Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Tecelagem controlada pelos mesmos sócios da Covolan ampliou a oferta de artigos na coleção do verão 2015, com estampados e tinturados, criou book de lavagens.

Reconhecida pela linha de tecidos estampados, a maioria voltada para moda feminina, como voil, musseline e algodão de seda, a Glow Tecidos introduziu uma linha pequena de sarja, aproveitando a experiência da Covolan, controlada pelos mesmos sócios, no mercado de jeans. A resposta do mercado ultrapassou as melhores expectativas da empresa, especialmente a partir do segundo semestre do ano passado, estimulando investimentos para ampliar a oferta de artigos na coleção do verão 2015.

Durante a Première Vision São Paulo, realizada em meados do mês, a Glow dedicou uma boa parte do estande para exibir peças confeccionadas com as novas bases, trabalhadas em lavanderia. Pelas projeções do ano, a empresa prevê atingir 1 milhão de metros já em março. Segundo Ana Claudia Caetano, gerente comercial da tecelagem, o bom desempenho da linha de sarjas pode ser creditado ao tratamento de moda que a empresa dedicou, desenvolvendo produtos que fogem dos básicos, e à tecnologia instalada de sublimação digital, que permite o desenvolvimento de estamparia exclusiva.

Ela conta que nessa linha de sarjas, 60% do volume vendido representam estampas desenvolvidas sob medida, em lotes que podem começar com cem metros. Inicialmente dedicada a sarjas estampadas, a partir do verão, a Glow ampliou a oferta de artigos tinturados, com tingimentos que permitem explorar os efeitos mais intensos aplicados em lavanderia. Por isso, pela primeira vez, a empresa produziu um book de lavagens, em que mostra em torno de cem peças, entre shorts, calças e minissaias, e sugestões de efeitos.

Entre os lançamentos para tinturados, Ana Claudia menciona o Blanc Denim, sarja de 9,5oz PT, em 100% algodão; e o Marseille, sarja de 8,4oz, em base que combina 80% de algodão, 17% de poliéster e 3% de elastano. A linha conta ainda com novidades como o Cetim Soft, em base com algodão e elastano; o Cetim, que acrescenta poliéster à mistura de algodão e elastano; sendo que ambos podem ser usados como base para tinturados como estampados.

Entre os processos de estamparia, ela destaca as técnicas que permitem dar profundidade às imagens; o método de prime desenvolvido que admite estampar por sublimação digital uma sarja 100% algodão; sublimação localizada sobre tinturados.


 

http://www.gbljeans.com.br/noticias_view.php?cod_noticia=5055

Jussara Maturo

Exibições: 409

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço