Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Indústria da moda brasileira aposta no Oriente Médio

Fonte:|exportnews.com.br|

Os países árabes estão na lista de mercados considerados potenciais e que serão prioritários para o Texbrasil, programa de incentivo à exportação da Abit com apoio da Apex.

O Texbrasil, programa de incentivo à exportação criado pela Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportação e Investimentos (Apex), acaba de completar nove anos e está definindo mercados potenciais que, a partir do segundo semestre de 2009, serão prioritários na busca por novos clientes.

Entre eles, estão os países árabes localizados no Oriente Médio, alguns países da Ásia e da África. De acordo com o diretor do Texbrasil, Rafael Cervoni Netto, um comitê formado por 30 pessoas de toda a cadeia têxtil nacional está definindo quais serão os países alvo. “Acreditamos que até o dia 19 de agosto tenhamos o nosso planejamento estratégico consolidado”, disse Netto durante encontro com a imprensa ontem (28), em São Paulo.

“Alguns países do Oriente Médio com certeza estarão na lista, pois já foram identificados como potenciais para o mercado da moda brasileira”, afirmou Maurício Borges, diretor de negócios da Apex. “Com a prospecção desses novos mercados, conseguiremos trazer para as empresas brasileiras demandas diversificadas, ampliando as possibilidades e gerando um volume maior de negócios”, acrescentou Netto.

De acordo com dados apresentados pela Abit, entre os anos de 2000 e 2008, as empresas brasileiras exportadoras do setor têxtil registraram queda de 22% nos embarques. “Já as empresas que fazem parte do projeto cresceram 42%. Resultado que prova o enorme sucesso do projeto”, destacou o presidente da Abit, Aguinaldo Diniz Filho.

“Esse é um bom momento para a indústria da moda brasileira. A época de crise pode sim ser uma oportunidade para o mundo voltar os olhos para a produção do Brasil”, acrescentou Diniz Filho.

Outro fato que confirma o grande potencial a ser explorado pelo Brasil no mercado árabe, foi a divulgação de um estudo mundial realizado pela consultoria A.T. Kearney South America, que analisa o Índice de Desenvolvimento do Varejo Global em países emergentes.

O estudo, apresentado ontem na sede da Abit, durante a palestra do executivo Alexandre Munhoz da A.T. Kearney, mostra que em termos de atratividade de mercado, os Emirados Árabes Unidos e a Arábia Saudita estão em quarto e quinto lugares, respectivamente.

O Brasil também aparece muito bem colocado, em oitavo lugar no quesito atratividade de mercado. Além disso, lidera o ranking de crescimento do mercado de varejo pelo segundo ano consecutivo. “Nesse caso foram considerados o tamanho do mercado e as perspectivas de gastos com vestuário per capita”, disse Munhoz.

“O Brasil apresenta grande potencial de atração de investimentos estrangeiros no setor de varejo, o que deve resultar na dinamização da indústria de vestuário e moda local”, afirmou Munhoz.

A Arábia Saudita figura em novo lugar entre os emergentes no ranking de crescimento do mercado de varejo, sinalizando mais oportunidades para as empresas brasileiras no país.

O programa

O Texbrasil tem como objetivo apoiar e preparar as empresas do setor têxtil e de confecção interessadas em exportar. Desde seu lançamento, no ano 2000, mais de 1.400 empresas participaram das ações do programa, que vão desde palestras de sensibilização para despertar o interesse em comércio exterior, clínicas de adequação de produto, oficinas criativas, consultoria em comércio exterior, feiras e eventos nacionais da imagem da indústria da moda brasileira.

Em 2009, o programa tem como estratégia ampliar as ações de capacitação das empresas antes do início da exportação. Para isso, além da clínica de adequação de produto, o programa passou a oferecer em maio deste ano a consultoria em gestão de comércio exterior, feita em cada empresa por um consultor.

Fonte: www.anba.com.br

Exibições: 95

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço