Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

A questão a ser abordada são roupas Íntimas, lingeries, biquínis
e underwear, ou seja, roupas de baixo. Temos no Brasil um grande Salão de Negócios
para esse segmento em questão e o mais importante e observado é que "sua beleza
interior” não é importante. Explico: qualidade, design e diferencial, foram
esquecidos completamente pelas empresa participantes na Feira, surgindo um
marketing de logomarcas, modismos estranhos e o pior, lingerie agora serve
apenas para ser como uma plástica ao corpo. Calcinhas que empinam o bum bum,
sutiã que aumentam os seios, lingeries que querem tirar celulite, cuecas que dão
volume, peças que modelam o corpo. A Moda íntima brasileira está cada vez mais
decadente, não tem mais conceito, inovação, design e não atendem aos desejos e
anseios dos consumidores e em mais específico, do Luxo, que passará longe dessa
oferta do mercado. Não tem como discordar, a moda internacional está revendo
todos seus conceitos e históricos, fazendo milagres nas roupas íntimas. O
Brasil que tinha fama com sua Moda Praia, está perdendo total espaço para o que
há de mais novo, luxuoso no mercado internacional nesse segmento. E ainda
querem colocar toda essa culpa na produção indiana e chinesa, que tal olharmos
para dentro?



By Angel News

 

Exibições: 65

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Comentário de Ricardo Faria em 3 julho 2011 às 10:19

Muito bom o artigo, realmente o Brasil deixou de produzir moda quando estava começando sua evidência nesse mundo, o marketing pela divulgação e promoção é muito forte e não só na moda intima, observo as semanas de moda como uma produção voltado para a mídia e massificação da informação (ou seria imposição de estilo?), todos temos direito de mostrar, comentar e até analisar o que ocorre.

Perdi interesse pelas semanas de moda quando observei a produção de peças comerciais, a criatividade está apenas em estampas, o que não é interessante, sei muito bem que a roupa comercial e a conceitual não é tão vendavel, mas existe só esse nicho de mercado? somente pessoas interessadas em "seguir" a tendência?

Acredito que não e está na hora de produzirmos algo mais original e novo do que só colocar o que as pessoas vão comprar, o importante é mostrar nossa capacidade não só em desfiles ou alteração de formas (conforme demonstrado no artigo) mas também em nossa capacidade que, digamos é infinita e plena.

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço