Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

O quase bilionário Flamengo se consolida como maior time fora da Europa

Uma análise detalhada do balanço de 2019 do clube carioca mostra porque o time rubro-negro foi tão forte dentro e fora de campo. Mas o desafio é reduzir a dependência financeira das transferências de jogadores.

Gabriel Barbosa, um dos principais jogadores do Flamengo em 2019

O futebol brasileiro passa por sérios problemas de gestão, com reflexos em diferentes números financeiros negativos. Segundo recente análise publicada pela Sports Value, os clubes brasileiros atingiram dívidas de mais de R$ 8 bilhões em 2019.

Em geral, os clubes têm dificuldade de crescer sem perder o controle financeiro em sua administração. E sempre é muito difícil que tenhamos um grande caso de sucesso, o chamado benchmark.

Com os números de 2019 divulgados, o Brasil conta com um novo gigante em termos econômicos: o Flamengo. O faturamento do rubro-negro atingiu R$ 950 milhões em 2019, um crescimento de 75% frente aos R$ 543 milhões de 2018.

Naquele ano, o Palmeiras havia sido o clube com maior faturamento do Brasil, com R$ 654 milhões em receitas.

Em momento algum da história um clube fora da Europa faturou tanto. O Flamengo mudou de patamar financeiro e deixou todos os demais clubes para trás. Inclusive times de mercados mais ricos como dos EUA e México.

Com seu faturamento atual, o clube da Gávea somente fica atrás dos maiores times europeus. Seu excelente ano dentro de campo, forte vendas de atletas e a desvalorização do real frente ao dólar impactaram muito nos números do Flamengo.

O grande desafio do Flamengo, no entanto, é manter esse ritmo. Uma análise mais detalhada dos números mostram que o rubro-negro tem enorme dependência das transferências de jogadores para ampliar seu poderio financeiro. Em 2019, elas representaram 32% do total.

O Flamengo sem as vendas de jogadores cresce, mas em um ritmo mais lento. Sem as transferências, por exemplo, o clube gerou aproximadamente 144 milhões de euros.

Segundo dados da Deloitte, o 20º clube em receitas da Europa, o inglês West Ham faturou 198 milhões de euros sem as transferências, como é analisado cada clube no Velho Continente.

As receitas do Flamengo em 2019 equivalem ao que faturou o português Benfica, com 150 milhões de euros ou francês Olympic Lyon, com 160 milhões de euros.

O clube mais rico do mundo é o espanhol Barcelona, que atingiu receitas de 840,8 milhões de euros. Ele é seguindo do também espanhol Real Madrid, com 757,3 milhões de euros, e do inglês Manchester United, com 711,5 milhões de euros.

Receitas

O crescimento das receitas do Flamengo foi contundente, com destaque para a alta nas transferências de atletas, premiações, bilheteria e sócio-torcedor. Cerca de 43% de todo da expansão das receitas dos clubes brasileiros em 2019 foi consequência das altas nas receitas do rubro-negro.

Quando desconsideradas as receitas com transferências de jogadores, o Flamengo faturou R$ 651 milhões, frente aos R$ 479 milhões de 2018. Alta de 36%.

Receitas Flamengo- R$ Milhões

Entre 2011 e 2019, enquanto a inflação acumulada foi de 66%, o crescimento das receitas totais do Flamengo foi de impressionantes 414%. Nos últimos nove anos, o crescimento real das receitas do clube foi de 348%.

Receitas por fonte – Flamengo – R$ Milhões

Custos com Futebol

O clube apresentou forte aumento em seus custos com o departamento de futebol, que inclui os gastos salarias e outras despesas como contratações, viagens, categoria de base etc.

Os custos com futebol foram de R$ 618 milhões em 2019, frente aos R$ 351 milhões de 2018. Nunca um clube brasileiro gastou tanto com futebol.

Custos com Futebol – Flamengo – R$ Milhões

Mesmo com a alta nos custos com futebol, o clube manteve equilíbrio financeiro, já que o futebol representa 65% da receita total, mesmo índice de 2018.

Segundo análise da Sports Value, esse indicador deve figurar no máximo em 73% das receitas dos clubes. O Corinthians, por exemplo, apresentou indicador de 102% e o São Paulo 106%, mostrando total desequilíbrio financeiro.

Indicador – Custos com futebol / Receitas – Flamengo 

Superávits

A boa gestão do Flamengo apresentou ótimos resultados financeiros. Mesmo com a alta nos custos e investimentos, o clube permanece encerrando as temporadas com bons lucros. Em 2019, o superávit do clube atingiu R$ 62 milhões, frente aos R$ 46 milhões de 2018 e R$ 159 milhões de 2017.

Já são seis anos ininterruptos de superávits, que somados representam R$ 615 milhões. É o grande responsável pelo fortalecimento financeiro do clube nesse período.

 Superávits / Déficits – Flamengo – R$ Milhões

Graças ao acúmulo de superávits ao longo dos anos, o patrimônio líquido do clube que, em 2013, era negativo em R$ – 443 milhões, agora está positivo em R$ 128 milhões,.

Dívidas

Um dos fatores mais importantes para o Flamengo foi a redução acentuada de seu endividamento ao longo dos anos.

Esse processo de reestruturação pelo qual o clube passou foi absolutamente fundamental para sua saúde financeira atual.

Em 2019, a dívida subiu 24%, especialmente em função de contratações e de pagamento de participação de direitos econômicos de jogadores transferidos.

Dívidas – Flamengo – R$ Milhões

Uma das análises mais importantes para a Sports Value é entender a relação Dívidas/Receitas.

Os clubes brasileiros não tem Ebitda (Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) por conta de registrarem as transferências como receitas operacionais, diferentemente da Europa. Assim, a Sports Value utiliza este indicador adaptado à realidade brasileira.

É um ótimo diagnóstico para analisar a realidade financeira dos clubes. Quanto menor o indicador, mais equilibrado financeiramente está o clube.

Indicador – Dívidas / Receitas Flamengo

Investimento em jogadores

E, finalmente, um dado que demonstra a pujança financeira do Flamengo foi o crescimento do seu investimento em jogadores. Os clubes registram no Ativo Imobilizado o investimento em jogadores, tanto para o time profissional, como na categoria de base.

Esse investimento é registrado como Ativo Intangível. Em 2019, o valor total investido em jogadores foi de R$ 326 milhões, frente aos R$ 178 milhões de 2018 e R$ 94 milhões de 2017.

Investimento em jogadores-  Flamengo – R$ Milhões

*Amir Somoggi é sócio diretor da Sports Value e tem nais de 20 anos de experiência na indústria do esporte, com projetos realizados para diferentes clubes, patrocinadores, agências e empresas investidoras.

https://neofeed.com.br/blog/home/o-quase-bilionario-flamengo-se-con...

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 22

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço