente de Suape. Antes do Projeto de Instalação de uma REFINARIA DE PETRÓLEO, que trouxe a idéia de instalar também uma Fabrica de Filamentos de Poliéster e Pet com 64 maquinas texturizadoras (que até o momento não estão ainda todas funcionando), JÁ FUNCIONAVA NO CABO A FABRICA DE FIBRAS DE POLIÉSTER DA MG GUISOLFI, EX RHODIA NORDESTE, que também instalou uma Fabrica de Filamentos de Poliéster e de PET em Suape, sem nenhuma necessidade de se construir uma NOVA ESCOLA TÊXTIL EXCLUSIVA. As Escolas Têxteis CETIQT - RJ E FRANCISCO MATARAZZO EM SP, atenderiam todo esse mercado, com técnicos e engenheiros têxteis, como sempre atendeu nos ultimos 64 anos de sua fundação. Na minha época, década de 60/64 ESTUDAVAM no CETIQT mais de 600 alunos, fazendo o curso de Técnico Têxtil que vinham de TODOS OS ESTADOS BRASILEIROS E TAMBÉM DE OUTROS PAISES DA AMERICA DO SUL. Não havia HOTEL/DORMITÓRIO, vivíamos em malocas alugadas nas casas de famílias do bairro do Riachuelo e Jacaré.Hoje, no CETIQT estudam apenas 123 alunos, nos cursos Técnico e Engenharia Têxtil. Existem hoje no CETIQT mais funcionários e professores do que ALUNOS! Por que ? Respondo : 1) O CNI e o SENAI administra mal a nossa educação têxtil, colocando dirigentes não comprometidos com a causa da industria têxtil e nem tampouco atualizados tecnologicamente para entender a AMPLIDÃO que cerca toda Cadeia Têxtil desde as FIBRAS até os diversos CAMPOS DE APLICAÇÃO nos diversos segmentos industriais das industrias Petrolíferas, Químicas, Medicinais, Automobilísticas, Bio-Tecnológicas, Nanotecnológicas, Inovações Tecnológicas etc, que utilizam os TÊXTEIS, mas, não tem técnicos têxteis nem engenheiros têxteis preparados para atender as DEMANDAS importantes dessas áreas ; 2) Dão enfase ao DESIGN & MODA onde tem seus alunos um poder aquisitivo maior e que podem pagar os CURSOS (que já existem em Universidades Particulares) e se livram das despesas das nossas ex-escolas que prepararam técnicos têxteis para substituírem vários estrangeiros que vieram aqui montarem as maquinas têxteis e ficaram assumindo a Chefia de Seções e Gerências das nossas Fábricas.

Nossa A.B.T.T. Associação BRASILEIRA de Técnicos Têxteis, deveria ASSUMIR uma posição de defesa de nossas Escolas Têxteis. Fechou o CERTTEX- PE vai fechar o CETIQT - PE e mais tarde a FRANCISCO MATARAZZO - S.P . Infelizmente há grupos comprometidos com Sindicatos Patronais, ABIT e também até com Escola Têxtil  de São Paulo, que pensam que não vai acontecer com eles ??? e não tem coragem de se comprometerem para defender o CETIQT,de seu precoce e breve sepultamento. Eu estou as ordens e sem medo de lutar por essa "CAUSA" !!!  

ADMINISTRAÇÃO NACIONAL DO SENAI/CONSELHO TÉCNICO-ADMINISTRATIVO DO SENAI/CETIQT/ADMINISTRAÇÃO DO SENAI/CETIQT

ADMINISTRAÇÃO NACIONAL DO SENAI

Robson Braga de Andrade

Presidente do Conselho Nacional do SENAI

Rafael Lucchesi

Diretor Geral do Departamento Nacional


CONSELHO TÉCNICO CONSULTIVO DO SENAI CETIQT

Aguinaldo Diniz Filho

Presidente


CONSELHEIROS

João Batista Gomes Lima

José Francisco Veloso Ribeiro

Leonardo Garcia Teixeira Mendes

Luiz Augusto Barreto Rocha

Luiz Augusto Caldas Pereira

Maria Lúcia Paulino Telles

Pierangelo Rossetti

Rafael Esmeraldo Lucchesi Ramacciotti

Rolf Dieter Bückmann


ADMINISTRAÇÃO DO SENAI CETIQT

Marcus Carvalho Fonseca

Diretor Executivo

Leonardo Garcia Teixeira Mendes

Diretor Técnico

Fernando Rotta Rodrigues

Diretor de Administração e Finanças



ISSN: 2179-1619
SÃO ESTES CIDADÃOS QUE VAMOS INVESTIGAR,LIGAÇOES POLITICA, INFLUENCIA NA NORDESTE,E EMPRESAS COMO AUDACES,E OUTRAS
INSTITUCIONAL : Lei de Diretrizes Orçamentárias 2013

ORÇAMENTO E EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA 2013

NÍVEL SINTÉTICO

ORÇAMENTO 2013 (R$)
Receita por Natureza Estimada
(Jan-Dez)
Realizada
(Jan-Jun)
Exec. (%) Peso (%)
RECEITA DE CONTRIBUIÇÃO 66.773.092 34.398.697 51,5% 70,5%
RECEITAS FINANCEIRAS 5.640.000 2.955.202 52,4% 6,0%
RECEITAS DE SERVIÇOS 17.092.702 7.081.877 41,4% 18,1%
OUTROS RECEITAS CORRENTES 827.640 535.222 64,7% 0,9%
CONVÊNIOS 4.319.726 0 0,0% 4,6%
Total das Receitas 94.653.160 44.970.997 47,5% 100,0%
ORÇAMENTO 2013 (R$)
Despesa por Natureza Fixada
(Jan-Dez)
Realizada
(Jan-Jun)
Exec. (%) Peso (%)
PESSOAL E ENCARGOS SOCIAIS 45.262.781 21.849.137 48,3% 47,8%
OCUPAÇÕES E UTILIDADES 2.771.545 1.016.107 36,7% 2,9%
MATERIAIS 3.761.632 928.068 24,7% 4,0%
TRANSPORTES E VIAGENS 1.799.066 530.599 29,5% 1,9%
MATERIAL DE DISTRIBUIÇÃO GRATUITA 112.000 0 0,0% 0,1%
SERVIÇOS DE TERCEIROS 16.837.833 6.191.954 36,8% 17,8%
DESPESAS FINANCEIRAS 270.000 143.618 53,2% 0,3%
IMPOSTOS, TAXAS E CONTRIBUIÇÕES 98.500 160.192 162,6% 0,1%
DESPESAS DIVERSAS 89.132 71.362 80,1% 0,1%
APOIOS FINANCEIROS 7.841.665 350.000 4,5% 8,3%
INVESTIMENTOS 15.809.007 248.025 1,6% 16,7%
Total das Despesas 94.653.160 31.489.062 33,3% 100,0%
ORÇAMENTO 2013 (R$)
Despesa por Finalidade Fixada
(Jan-Dez)
Realizada
(Jan-Jun)
Exec. (%) Peso (%)
GESTÃO 7.203.558 3.891.454 54,0% 7,6%
DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL 270.000 160.310 59,4% 0,3%
TECNOLOGIA E INOVAÇÃO 19.124.376 4.178.694 21,9% 20,2%
EDUCAÇÃO 37.206.736 12.419.425 33,4% 39,3%
SUPORTE AOS NEGÓCIOS 22.684.553 6.670.698 29,4% 24,0%
APOIO 8.163.937 4.168.482 51,1% 8,6%
Total das Despesas por Finalidade 94.653.160 31.489.062 33,3% 100,0%

VEJA TAMBÉM
© 2013
SENAI CETIQT
Centro de Tecnologia da Indústria Química e Têxtil
Central de Atendimento: +55 21 2582-1001
Fax: +55 21 224
Gostaria de enviar e-mail com algumas considerações para TEXTILE INDUSTRY. Qual enderêço posso utilizar?
Edgard E. Doring
e-mail: edoring@yahoo.com.br

Responder à discussão

RSS

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço