Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Tratamento biotecnológico antibacteriano em Têxteis

A eficácia antimicrobiana é um termo global para todos os mecanismos de ação que bloqueiam o crescimento de germes, impedem a instalação de micróbios ou eliminam os microorganismos. Em geral, a eficácia de uma superfície antimicrobiana é definida pela redução de germes conseguida num determinado tempo de contato. A eficiência é expressa em termos de redução logarítmica, sendo esta a redução dos germes em potência decimal.     
Os materiais têxteis são um excelente meio para a proliferação de microorganismos, particularmente bactérias e fungos, devido ao fato de permitirem a retenção de umidade e agirem como fontes de nutrientes para estes seres vivos.   
O crescimento de microorganismos em têxteis causa efeitos indesejáveis não só para o não tecido, mas também em produtos alimentícios. Esses efeitos incluem a geração de odores, irritações, infecções e aumento da probabilidade de contaminação ao usuário.                                                                   

As bactérias aeróbicas necessitam de oxigênio para se desenvolverem e multiplicarem. Já as bactérias anaeróbias proliferam onde não há oxigênio, nas camadas profundas dos não tecidos.  
Alguns tipos de bactérias, além de se dividirem, por exemplo, as clostrídias (responsáveis pelo botulismo, tétano, colite pseudomembranosa e carbúnculo), também se multiplicam, embora de maneira mais restrita. Desta forma, cada uma produz um esporo, uma única nova bactéria protegida por uma membrana resistente e que pode sobreviver a altas temperaturas, secura e falta de alimento.        

Tratamento Biotecnológico Sanitazed
O tratamento Sanitazed é ligado quimicamente à fibra, tem efeito bacteriostático e fungostático. Tais efeitos impossibilitam a ingestão de nutrientes pelos micróbios.  
Esse tratamento é uma combinação de diversas substâncias ativas, um composto de silicone à base de tetra alquilamônio em éter glicólico de alto ponto ebulição.  Têm caráter catiônico e compatibilidade com o ser humano e o meio ambiente. O produto ativo é biodegradável, conforme OECD 301 A. É, portanto, ecologicamente correto, pois inibe a atividade, o crescimento e a reprodução de bactérias de maneira duradoura. 

 


Bacteriostático ≠ Desinfecção
As bactérias se reproduzem em velocidades logarítmicas, normalmente dobram de quantidade no período de 18 a 38 minutos. Em alguns casos, num período de 6 horas, uma só bactéria pode multiplicar-se em mais de 250.000. A desinfecção reduz de 50 a 80% a velocidade de proliferação; já o tratamento bacteriostático tem eficácia elevada de 99,99%.   

 


Adição e Mecanismo
A solução Sanitazed é adicionada ao não tecido por imersão da manta em banho, com posterior ancoragem pelo processo de termofixação até 180ºC. O mecanismo microbiano ativo e a alteração do sítio de ação (mecanismo inerte) são demonstrados em ilustração.    

 




 

Manga Termossoldada    

 

   

 

O fechamento da manga é por termofusão do não tecido, minimizando o uso de linha, para garantir a eficiência do tratamento bacteriostático. 
Mangas termossoldadas possuem maior eficiência de filtração comparada às mangas costuradas, por não terem em sua região de solda os furos deixados pela agulha de costura, que são pontos de fuga de partículas. 
A resistência à tração das mangas termossoldadas é 10% superior comparada às mangas costuradas, realizado pela metodologia NBR 13041.         

Testes Microbianos
Metodologia JIS L 1902:2002 – Análise quantitativa para a determinação da atividade bacteriostática. 

 

 

Por Me. Luciano Peske Ceron, Cibeli dos Santos Fernandes e Volmar da Conceição

FONTE:  REVISTA MEIO FILTRANTE

Exibições: 449

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Comentário de Paulo Henrique de Oliveira em 10 março 2011 às 8:31
Existem dois principios ativos que podem ser usados com agentes bactericidas ou antimicrobianos em texteis, o triclosan e o ions de prata..... A base triclosan tem algumas restrições para quem quer atuar em exportação de tecidos, e o ions de prata é uma base mais limpa, além de proporcionar ao acabamento uma solidez permanente a lavagens....   
Comentário de Andréa Fernanda de Santana Costa em 2 março 2011 às 18:16
Obrigada!
Comentário de Fabrício Leite em 2 março 2011 às 18:06

Andréa,

Entre em contato com o autor que também faz parte do nosso BLOG. Mande um e-mail pessoal

A pagina dele está citada no 1º comentário deste post

Tenho certeza que ele vai te ajudar..

Comentário de Andréa Fernanda de Santana Costa em 2 março 2011 às 18:03

Gostaria de ter acesso ao paper completo.

Esse assunto é muito atual e estou trabalhando na minha universidade.

Comentário de Fabrício Leite em 2 março 2011 às 10:35

FIBRA DE BAMBU -  PRÓS e CONTRAS

Veja neste link uma bacana discussão sobre o tema:

http://www.fashionbubbles.com/tecnologia-textil-e-da-confeccao/fibr...

Comentário de Miguel Traversa em 2 março 2011 às 10:23
A fibra de bambú é naturalmente bactericida, não necessitando de tratamentos posteriores à fabricação dos tecidos e não tecidos. Por ser parte da fibra o efeito bactericida permanece até o fim do uso do produto final, enquanto que a aplicação de produtos antibacteris sobre o fio, ou tecido permanece por muito menos tempo
Comentário de Fabrício Leite em 1 março 2011 às 22:29
bem observado Erivaldo!
Comentário de Textile Industry em 1 março 2011 às 22:20

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço