Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

AGNALDO DINIZ: "Como contratar mais trabalhadores a partir do aumento dos custos de produção?"

Fonte:|jusbrasil.com.br/noticias|

Aumento do custo inviabiliza novos empregos, diz setor têxtil

Extraído de: Câmara dos Deputados - O presidente da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), Aguinaldo Diniz Filho, disse há pouco em comissão geral na Câmara que a redução da jornada de trabalho não deve ser impositiva. Para ele, a lei não pode interferir na negociação entre empresas e trabalhadores.

Diniz Filho disse ainda não acreditar na criação de 2 milhões de postos de trabalho com redução da jornada de 44 para 40 horas semanais, como proposto pela PEC. "Como contratar mais trabalhadores a partir do aumento dos custos de produção?", questionou.

Estudos

Já o diretor da Central Única dos Trabalhadores (CUT) em Guarulhos (SP), Eduardo Teixeira Alves, disse que os estudos contrários à redução da jornada não levam em consideração o número de trabalhadores afetados por doenças em razão do excesso de horas trabalhadas.

"Os mesmos empresários não consideraram, nos estudos deles, que o Brasil é o país que mais faz hora extra e que tem a maior rotatividade de trabalhadores", afirmou.

Ele disse ainda que, em Guarulhos, algumas empresas já implantaram as 40 horas de trabalho e que os resultados são um menor índice de adoecimento, mais trabalhadores empregados e uma produção maior e com qualidade.

Autor: Agência Câmara

Exibições: 52

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Comentário de Luiz Barbosa Lima em 26 agosto 2009 às 10:39
ESSES CARAS QUE REPRESENTAM AS CLASSES DOS TRABALHADORES NAS INDUSTRIAS AINDA ESTÃO NA IDADE DA PEDRA. OS REGIMES DE HORÁRIOS DE TRABALHOS NAS INDUSTRIAS HÁ MUITOS ANOS QUE CRIOU (ATRAVÉS DE NEGOCIAÇÃO) " A BOLSA DE
HORAS", QUE ACABOU COM AS HORAS EXTRAS NAS INDUSTRIAS. NÃO SE CONCEBE
ESSES IMBECIS FICAREM DIVULGANDO BESTEIRAS PARA SE LOCLUPETAREM DE BENEFICIOS QUE UM PARQUE INDUSTRIAL QUEBRADO, NÃO VÃO LHES OFERECER, COMO
FIZERAM COM UM METALURGICO APOSENTADO PELO INSS, A PONTO DE FAZÊ-LO
CHEGAR À PRESIDENCIA DA REPUBLICA.
LUIZ BARBOSA.

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço