Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Fonte: jornal TodoDia-Americana/SP - Sinditec diz que lojistas e confeccionistas deverão ter repasses. Alta acumulada até novembro foi de 50%.

O Sinditec (Sindicato das Indústrias de Tecelagens de Americana,Nova Odessa, Santa Bárbara d'Oeste e Sumaré), informou ontem, por meio de informativo on-line, que, após a estabilidade das últimas semanas, as cotações do algodão voltaram a subir na quinta-feira. O impulso foi dado pelo interesse comprador, especialmente de alguns com maior necessidade de aquisições. Segundo o boletim do Sinditec, o indicador do Cepea/Esalq (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz), com pagamento em oito dias, subiu 6,21% em relação a última quinta-feira, para R$ 3,1113/LP (libra-peso de pluma).

No boletim, o vice-presidente do Sinditec, Dilézio Ciamarro, disse que "essa alta histórica do preço da pluma de algodão traz problemas de custos para as tecelagens, pois os lojistas e confeccionistas estão reticentes em aceitar repasses nos preços, mas não tem como, alguma coisa terá que ser repassado, tem fios de algodão que aumentaram mais de 50% no período de janeiro a novembro. É muita coisa para as tecelagens absorverem".                                          O diretor da entidade, Sonnenwald Basseto, declarou no informe on-line que "as tecelagens repassaram para as confecções e comércio todas as vantagens que obtiveram com a queda do preço". 

Exibições: 46

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço