Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Os negócios sociais, ou setor 2,5, são as empresas que não estão nem no segundo setor (o das empresas privadas), nem no terceiro (as ONGs). Eles estão exatamente no meio dos dois, sendo empresas comuns, que possuem lucro, mas que também se preocupam com aspectos sociais e ambientais durante seu processo e/ou em seu produto final.

Já falamos aqui no blog de uma nova estilista, Fernanda Quilici, que aplicou o conceito do setor 2,5 para criar sua primeira coleção, finalista no Casa de Criadores. No caso de Quilici, meninas beneficiadas pela ONG Amora produziram suas peças de tricô.

Os negócios sociais se desenvolvem também no contexto em que novos profissionais e empreendedores estão atrás de algo além de somente gerar lucro. Algumas empresas de moda utilizam dessa forma de produção sustentável para o processo produtivo, como a loja virtual Solidarium. Lá, o artesão divulga seus produtos sem nenhuma taxa de adesão e pagando apenas comissão de 10% para a loja. Tendo em vista que a moda em geral trabalha de maneira bastante predatória com sua mão-de-obra, iniciativas como essa são inovadoras e importantíssimas. 

As empresas do setor 2,5 passam também por áreas essenciais à população como um todo. Como é o caso da Sementes da Paz, empresa brasileira que faz a ponte entre pequenos agricultores e consumidores finais, estabelecendo primeiro a demanda para depois medir a oferta (assim os agricultores sabem o quantidade a se plantar). Ou da empresa de saúde ASEMBIS, da Costa Rica, especializada em serviços médicos de baixíssimo custo.

No entanto, o Brasil enfrenta falta de estímulo e políticas específicas para que se desenvolvam os negócios sociais, parte por ser uma ideia de negócios ainda muito nova para o mercado brasileiro. Algumas aceleradoras já se especializaram no assunto, incubando apenas start-ups que são voltadas para o social e o ambiental. É o caso da Artemísia, da Pipa e do programa SWAP, realizado pela investidora LGT Venture Philanthropy e a construtora Quintessa. 

Fonte:|http://tendere.blogspot.com.br/2013/05/negocios-sociais-ou-setor-25...

Exibições: 82

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço