Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

CNI lista 36 medidas 'indispensáveis' e entrega a Temer

Na relação, dividida em oito áreas, estão itens como reformas tributária e da Previdência e estímulo às exportações

O vice-presidente da República, Michel Temer, concede entrevista coletiva em Brasília (DF) - 11/04/2016Medidas precisam ser adotadas em um eventual governo Temer, sugere a CNI(Ueslei Marcelino/Reuters)

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) entregou ao vice-presidente Michel Temer uma lista de 36 medidas consideradas "indispensáveis" pela entidade caso a presidente Dilma Rousseff seja afastada pelo Senado e ele assuma a Presidência da República. "A indústria defende que as ações tenham caráter estrutural. Os governantes devem evitar 'atalhos', como ações populistas que vão atrasar ainda mais o desenvolvimento do país", diz a CNI, em comunicado.

As 36 medidas da lista estão divididas em oito grupos: eficiência do Estado, relações de trabalho, reforma tributária, concessões em infraestrutura, exportações, crédito, regulação e inovação. "A Confederação reforça que, apenas com a adoção dessas iniciativas, os empresários vão recuperar a confiança e voltar a investir", afirma a entidade.

Abaixo, a lista de demandas apresentada pela entidade:

Eficiência do Estado

- Reformar a Previdência Social;

- Implementar mecanismos de controle do gasto público

Relações de trabalho

- Valorizar a negociação coletiva;

- Regulamentar a terceirização;

- Sustar ou alterar o texto da NR 12;

- Excluir acidentes de trajeto do cálculo do FAP;

Reforma tributária

- Adotar o princípio do crédito financeiro do PIS-Cofins;

- Ampliar os prazos de recolhimento de IPI e PIS-Cofins;

- Permitir a compensação de créditos entre tributos federais;

- Convalidar os incentivos fiscais do ICMS;

- Reformar o ICMS

Concessões em infraestrutura

- Rever o regime de partilha em óleo e gás;

- Modernizar as condições de acesso ao gás natural importado;

- Modernizar as concessões para exploração de gás natural em terra;

- Cobrar a CDE de forma proporcional;

- Considerar os custos totais nos leilões de energia elétrica;

- Aumentar a geração térmica na base do sistema;

- Aumentar a participação privada nos serviços de água e esgoto;

- Transferir as administrações portuárias ao setor privado;

- Concluir o processo de revisão das poligonais dos portos organizados;

Exportações

- Negociar acordos comerciais;

- Aperfeiçoar os mecanismos de financiamento de comércio exterior;

- Concluir a agenda de facilitação de comércio;

- Ajustar a alíquota do Reintegra;

- Criar condições para manutenção de um câmbio competitivo e estável;

Crédito às empresas

- Melhorar condições de capital de giro às empresas;

- Estimular a ampliação do financiamento privado de longo prazo;

Regulação

- Disciplinar os procedimentos para desconsideração da personalidade jurídica;

- Fortalecer as agências reguladoras;

- Garantir autonomia do órgão licenciador do licenciamento ambiental;

- Simplificar o licenciamento ambiental;

Inovação

- Regulamentar o Código Nacional de CT&I;

- Aprimorar a Lei do Bem;

- Assegurar que os recursos para a inovação cheguem às empresas

- Regulamentar o acesso ao patrimônio genético;

- Promover a melhoria operacional do INPI.

http://veja.abril.com.br/noticia/economia/cni-lista-36-medidas-indi...

Exibições: 86

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Comentário de Antonio Silverio Paculdino Ferre em 29 abril 2016 às 18:02
Enfim a CNI apareceu! No 1º ítem (Eficiencia do Estado) ficou muito genérico: controle dos gastos públicos, já existe uma imensa burocracia, que só dá despesa. Precisa ser direto: criar novo Tribunal de Contas? Operacionar a ideia.
Reforma da Previdência: Todo mundo fala nisso e não sai nada. Por exemplo: Igualar servidores públicos( incluindo todo legislativo) ao servidor privado. Quem tem coragem e argumentos para apresentar? Se não consertar os legislativos, nada será conseguido. Corta-se à metade urgente!

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço