Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Após quatro meses seguidos em queda, as compras de produtos têxteis deram um salto em janeiro, ficando também acima de igual mês de 2016.

As importações de produtos têxteis aceleraram no início de 2017 em nível acima do observado em igual período de 2016. Fecharam janeiro com compras estimadas em US$ 409,12 milhões, avanço de quase 31% sobre dezembro e de 17% sobre janeiro de 2016, de acordo com dados verificados pelo ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. Só roupas somaram US$ 130,33 milhões no primeiro mês de 2017, dos quais US$ 79,26 milhões fornecidos pela China. Com esse desempenho, janeiro encerrou um ciclo de quatro meses de importação em queda.

Dezembro registrou US$ 312,91 milhões em produtos internados, que corresponderam a declínio de 8,15% em relação a novembro. As exportações de produtos têxteis, que oscilaram bastante ao longo de 2016, chegaram a dezembro com US$ 207,04 milhões em vendas, contração de 7,65% sobre o mês anterior. E despencaram em janeiro para US$ 114,49 milhões, representando recuo de praticamente 45% em comparação com dezembro.

ACUMULADO DO ANO
Ao longo de 2016, as exportações brasileiras de produtos têxteis, incluindo roupas, acumularam US$ 2,12 bilhões em negócios, o menor patamar desde 2013, quando o país embarcou US$ 2,36 bilhões. Em 2014, conheceu o auge com a venda para o exterior do equivalente a US$ 2,53 bilhões. E depois caiu para US$ 2,37 bilhões em 2013, mostram os dados do ministério.

As importações fizeram o caminho oposto. Também em 2014 registraram o patamar mais alto dos últimos quatro anos mediante compras avaliadas em US$ 7,14 bilhões, caíram em 2015 e recuaram ainda mais em 2016 para chegar a US$ 4,21 bilhões, devido à combinação da alta do dólar frente ao real e da contração da economia brasileira, que restringiu o consumo.

O saldo da balança comercial brasileira em têxtil ficou negativo em US$ 2 bilhões em 2016.

COMPORTAMENTO DAS ROUPAS EM 2016
As importações de roupas começaram 2016 somando US$ 140,61 milhões, declínio expressivo sobre os US$ 651,63 milhões, registrados em janeiro de 2015, mas, foi o valor mais alto do ano. Despencaram para US$ 84,67 milhões em dezembro, o nível mais baixo desde 2013. Dos US$ 4,21 bilhões em compras de produtos têxteis em 2016, vestuário representou US$ 1,24 bilhão, dos quais US$ 672,21 milhões trazidos da China. O acumulado do ano em compras de roupas correspondeu a praticamente metade dos US$ 2,37 bilhões internados em 2015.

As exportações de roupas brasileiras continuam contidas. Em todo o ano, foram exportados US$ 122,57 milhões, valor mais baixo que os US$ 150 milhões vendidos em 2013.

http://gbljeans.com.br/noticias_view.php?cod_noticia=7414

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 76

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço