Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XV

Setor Têxtil vai Pedir para o Governo Medidas mais Duras Contra Chineses

Incentivada por um levantamento que identificou 27 programas de subsídio do governo da China às exportações de têxteis, a Associação Brasileira da Indústria Têxtil (Abit) pretende pedir medidas compensatórias contra as importações de produtos chineses, informou o diretor-superintendente da associação, Fernando Pimentel. "Não estamos enfrentando empresas, mas o Estado chinês", acusa. Preocupados com o aumento das barreiras de importados, porém, importadores iniciaram uma ofensiva no governo contra novas restrições à importação.

Pimentel acusa as importações vindas da Ásia de agravarem a situação de baixa competitividade do setor têxtil, afetada pelas barreiras a importações na Argentina, pelo incentivo a importados no ICMS de Estados com instalações portuárias, pela alta carga de tributos e pela competição desleal de produtos importados fora de padrão. Ele diz que a criação de 17,4 mil postos de trabalho no setor, entre janeiro e setembro deste ano foi insuficiente para cobrir a perda de empregos no fim do ano passado, o que deixou um saldo negativo de quase 1,2 mil vagas no setor, entre outubro de 2010 e setembro de 2011, em comparação com o período anterior de 12 meses.

A Abit contratou consultores para analisar os programas de subsídios chineses e decidir quais serão apontados como argumento para cobrar medidas compensatórias - sobretaxas para compensar a vantagem desleal concedida pelos subsídios aos exportadores. O governo já indicou a intenção de recorrer mais a medidas do gênero, no próximo ano, a partir da revisão das regras de defesa comercial, hoje mais concentradas em processos antidumping (contra importados com preço abaixo do considerado "normal").

A ação da Abit tem encontrado oposição dos empresários de varejo do setor, reunidos na ABVTEX, que encaminharam ao Ministério do Desenvolvimento estudo sobre o faturamento da indústria têxtil, apontando um crescimento de quase 70% entre 2005 e 2010.

Segundo a previsão do Instituto de Estudos e Marketing Industrial (IEMI), neste ano, o aumento do faturamento da indústria deve ficar em 5,6% abaixo da variação de preços medida pelo índice de inflação - que deve ficar em torno do limite superior da meta do Banco Central, de 6,5%. A ABVTEX argumenta que o aumento parte, porém de uma base alta, já que o crescimento do faturamento nos três anos anteriores ficou em torno de 38%.

Pimentel, da Abit contesta os dados, argumentando que, medido em dólares, deverá haver uma queda no faturamento da indústria neste ano. A ABVTEX, pretende se manifestar caso seja aberto processo para acionar medidas compensatórias contra os têxteis asiáticos, contra-argumentando que não é possível caracterizar dano à indústria nacional. A Abit alega que o dano é visível com a queda no ritmo das contratações e a crescente capacidade ociosa nas fábricas. Segundo a Confederação Nacional da Indústria, o setor têxtil e de vestuário ocupa em torno de 74% de sua capacidade instalada.

Os varejistas alegam que os importados asiáticos representam menos de 10% das vendas no Brasil e que os produtos de inverno, sem similares nacionais, já afetados pela alta do algodão e da oscilação do dólar, representarão pressão de preços já em janeiro. A aplicação de medidas a importações traria pressões inflacionárias adicionais, preveem os varejistas.

O argumento de prejuízos ao consumidor com as barreiras aos importados foi usado também pelas "trading companies", para pedir ao Ministério do Desenvolvimento uma mudança nos atuais procedimentos anti-dumping.

A Associação Brasileira de Empresas de Comércio Exterior, que reúne as maiores tradings, aproveitou a consulta pública para revisão do decreto 1.602-95, que regula os processos antidumping, para reivindicar maior participação das entidades de proteção ao consumidor nas investigações sobre importados. Lembrando o potencial inflacionário da falta de concorrência, a associação quer facilidades para que usuários de importados e associações de consumidores apresentem informações ao governo, na avaliação dos efeitos de importações no mercado nacional.

Fonte:|http://www.valor.com.br/brasil/1099938/setor-textil-vai-pedir-para-...

 

 

 

Eccotêxtil – Consultoria Têxtil
Erivaldo José Cavalcanti
Estamos habilitados a examinar seu sistema de custos, promover otimizição, ou desenvolver um específico para sua empresa.
erivaldo@gestaotextil.com

11 – 64460647
11 - 77846336

Exibições: 1125

Responder esta

Respostas a este tópico

ESTAMOS VIVENDO HOJE O FIM DAS CONFECÇÕES E DA IND. TEXTIL NO BRASIL...

TODOS QUE CONHEÇO DESTE RAMO, ESTÃO FECHANDO POSTOS DE TRABALHO,ENCERRANDO ATIVIDADES,OU QUEBRANDO...

ATÉ O GOVERNO TOMAR UMA ATITUDE SÉRIA...NÃO RESTARÁ MAIS NADA...POIS TODOS OS INVESTIMENTOS FEITOS NO SETOR,PRINCIPALMENTE COMPRA DE MAQUINAS...ESTÃO PARADAS...E SEM UMA PERPECTIVA DE RETOMADA DE PRODUÇÃO.

AS IMPORTAÇÕES AFETAM SIM O MERCADO NACIONAL.

TRABALHO EM COFECÇÕES JÁ POR 20 ANOS,E SOU PROVA VIVA DO DANO QUE A CONCORRENCIA DESLEAL CAUSA NAS EMPRESAS DO SEGUIMENTO.

SE OS IMPORTADOS ASIATICOS REPRESENTASSEM 10%  DAS VENDAS NÃO ESTARIAMOS PASSANDO ESSE SUFOCO.

O BRASIL NÃO TEM PRODUTO SIMILAR DE  INVERNO PQ. VEM LIXO DA (XINA) 60% MAIS BALATINHO.

Onde esta o poder maior,nesse Pais,para resolver este drama que já percorre a tempo.

  • são os que querem as importações desleais da china.
  • são os que não querem as imporações desleais.

 

Eu não posso fazer nada,só sou + 1 a teclar sem poder fazer nada e ir tendo cada vez  menos por causa do governo.

  • A força sindical ,poderia ajudar afazer uma grande manifestação  e por pressão no governo.todos os sindicatos do Brasil poderiam por uma ordem ao dia (D) (ñ só sindicato têxtil,de toda categoria pois todos sofrem da mesma forma) , uma ordem que seria com que todos os funcionários deveriam por obrigação a comparecer nas manifestações em todas as cidades, e aparar o Brasil por 1,2,3,4,5,.... dias,até que tomem uma decisão seria ,respeitosa ao povo que trabalha a vida toda , e enriquecendo só uma meia duzia de espartão.

 

  • SE OS SINDICATOS FOREM DO GRUPO DA MEIA DUZIA, iiii, ai nós se f.

O NEGOCIO ESTA MUITO SERIO . TRABALHO COM VARIOS CLIENTES NA REGIAO DO BRAS E TA FEIO O NEGOCIO 

VEJO CONTAINERS DESCARREGANDO MERCADORIAS TODOS OS DIAS , POR TODOS OS LADOS . NAO É NADA

DIFICIL HOJE NO NIVEL DE CORRUPÇAO QUE O BRASIL VIVE UM CONTAINER DECLARAR 10.000 PÇS E DESCARREGAR 50.000 . NAO ESTOU COM DIFICULDADES POR TER PERDIDO CLIENTES , MUITO PELO CONTRARIO ,

TENHO MAIS CLIENTES QUE ANTES , O PROBLEMA É QUE MEUS CLIENTES NAO ESTAO CONSEGUINDO VENDER

E OUTROS ESTAO INDO PARA CHINA E ESTAO TRAZENDO DE TUDO . ESTAO TRAZENDO BERMUDA DE AGUA POR 5 DOLARES , BERMUDA CARGO TODA ENCREMENTADA , CHEIA DE COSTURA E DETALHES POR 10 DOLARES E NAO FICA SÓ NO BRAS NAO . FUI NO SHOPPING ESTA SEMANA E VI .... TODA A COLEÇAO DE POLOS DA TNG

MADE IN PERU . NA LES LIS BLANC QUE É UMA CONCEITUADA GRIFE VENDE BLUSAS DE 500 A 1000 REAIS

TUDO FEITO NA CHINA E INDIA . APENAS ALGUMAS POUCAS MALHAS FEITAS NO BRASIL . PARA MATAR ENTREI

NA YACHSTMAN ... TODAS AS POLOS DA CHINA E NA FAMOSA VR  , AS POLOS , AS  CAMISAS , ATÉ AS CALÇAS

FEITAS NA CHINA . OUTRO PROBLEMA É QUE MUITA GENTE AGORA QUER PAGAR PREÇO DE CHINA PELO

TRABALHO . TENHO ALGUNS AMIGOS BORDADORES QUE ESTAO BAIXANDO TANTO O PREÇO QUE NAO 

CONSEGUEM NEM PAGAR AS PRESTAÇOES DAS MAQUINAS FINANCIADAS . NAO SE FAZ MAIS CUSTO . É 

QUANTO O CLIENTE PAGA , E ACABOU . TRABALHO TAMBEM COM MAGAZINES E AGORA O PAPO É ASSIM ... TODO MUNDO REGISTRADO , PROIBIDO + DO QUE 2 HORAS DE EXTRA AO DIA , SABONETE LIQUIDO NO

BANHEIRO E BLA , BLA , BLA .... SERÁ QUE ESTA SENDO FEITA A MESMA EXIGENCIA DAS FABRICAS CHINESAS

QUE PAGAM PARA O CHINES COMER TRABALHANDO 12 HORAS AO DIA E DORMINDO DENTRO DA PROPRIA FABRICA . É SÉRIO . SE NADA FOR FEITO AS CONFECÇOES DESTE NOSSO PAIS TERAO + 3 A 5ANOS DE VIDA .

É COMO SE ESTIVESSEMOS COM CANCER , ESPERANDO O DIA DA MORTE , 

   Sou representante comercial há 13 anos, em todo este tempo nunca vi tanta empresa quebrar, o que o governo

precisa observar é que não dá para concorrer com os chineses. Os importados estão acabando com a industria nacional, todos sabemos que produzir na China é uma maravilha, baixo salários, baixos impostos, qualidade que

atende a vários tipos de consumidores. Infelizmente o povo brasileiro ainda não entendeu que comprando estes produtos, estamos acabando com o nosso futuro, estamos alimentando o nosso maior concorrente e ele irá acabar com as nossas industrias. Somos brasileiros e pagamos impostos abusivos, os importados entram em nosso país como se convidados que fazem favor. Já está na hora dos governantes govenarem para os brasileiros e tomarem as medias necessárias para salvar a industria nacional.             

     Rogério P. Costa

a realidade é a seguinte:

a) trading que importam e... ganham

b) compradores no Brasil, que vendem comprwando de trading...ganham

c) consumidores que compram este sprodutos mais baratos.....e ganham em relaçao ao nacional

enfim temos :

 

a) a cada dia menos nº de empregos

b) empresas passando fificuldades financeiras

c) empresas que nao conseguem mais pagar tributos, pois nao existe margem para isto

d) como consequencia muitas acabam optando por lucro facil, ou seja : importam para poder  sobreviver

e) começa a guerra de preços dos importados, que a cada dia diminuem a margem

f) de repente por qualquer volatilidade de mercado, o mesmo dá uma estagnada

g) ninguem paga ,mais impostos

h) bancos começam a ter ""prejuizos"" pois o risco aumenta em função da inadimplencia e atrasos

i) nao exisyte solidariedade entre sindicatos e governos , apenas diplomacia ( ou putaria )

j) o governo apenas deixa as coisas acontecerem, porem nao toma ATITUDE

k) enfimj uma serie de burrices e mais burrices, pois somos administrados e  governados por incompetentes!!!

 

saldo desta merd....:

 

- país desintrustrializado

- pais quebrado ( nao vai demorar )

- povo sem dinheiro

- onde nao tem dinheiro nao há giro de economia!!!!

 

caramba....há 20 amos isto ocorre!!! em todos os segmentos!!!! se nao0 tiverem coragem de ""fechar"" um pouco o mercado....o mundo seguramente vai quebrar!!!! e ninguem do governo consegue dar umk pontapé inicial...alem de iniciativas a passo de tartaruga contra passos de tigres!!!!!!

 

acorda Brasil!!!!

 

adalberto

 

 

 

COMO PRESTADOR DE SERVIÇOS EM ESTAMPARIA E BORDADOS ,COM 20 ANOS DE EXPERIÊNCIA NO MERCADO DE CONFECÇÃO,CHEGAMOS A TER 80 FUNCIONÁRIOS, TODOS REGISTRADOS E A EMPRESA COM OS TODOS OS SEUS ENCARGOS REGULARIZADOS....HOJE TENHO 20 FUNCIONÁRIOS,NÃO CONSIGO TER UM CAIXA PARA PAGAR OS SALÁRIOS E TRIBUTOS,  FAZENDO QUALQUER NEGOCIO PARA CONSEGUIR SERVIÇO LEIA ( PREÇOS COLOCADOS PELO CLIENTE,PORQUE ELE DIZ QUE, PARA FAZER O SERVIÇO, TEM QUE SER PREÇO DA CHINA,SENÃO ELE NÃO CONSEGUE CONCORRER COM OS IMPORTADOS ) PAGANDO EMPRÉSTIMOS PARA BANCOS,RENEGOCIANDO PRAZOS COM FORNECEDORES....ACREDITO QUE ESTA SEJA A SITUAÇÃO, DE 98,8 % DO SETOR TEXTIL E DE TRANSFORMAÇÃO HOJE....ESTÃO NOS MATANDO AOS POUCOS,E SOMENTE ESPERANDO O DIA DO GOVERNO DAR O TIRO DE MISERICÓRDIA...

 

GEORGES LOUIS



Luciane Braga disse:

Boa noite amigos !

Adalberto consegui acompanhar seu raciocínio e gosto bastante da forma como se expressa. Passa Consistência. E justamente por querer saber mais me ocorreu se não me leve a mal a vontade de lhe perguntar:

 - Se vc tivesse o poder pra resolver qual decisão arriscada e ousada você assumiria para mudar o  rumo desse pré caos mundial.

Abraços

 

Luciane Braga

oi luciane, como vai???

 

luciane....nao estamos vivendo pre caos.....isto é passado...rs.rs...estamos boiando que nem merd....rs...rs...

o que necessitamos hoje é ATITUDE deste governo que nao sabe o que faz!!!!!simplesmente nao tem a minima noção!!!! uma atitude muito simples e EFICAZ,

a)  apenas bloquear todas as importaçoes em todos os segmentos

b) depois de 90 dias , no minimo, checar realmente  o que é necessario importar , ou seja :  permitido apenas o que nao fabricamos aqui no Brasil

c) neste tempo, o governo teria tempo suficiente, para incrementar os produtores e até investidores, com linhas de credito, para que  se tornassem produtores!!!!!!

d) nao acredito que teriamos como consequencia uma inflação , pois seria temporario, apesar de inicialmente haver uma demanda

e) qualquer atitude radical, seria bem vinda, pois estariamos retomando nosso parque industrial ( em todos os segmentos!!!!!! )

f) caso haja boicote de outros paises, pois exportamos comodites, nao vejo grandes problemas, visto que este será apenas um detalhe, pois estariamos criando empregos e renda....estariamos industrializando nosso Brasil novamente!!!

g) desculpe, mas sou chucro e burro!!!! mas vejo que a situação atual exige postura de nossos governantes realmente radicais!!!!! somente assim  estariam aliviando um pouco e evitando  que cheguemos aos caos!!!!os problemas que surgirão apos estas medidas, serão mais faceis contornar e ajustar ao ines de um pais sem industrias!!!!

i) a caca já foi feita, agora temos que tentar remediar apenas, e sofrer as consequencias.

insisto que serão menores  e menos doloridas que a situação que estamos e vamos enfrentar dentro de 1 a 2 anos!!!!

 

j) veja que atualmente nao necessitamos de pessoal especializado para manusear  mercadorias de trading...ou seja : nao são pessoas que recebem  um salario condizente, que possam gastar e fazer com que a economia vire.

os lucros - e altos - ficam apenas nas maos de poucos, por isto as tradings estao ""lutando"" para que o governo nao tome atitudes!!!

alias, estão sobretudo  pensando apenas no lucro imediato!!! nada produzem , gerando miseros empregos!!!!!

 

qualque rpais que produz, há desenvolvimento!!!!veja a historia do Brasil, e de outros!!! veja a propria historia da china!!!!!!

 

somos responsaveis e temos por  obrigação moral, construir um pais melhor para as futuras geraçoes!!!! eu nao compro produto importado!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!1

temos que ser radical neste momento!!!!!

abç/adalberto



adalberto oliveira martins filho disse:



Luciane Braga disse:

Boa noite amigos !

Adalberto consegui acompanhar seu raciocínio e gosto bastante da forma como se expressa. Passa Consistência. E justamente por querer saber mais me ocorreu se não me leve a mal a vontade de lhe perguntar:

 - Se vc tivesse o poder pra resolver qual decisão arriscada e ousada você assumiria para mudar o  rumo desse pré caos mundial.

Abraços

 

Luciane Braga

oi luciane, como vai???

 

luciane....nao estamos vivendo pre caos.....isto é passado...rs.rs...estamos boiando que nem merd....rs...rs...

o que necessitamos hoje é ATITUDE deste governo que nao sabe o que faz!!!!!simplesmente nao tem a minima noção!!!! uma atitude muito simples e EFICAZ,

a)  apenas bloquear todas as importaçoes em todos os segmentos

b) depois de 90 dias , no minimo, checar realmente  o que é necessario importar , ou seja :  permitido apenas o que nao fabricamos aqui no Brasil

c) neste tempo, o governo teria tempo suficiente, para incrementar os produtores e até investidores, com linhas de credito, para que  se tornassem produtores!!!!!!

d) nao acredito que teriamos como consequencia uma inflação , pois seria temporario, apesar de inicialmente haver uma demanda

e) qualquer atitude radical, seria bem vinda, pois estariamos retomando nosso parque industrial ( em todos os segmentos!!!!!! )

f) caso haja boicote de outros paises, pois exportamos comodites, nao vejo grandes problemas, visto que este será apenas um detalhe, pois estariamos criando empregos e renda....estariamos industrializando nosso Brasil novamente!!!

g) desculpe, mas sou chucro e burro!!!! mas vejo que a situação atual exige postura de nossos governantes realmente radicais!!!!! somente assim  estariam aliviando um pouco e evitando  que cheguemos aos caos!!!!os problemas que surgirão apos estas medidas, serão mais faceis contornar e ajustar ao ines de um pais sem industrias!!!!

i) a caca já foi feita, agora temos que tentar remediar apenas, e sofrer as consequencias.

insisto que serão menores  e menos doloridas que a situação que estamos e vamos enfrentar dentro de 1 a 2 anos!!!!

 

j) veja que atualmente nao necessitamos de pessoal especializado para manusear  mercadorias de trading...ou seja : nao são pessoas que recebem  um salario condizente, que possam gastar e fazer com que a economia vire.

os lucros - e altos - ficam apenas nas maos de poucos, por isto as tradings estao ""lutando"" para que o governo nao tome atitudes!!!

alias, estão sobretudo  pensando apenas no lucro imediato!!! nada produzem , gerando miseros empregos!!!!!

 

qualque rpais que produz, há desenvolvimento!!!!veja a historia do Brasil, e de outros!!! veja a propria historia da china!!!!!!

 

somos responsaveis e temos por  obrigação moral, construir um pais melhor para as futuras geraçoes!!!! eu nao compro produto importado!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!1

temos que ser radical neste momento!!!!!

abç/adalberto

ACHO QUE O GOVERNO BRASILEIRO FICA COM MEDO DE PRESSIONAR A CHINA COM RELAÇÃO AO TÊXTIL PELO MOTIVO DE O SETOR DE MINERAÇÃO SER MUITO FORTE COM A CHINA, PORÉM ELE ESQUEÇE QUE O SETOR TÊXTIL É UM GRANDE GERADOR DE EMPREGOS, E QUE ESTÁ GERAÇÃO DE EMPREGOS PODE DIMINUIR O GASTO DO GOVERNO COM OS PROGRAMAS SOCIAIS COMO BOLSA FAMILIA, BOLSA ESCOLA, ETC.....POIS SÓ CRESCEREMOS SE CONSEGUIRMOS PASSAR DE UM PAÍS ASSISTENCIALISTA PARA UM PAÍS SOCIALISTA OU QUALQUER OUTRA FORMA, QUE SIGA  A DOUTRINA DE ENSINAR O POVO A PESCAR E NÃO SIMPLESME TE DAR O PEIXE.

Tem que começar pelo campo a medida.  se para plantar algodao se ganha muito subsidio e se vende com preço internacional,no Brasil deveriao vender a um preço justo ai as fiaçoes poderiao começar a tentar competir e ter preços melhores em seus fios ,travando um monte os importados ,ai poderiamos fazer outras medidas para melhorar a competividade do segmento textil nao e justo pagarmos 1,73 Lib peso por um algodao que tivemos super safraplantado aqui em nossas terras. primeiro abastecer a industria nacional tornala forte toda a cadeia textil ,mas acho que deve começar a ser feito urgente alguma coisa

Responder à discussão

RSS

© 2022   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço