Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Geração de Emprego e Renda: Conselho Integrado de Desenvolvimento aprova financiamento de R$ 461 milhões para implementação e ampliação de empresas em Minas

Fonte: |minasempauta3.wordpress.com|

O Conselho Integrado de Desenvolvimento (Coind) aprovou, quinta-feira (9), financiamentos de R$ 461 milhões para nove projetos de implantação ou expansão de empresas em várias regiões do Estado. Os financiamentos vão viabilizar investimentos da ordem de R$ 884 milhões, alguns já realizados e outros em execução, e gerar cerca de 8.500 empregos diretos e indiretos.

Esses recursos são do Fundo de Incentivo ao Desenvolvimento (Findes), geridos pela Governo Aécio Neves por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), que serão disponibilizados pelo Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG).

O Coind enquadrou três projetos sendo um de implantação e dois de expansão de empresas, no âmbito do Programa de Apoio ao Investimento (Pró-Invest). Outros seis projetos foram aprovados no âmbito do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Produtivo Integrado (Pró-Giro). Os projetos após as avaliações preliminares e manifestação do Grupo Coordenador do Findes são encaminhados à apreciação do Coind, que é formado por representantes do poder público e da sociedade civil organizada.

O presidente do Coind, secretário de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais, Sérgio Barroso, destacou, na abertura da reunião, a importância da liberação de recursos para fomentar novos investimentos privados, numa época em que a economia mineira começa a dar indícios de recuperação.

“Todos os projetos são importantes para o fortalecimento das cadeias produtivas e agregação de valor à produção, além da geração de emprego e renda”, disse Sérgio Barroso. Ele explicou que, depois de enquadrados pelo conselho, a conclusão da análise de viabilidade do financiamento é feita pelo BDMG. “Como os projetos já foram submetidos à avaliação prévia do banco, a liberação dos recursos depende mais da conferência de dados e documentos, tornando o processo mais ágil”, enfatizou o secretário.

Projetos

Os três projetos de enquadramento para financiamento no âmbito do Pró-Invest somam R$ 33 milhões. O primeiro é da Usina de Laticínios Jussara S.A, no valor de R$ 7 milhões. O objetivo do projeto é a modernização e expansão da usina de laticínios instalada em Araxá, com previsão de atingir capacidade de processamento de leite de 490 mil litros por dia, a partir do ano de 2012. Com investimento total de R$ 19,8 milhões, serão gerados 500 empregos diretos na produção de leite longa vida (UHT) e leite pasteurizado, queijos, manteiga, iogurtes, achocolatados, suco à base de soja, leite condensado e em pó.

Já a Tear Têxtil Indústria e Comércio Ltda. usará o financiamento de R$ 8 milhões para a transferência da indústria têxtil de Contagem para Paraopeba, com ampliação e modernização do seu parque industrial, com investimento total de R$ 36,5 milhões. Sua capacidade de produção é da ordem de 24 milhões de metros de tecidos por ano.

O financiamento de R$ 18 milhões da Ativas Data Center S.A será usado para a sua implantação em Belo Horizonte. Com investimento de R$ 90,2 milhões, a empresa de data center atenderá, inicialmente, a demanda do mercado brasileiro, com foco em grandes e médias empresas. Serão gerados 100 empregos diretos e 20 terceirizados. Indiretamente serão criados outros 300 empregos na prestação de serviços de data center e infra-estrutura de TI.

No âmbito do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Produtivo Integrado (Pró-Giro) foram enquadradas seis empresas com a previsão de investimentos de R$ 428 milhões.

O financiamento da Satipel Industrial S.A, no valor estimado de R$ 106,3 milhões, a ser liberado pelo período de 96 meses, destina-se, exclusivamente, ao capital de giro. A Satipel vai investir R$ 245,5 milhões na ampliação da unidade de Uberaba, com a geração de 100 empregos diretos e outros 150 empregos indiretos. Sua capacidade de produção é de 800 mil m³ por ano de painéis MDP e de 350 mil m³ de painéis MDF. Esses produtos têm larga aplicação na indústria moveleira em geral, como matéria-prima para a confecção de móveis e componentes de móveis e na construção civil.

Com investimento total de R$ 43,58 milhões, a Unical – União Produtora de Cal Ltda. teve enquadrado financiamento de R$ 8,1 milhões, a ser liberado pelo período de 60 meses. Recurso será aplicado na implantação de unidade industrial em Pedro Leopoldo, para fabricação de cal virgem, com a construção e montagem de um forno de calcinação, além da montagem de equipamentos para beneficiamento e armazenamento da cal produzida. Serão gerados 41 empregos diretos.

Já a Cia. Industrial H. Carlos Schneider (Ciser) obteve aprovação para financiamento de R$ 4,6 milhões, em 60 meses, no âmbito do Findes /Pró-Giro. Seu objetivo é a expansão das atividades industriais, mediante a transferência da unidade de Nova Lima para Sarzedo. O investimento total será de R$ 16 milhões com a geração de 140 empregos diretos para a fabricação de produtos de trefilados de metal padronizado.

Outra empresa que receberá financiamento é a Usiparts S.A Sistemas Automotivos, em Pouso Alegre. A empresa, do grupo Usiminas, a única a produzir cabines e conjuntos completos pintados, usará financiamento de R$ 38,8 milhões, em 60 meses, para expansão da unidade industrial com a instalação de uma nova linha de estamparia. O investimento total atingirá R$ 43,3 milhões. Com a nova linha de prensas, será ampliada em 30% a produção de estampados, permitindo aumentar a oferta de produtos, como painéis externos de grandes dimensões para atender à indústria de caminhões, comerciais e veículos com séries de baixa produção. A Usiparts, que atende 12 montadoras no país, vai criar 93 novos empregos diretos.

O Coind enquadrou ainda dois projetos para implantação de usinas de açúcar e álcool no âmbito do Pró-Giro. A Usina Frutal Açúcar e Álcool S.A receberá financiamento de R$ 107,7 milhões, em 108 meses, para instalação da unidade agroindustrial, que exigirá um investimento total de R$ 220,8 milhões. A usina, localizada em Frutal no Triângulo Mineiro, vai gerar 1.375 empregos. Sua capacidade para processamento será de até 2,5 milhões de toneladas de cana de açúcar por safra, para fins de produção de açúcar cristal, álcool etílico hidratado carburante e co-geração de energia elétrica.

A Usina Uberaba S.A teve aprovado o pedido de R$ 162,8 milhões, em 96 meses, para a implantação de unidade agroindustrial no município de Uberaba. Com capacidade para moer 1,620 milhão de toneladas de cana por ano para produção de açúcar orgânico, açúcar cristal, álcool etílico hidratado carburante e energia elétrica, os investimentos somam R$ 168,7 milhões. Serão criados 950 empregos diretos e a expectativa é de criação de 3.800 empregos indiretos

Exibições: 45

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço