Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Uma pessoa demitida deve acordar cedo e colocar a roupa de trabalho. Nada de ficar na cama de pijama com o notebook no colo

Foi demitido? Demitiu-se? Se você está desempregado, por muito ou pouco tempo, pare de se lamentar e comece a trabalhar. Isso mesmo. Talvez esse período seja um dos mais trabalhosos que você enfrentará na sua vida profissional. O artigo de hoje é sobre um dos maiores erros que as pessoas cometem ao saírem do mercado de trabalho: acomodar-se.

descansando_sofa350É muito fácil apontar para o outro, mas é difícil encontrar alguém que realmente trabalhe duro para encontrar um novo emprego. O comum é o sujeito acordar tarde, assumir tarefas domésticas que antes não realizava, e utilizar o computador mandando um ou outro currículo - e ainda reclama que o mercado está desaquecido. Pior ainda é quando a pessoa não precisa do dinheiro, pois tem um companheiro que pode arcar com as contas da casa e dos filhos. Nesses casos, é comum ver pessoas dedicando-se a hobbies e indo ao cinema no meio da tarde. Se a intenção não é voltar a trabalhar, ótimo. Entretanto, se o objetivo é encontrar um novo emprego, essas atitudes só dificultam o processo.

Mandar currículos aos e-mails das empresas dificilmente dá retorno positivo sem uma apresentação prévia. O ideal é ter (e manter) uma boa rede de contatos, para que o profissional possa usufruí-la no momento da demissão. Ir a palestras, seminários e eventos com outros profissionais sempre são experiências enriquecedoras nesse sentido. Dá trabalho? Com certeza. Mas, como tudo na vida, nada que é bom vem de graça. É preciso muito esforço.

Portanto, a dica é acordar cedo e colocar a roupa de trabalho. Nada de ficar na cama de pijama com o notebook no colo. Nesse momento é preciso profissionalismo e rotina para atingir o objetivo de conquistar um novo emprego. Busque saber quais empresas estão contratando, quais as características são necessárias para assumir o cargo que deseja e quem poderá lhe ajudar a chegar lá.

Esse também é um bom momento para rever algumas competências. Qual é o seu nível de inglês? Quando foi a última vez que esteve em um curso? Existem novos processos ou tecnologias em sua área? Você os conhece? Também é a hora de parar e refletir sobre a sua experiência profissional. Algumas pessoas apenas terminam a graduação e ficam sem estudar por dez, vinte anos. Ficam “obsoletas” e, cá entre nós, pode muito bem ser este o motivo de estarem fora do mercado de trabalho. Aproveite este momento para dedicar-se a cursos que enriquecerão o currículo e abrirão mais portas. Invista neles.

Invista também em pesquisa. Pesquisa sobre o mercado, sobre a sua área de atuação e sobre as pessoas e empresas que trabalham nela. Seja metódico e organizado. Recicle suas competências e atualize seu currículo. Mas, acima de tudo, siga uma rotina rígida que contemple cursos, palestras, eventos, visitas e tudo o que puder para reencontrar seu espaço no mundo profissional.

Fonte:http://www.amanha.com.br/vida-executiva/3809-desemprego-nao-e-sinon...

Exibições: 90

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço