Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

HA QUARTRO ANOS ATRAS... Quem estava certo?

Comentário de Sam de Mattos em 6 maio 2013 às 11:23
Excluir comentário

 

Não creio que a família Batista da Silva deve ser anatematizada. Houveram transações mal explicadas entre o Eike e Lula (seu governo) que não mais são aceitáveis no governo de D. Dilma, Daí a queda de sua subida vertiginosa. Quanto as suas descobertas de Minas Produtivas isso é um desafio ainda não explicado pela lei de probabilidade, pela engenharia de minas e geologia. Corrupção é endêmica no Brasil. E algo, diríamos, quase DNAíca. Em breve os senhores ouvirão alguns tipos de grandes escândalos: (1) Portos; (2) Estaleiros; (3) Terras Raras; (4) Desvio MASSIVO de ouro minerado no Brasil (não retemos 30% desse metal em solo nacional) e finalmente ouvirão sobre o escândalo do (5) Uranio. Mas isso será feito compassadamente. No momento o "crime", a corrupção organizada e politizada, está comandando a situação. Ha uma melhoria nessa área, uma moralização no país. Voces devem ter observado que as nossas “ratazanas” bem conhecidas estão silentes e bem comportadas. A Polícia Federal esta com muito mais latitude de ação do que antes. Toda essa corrupção aumenta o Custo Brasil; aumenta os nossos impostos, segurança de nossos filhos e a nossa capacidade de competição, nos fazendo uma nação vassala e subserviente. A corrupção afeta diretamente a nossa indústria e todo o ciclo econômico de um país - e gera uma nação de analfabetos funcionais. Não é com alegria que aponto essas falhas. E com imensa tristeza. São os irmãos e irmã do Eike corretos? Não os conheço mas nunca ouvi NADA desabonador. Então? Que Deus seja louvado.

Comentário de Axxiom Plastic em 5 maio 2013 às 22:30
Excluir comentário

Só um comentário bem tardio: - Se o grande Elieser teve sete (7) filhos e só um se tornou bilionário, deve ser uma pessoa bem injusta... se ele se tornou seu único herdeiro.

Os irmão de Eike são todos trabalhadores e, pelo que sei, a Monika vende pão de queijo, a "mansão" do Dietrich é bem acabadinha (no sentido de mal cuidada) e alguns outros são funcionários de Eike.

Se esse Hélio é quase centenário, essa desgraça atual, chamada inveja, não é tão atual assim.

Comentário de Sam de Mattos em 2 maio 2013 às 12:37
Excluir comentário

Bom Dia Cristiano: Bem eu creio na liberdade da imprensa, e o mesmo crê esse blog. Em sua seção de “assuntos gerais”, assuntos não têxteis são permitidos a serem discutidos. Amparado para liberdade de expressão que me é outorgado, eu abordo os temas que julgo serem para o bem maior da democracia. Não é de o meu feitio usar da imprensa para  criação de imagens, manipulação de opiniões, de investimentos ou criar “bafos”. Quanto a insatisfação, tenho algumas e muitos que aqui escrevem. Quanto à inveja, sinceramente, não a tenho. Honestamente tenho ate PENA de algumas pessoas por mim apontadas. São vazias, superficiais e pobres de espirito. Quanto a mim, já plantei minhas arvores, já escrevi meus livros e desfruto meus netos. Vivi honradamente e enfrentarei a morte, tranquilo. A HISTÓRIA JULGARA QUEM é QUEM. Finalmente reitero: Espanta-me a sua posição em relação à liberdade de expressão. Eu creio que a verdade liberta - e em ultima analises prevalecera. Deixemos que a história julgue os fatos. Quem é o invejoso e que é o manipulador. Confesso que já gerei alguns empregos. Alguns desses empregados estão aqui, nesse blog. Alguns ate creio ser seus ex-empregados. A geração de emprego é mais do que nobre, é vital para uma economia. Mas não creio que o fim justifique os meios. Ha que se ter uma ética na geração desses empregos. Finalmente, pelo que foi observado e a mim dito, parece que nos últimos anos, a sua geração de empregos é NEGATIVA. Consequentemente os poucos empregos que eu gerei, estão adiante de seu desempenho. Quanto às denuncias, esse método é meu. Uso de vários deles e efeitos já estão sendo observados. Mas por gentileza, dispenso as suas sugestões. Um grande dia e uma amanhã ainda melhor.

Exibições: 135

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Comentário de Antonio Silverio Paculdino Ferre em 27 janeiro 2017 às 8:58
O pai (Eliezer) ocupou cargos de importancia, mas a imprensa sempre noticiou fatos desabonadores. Veja as empresas que criou apos sair da Vale, que na sua gestão era deficitaria, por isso suas açoes foram vendidas por preço muito inferior do que na gestão Agneli. O Sam sempre foi, neste blog, um esclarecedor de mentes e nunca ofendeu ninguém. Tem sido participante necessário!

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço