Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

O Filme Antigo da Política das Maquiladoras

O FILME ANTIGO DAS MAQUILADORAS:

Aqui se fala e se explica muito bem a leis que regem as Maquiladoras, suas vantagens (imediatistas) e lucros (temporários) maiores. Muitos estão considerando esse tópico. Eu já o considerei, vivi essa época aqui nos EUA e já vi seus resultados.

Desde o final dos anos sessenta a indústria textil Americana começou a usar as maquiladoras no México. Confesso que nem sabia direito, no inicio, e significado dessa palavra no contesto industrial. Eu a  associava com a maquilagem do rosto feminino.  

Ao entrar na Indústria Textil vi o apogeu das Maquiladoras Mexicanas, o seu rápido enriquecimento dos oportunistas, a sua subsequente morte no México, deixando a Indústria Textil debilitada naquele pais e morrendo nos EUA.

Depois as maquiladoras se foram da a America Central. Mas à medida que a miséria por lá não foi o suficiente para gerar lucros aceitáveis, esta se deslocou para alguns países do Caribe e agora a miséria aceitável para os maquiladores se resume a uns poucos países, sendo o Haiti ainda um possível nação Maquiladora, por ter um nível de desemprego, miséria e pobreza ideal. Ah, tenho que fazer um comentário rápido: A ver um artigo aqui no blog, quando o Industrial Gomes da Silva disse que considerava a implantação de algumas de duas indústrias têxteis do Haiti, “para ajudar aquele povo tão sofrido e alegre”, tive de rir. Se um predador capitalista honesto, a bandeira esta deflagrada e sabemos com quem estamos lidando. Mas quando vejo esses rebuscamentos gramaticais, cinismo e essa perversão semântica, necessito de um vomitório.

A Maquilagem castra, atrofia a nação mais industrializada e predadora, exploradora do trabalhador e mata a incipiência da indústria do país-caçado, causando, de contrapartida, efeitos e consequencias análogas ao país-predador. 

Nesse artigo voces tem num papel, num documento escrito e revisado por homens de marketing, advogados e semanticistas decantando em prova as grandes possibilidades da Maquilagem. Mas só vejo a maquilagem boa para a China, que no momento esta com uma super produção e necessita, POR QUALQUER METODO, fazer o “dump”, jogar o seu excesso de produção no mercado dos outros para manter o seu vertiginoso crescimento e alimentar ¼ da população do planeta em sua casa. E triste ver uma pais supostamente socialista exercendo no momento o Capitalismo mais selvagem do planeta.

Ando dedicando mais atenção as coisas que amo mais, visto que cheguei a conclusão de que é impossível absorver e estudar tudo o que me interessa. Essa impossibilidade é resultante dos meus múltiplos interesse pela vida, arte, ciência, política, literatura, economia etc. Daí eu não me aprofundei nos detalhes dos pro e contra da maquilagem. Mas, saindo da explicação pessoal e do meu parco conhecimento técnico da Maquilagem, gostaria de dividir com voces, de modo empírico, a minha visão sobre a maquilagem, do ponto de vista empírico de quem observou o seu crescimento, apogeu e declínio, bem como as suas re-imigrações em busca de novos campos férteis de miséria.

Digo sinceramente que a vendo no sul do Brasil e Paraguai, observo temeroso e triste com essa nova "bossa" em nossa área. Antevejo um resultado imediatista lucrativo para uns poucos, mas dentre pouco tempo resultara em um mal resultado ao Brasil e ao Paraguai. Esperam, observam e verão.

Para mim isso é filme antigo, conheço bem os protagonistas o enredo e o seu final.

É um método semelhante ao dinheiro fácil de Banqueiros e vendedores de papeis, debêntures e criadores e de criadores e vendedores de corporações no Brasil, que operam quase que livres de regras internacionais que regem esse tema, baixo a um governo inocente, conivente e ignorante e um sitema político corrupto. São negócios que só geram riquezas pessoais e com uma relação custo/beneficio social muito baixo.

Assim como esses especuladores, a maquiagem e um método capitalista predatório, feio, triste e no final contraproducente para ambos os países: o predador e predatório: Voces verão, uma situação "perde-perde"- Para os dois lados.

Exibições: 297

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

© 2024   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço