Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

China já exportou quase US$ 3 bi em têxteis para o Brasil e quer mais

China já exportou quase US$ 3 bi em têxteis para o Brasil e quer mais

Fonte: InterFace

De janeiro a agosto deste ano, a China vendeu ao Brasil US$ 2,67 bilhões em têxteis e vestuário, de acordo com dados divulgados por Wan Yu, vice presidente da China Chamber of Commerce for Import and Export of Textiles & Apparels. No período, a corrente de comércio total entre os dois países somou US$ 56,1 bilhões, dos quais US$ 31,8 bilhões em exportações brasileiras e US$ 24,3 bilhões em importações. Segundo Wang Qinguan, conselheiro econômico comercial da China no Brasil, em 2012, a China foi o maior fornecedor de produtos têxteis para o Brasil exportando US$ 3,32 bilhões, aumento de 14,1% ante 2011. “Esse montante equivale a 50,33% das importações de têxteis e vestuário do Brasil”, afirmou. Em contrapartida, no ano passado, a China importou do Brasil US$ 900 milhões, em têxteis naturais e sintéticos.

E os chineses não querem parar por aí, trabalhando no sentido de aumentar a pauta de exportações de têxteis para o território tupiniquim. A China produz em grande escala, já que abriga 1,3 bilhão de pessoas e investe em crescimento econômico de forma expressiva. Países que também são fortes na produção têxtil necessitam de política agressiva para superar os chineses.

Na última semana, durante a feira GoTex, realizada em São Paulo para a divulgação de produtos fabricados no país asiático, o clima esquentou. Enquanto representantes da indústria têxtil brasileira protestaram contra o evento, conforme mostrado por este Boletim Informativo Interface, questionando a grande perda de postos de trabalho, a Associação Brasileira do Vestuário reagiu. Compradores dos produtos chineses, alegaram que o problema está na grande carga de impostos que incidem sobre a produção nacional, índice que ultrapassa 40%.

A China, definitivamente, é pauta principal do setor têxtil brasileiro.

Exibições: 378

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Comentário de petrúcio josé rodrigues em 4 novembro 2013 às 7:42
LUIZ EDIARDO,

BOM DIA.

SOMOS IDEALISTA E EMPREENDEDORES AO MESMO TEMPO.

O ESTRUTURAL FORMAL DE UM ESTADO, SE SUBMETE A QUATRO ELEMENTOS BÁSICOS:

A - CARTA MAGNA (CONSTITUIÇÃO FEDERAL)

B - A ESTRUTURA E NORMATIVA DA MÁQUINA GOVERNAMENTAL.(JUDICIÁRIOS E OUTROS)

C - ESTRUTURA POLÍTICA (DITAMES, CONVENIÊNCIAS E IMPOSIÇÕES COMO FONTE DE BENEFÍCIOS AOS DIVERSOS GRUPOS).

C - E O POVO, COM SUA TENDÊNCIA E REINVIDICAÇÕES. (OS ANSEIOS DA NAÇÃO (povo), POUCO CONTA, NESTA ESTRUTURA).

EXISTE UM AMOR MUITO GRANDE, MUITO FORTE ENTRE "A MADAME" E OS DITADORES DOS OLHINHOS PUCHADOS.

ESSE AMOR SIFGNIFICA DIZER QUE "OS OLHINHOS", NUNCA FALAM AO VOSSO REINO.

ESTÃO CERTO!!!!! SÃO OS MAIORES COMPRADORES DAS COMODITIES E OUTROS.

É UMA BRIGA MUITO FORTE E QUASE INTRANSPONÍVEL, PARA NOSSA GENTE.

VOLTA A AFIRMAR QUE O PROJETO DO DR ROBERTO FRANCO, EM SERGIPE E O SEGMENTO MAIS SEGURO PARA VERCERMOS OS DRAGÕES.

O JAPÃO MOSTRA ISTO TODO DIA. SAIRAM DE UMA DESTRUIÇÃO TOTAL (GUERRA DA DÉCADA DE 40), O MAREMOTO ÚLTIMO, E COM TODAS AS DESTRUIÇÕES POSSIVEIS E IMAGINÁVEIS.

O ÚLTIMO BOLETIM ECONÔMICO SOBRE A EUROPOA E ASIA, MOSTRA QUE O JAPÃO JÁ DISPONTA COM INDICES CONFORTÁVEIS.

PRECISAMOS NOS ESPELHAR NOS NIPONICOS.

ESQUEÇA A CORRUPÇÃO, PORQUE, ENQUANTO ESTIVERMOS DEBAIXO DOS GUARDA-CHUVA LULA/PETISMO, NÃO DARÁ OUTRA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Comentário de petrúcio josé rodrigues em 4 novembro 2013 às 7:42
LUIZ EDIARDO,

BOM DIA.

SOMOS IDEALISTA E EMPREENDEDORES AO MESMO TEMPO.

O ESTRUTURAL FORMAL DE UM ESTADO, SE SUBMETE A QUATRO ELEMENTOS BÁSICOS:

A - CARTA MAGNA (CONSTITUIÇÃO FEDERAL)

B - A ESTRUTURA E NORMATIVA DA MÁQUINA GOVERNAMENTAL.(JUDICIÁRIOS E OUTROS)

C - ESTRUTURA POLÍTICA (DITAMES, CONVENIÊNCIAS E IMPOSIÇÕES COMO FONTE DE BENEFÍCIOS AOS DIVERSOS GRUPOS).

C - E O POVO, COM SUA TENDÊNCIA E REINVIDICAÇÕES. (OS ANSEIOS DA NAÇÃO (povo), POUCO CONTA, NESTA ESTRUTURA).

EXISTE UM AMOR MUITO GRANDE, MUITO FORTE ENTRE "A MADAME" E OS DITADORES DOS OLHINHOS PUCHADOS.

ESSE AMOR SIFGNIFICA DIZER QUE "OS OLHINHOS", NUNCA FALAM AO VOSSO REINO.

ESTÃO CERTO!!!!! SÃO OS MAIORES COMPRADORES DAS COMODITIES E OUTROS.

É UMA BRIGA MUITO FORTE E QUASE INTRANSPONÍVEL, PARA NOSSA GENTE.

VOLTA A AFIRMAR QUE O PROJETO DO DR ROBERTO FRANCO, EM SERGIPE E O SEGMENTO MAIS SEGURO PARA VERCERMOS OS DRAGÕES.

O JAPÃO MOSTRA ISTO TODO DIA. SAIRAM DE UMA DESTRUIÇÃO TOTAL (GUERRA DA DÉCADA DE 40), O MAREMOTO ÚLTIMO, E COM TODAS AS DESTRUIÇÕES POSSIVEIS E IMAGINÁVEIS.

O ÚLTIMO BOLETIM ECONÔMICO SOBRE A EUROPOA E ASIA, MOSTRA QUE O JAPÃO JÁ DISPONTA COM INDICES CONFORTÁVEIS.

PRECISAMOS NOS ESPELHAR NOS NIPONICOS.

ESQUEÇA A CORRUPÇÃO, PORQUE, ENQUANTO ESTIVERMOS DEBAIXO DOS GUARDA-CHUVA LULA/PETISMO, NÃO DARÁ OUTRA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Comentário de Claudio de Almeida Lima em 4 novembro 2013 às 7:33

Vcs verão o que vai acontecer quando não mais existirem empresas aqui em nosso País. É a eliminação da concorrência de forma programada. Enquanto isso as grandes redes de magazines nadam de braçada nas importações, se escondendo por trás das "grandes preocupações com o povo brasileiro" em defendendo o Pacto contra o Trabalho Escravo, por outro lado empurram preços vergonhosos aos fornecedores confeccionistas que por sua vez passam a pressão às oficinas de costura, estamparias, bordados, etc... Hoje, o que já acontece, e não é situação exclusiva do setor têxtil, é que o "trabalhador" não tem mais comprometimento com aquilo que produz, salvo raras exceções, o que grassa é a apologia aos direitos e mamatas governamentais. As leis trabalhistas tratam as empresas como casa da moeda, os empresários, de grandes a pequenos, receberam a pecha de exploradores do povo, palavras de um certo "ex-presidente". Enquanto não valorizarem os empreendedores, o País caminha a passos largos para o brejo, se é que já não estamos lá... Aos que ainda resistem só resta preparar as veias pois as agulhas para retirada do sangue estão cada vez mais grossas e em maior número.

Comentário de Luiz Eduardo Mello em 3 novembro 2013 às 10:59

Entao porqur nao lutar contra a corrupcao que exige esta carga imoral carga tributaria que literalmente esta' quebrando o Pais?

Importar como alternativa para a elevada carga tributaria e' no minimo mostrar inconpetencia para resolver os problemas internos de seu Pais.

Gente com essa metalidade faz lembrar o slogan "ame-o ou deixe-o".

Se nao quer lutar contra as injusticas nao atrapalhe e nao desestimule aqueles verdadeiro brasileiros que exigem a mudanca....a liberdade...a sinceridade...o verdadeiro amor a Patria e a seus compatriotas...

Que fique bem claro a todos...o verdadeiro industrial brasileiro jamais jogara' a toalha...o Povo ordeiro e trabalhador do Brasil esta' com sua paciencia nos limites...o verdadeiro Povo Brasileiro esta' contra tudo aquilo que de ruim esta' acontecendo no Brasil.

Luiz Eduardo

Comentário de petrúcio josé rodrigues em 31 outubro 2013 às 12:11

Carissima Mara Regina,

aqui está um testemunho de bom senso. sua  análise, é perfeita Mara.

falta-nos interesse político em divulgar, racionalizar, normatizar e produzir resultados positivos com o EMPREENDEDORISMO, QUE DEMONSTRAS AQUI.

em outras palavras, falta-nos ter governantes, que apostem na nossa causa. falta-nos muito pouco.

2014 é uma data que poderemos implantar uma  sistemática FIÉL AOS NOSSOS OBJETIVOS.

Comentário de Mara Regina Belchior em 31 outubro 2013 às 12:00

Boa tarde, sou Empreendedora Individual na ramo mais afetado que é o Tricô, fui na feira  da China para saber em que chão estou pisando nos próximos anos. Entrei num estande que tinha malhas de tricô simples, me passaram a cotação, hoje por e-mail, uma malha de tricô custa 6,80 dólares, mais imposto de 35% uma malhas sai por 19,82 reais mais transporte. Agora quero saber "PORQUE" alguém por este preço compraria uma malha da China, quando pode comprar aqui com garantia, qualidade, respeitando normas de trabalho e ambiental, pode comprar pequena quantidades, pode escolher modelos, saber que uso fios nacionais, como Amparo, Adafyl, Fides, Lan Sul. Pode dar palpite nos modelos. Tamanhos Plus Size, "PORQUE" precisa comprar de lá. Tá faltando o que???? Acho que sei uma campanha a nível nacional, através das redes sociais divulgar este trabalho de muitos como eu, vamos  se unir e montar esta rede. Vamos mostrar como trabalhamos, porque , nossa qualidade e que temos preços competitivos.

Mara Belchior Tricô.

São Paulo

Tel: (11) 3452 4304

marabelchiortricot@gmail.com.

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço