Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII


O que é dinheiro novo?
Dinheiro novo é a receita obtida por ação promovida no destino, trazendo público e agentes econômicos externos, ou seja, a atividade que ative a hospedagem, alimentação, transporte, entretenimento, compras e a visitação. 

Uma das principais ferramentas para se obter dinheiro novo são as Feiras de Negócios.


O que são feiras de negócios?
• A maior e mais diversificada vitrine do setor produtivo;
• As feiras geram negócios para grandes, médias, pequenas e microempresas;
• Num mesmo lugar, indústria, varejo e atacado podem negociar e criar parcerias;
• Mídia presencial.

Quem participa?
As feiras reúnem cadeias produtivas de diferentes segmentos econômicos (36 mil grandes, médios, pequenos e micro-produtores, fabricantes e empresários e seus respectivos canais de distribuição (5 milhões de participantes profissionais entre lojistas, distribuidores, atacadistas e varejistas) no Brasil.

Porquê feira dá certo no Brasil?
• Somos um país continental;
• O evento reúne todas as pontas: empresa, fornecedores, clientes e público consumidor;
• É a oportunidade de se observar o produto com a noção do conjunto, não isoladamente, e ainda avaliar as tendências.
• Visitante e expositor se exercitam no que está acontecendo no mercado;
• O brasileiro não dispensa o olho no olho. É próprio da nossa latinidade querer o contato pessoal com o cliente e/ou fornecedor;
• Falamos um só idioma de Norte a Sul do País;
• O principal point de feiras, a capital paulista, já ganhou prêmio pela sua amabilidade e por ser hospitaleira, ao concorrer com outros destinos das Américas.

Por que as feiras são importantes para as Cidades?
• Movimentam um amplo mercado de prestadores de serviços nas feiras;
• Colaboram na geração de postos de trabalho em mais de 50 diferentes atividades de serviços, antes, durante e depois das feiras de negócios;
• Mobilizam um verdadeiro exército de profissionais (recepcionistas, vendedores, relações públicas, etc);
• Geram fluxo turístico e movimentam empresas de receptivo que atuam fora dos pavilhões (hotéis, cias aéreas, agências de viagens, restaurantes, etc.), com ganho para a comunidade;
• Geram impostos e receitas de serviços para governos e as empresas em cada segmento.

Principais Tipos de Feiras

MUNDIAL: Feiras itinerantes que se realizam alternadamente pelos continentes havendo disputa entre os países pela captação. Estes eventos deverão obrigatoriamente seguir as características relativas ao item feiras de caráter internacional, além de efetivo apoio de órgãos oficiais envolvidos com as atividades do sistema expositor.

Elas podem ter cunho institucional, comercial, cultural ou mista.

INTERNACIONAL: Feiras profissionais que representam segmentos econômicos específicos com ou sem parcerias de entidades nacionais e internacionais que representam os setores.

Ações promocionais que envolvam o Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior – MDIC, Ministério das Relações Exteriores-MRE, Câmaras de Comércio Bilaterais, veículos internacionais que tenham credibilidade no mercado setorial, e de interesse geral, a serem apresentados à Seção de Promoção Comercial do MDIC, devendo ser comprovadas junto ao Ministério ou a órgãos delegados. Os materiais promocionais destas feiras deverão ser impressos no mínimo em três línguas.

Feiras Nacionais e Feiras Regionais
Esta categoria de Feira abrange a maioria das Feiras Comerciais. Embora pequenas, elas podem ser importantes em seus respectivos campos, pois incluem, frequentemente, mostras altamente especializadas. Em geral, tais eventos acham-se limitados a visitantes profissionais e, em muitas exibições regionais, estão destinados especificamente a varejistas.

Para empresas já estabelecidas no mercado, as Feiras Nacionais e Regionais podem ser meios importantes para estender o comércio a todos os níveis ou reforçar o esquema de distribuição. Em alguns campos, elas são fundamentais para a introdução de novas linhas no comércio varejista.

Obs: Uma Feira Regional pode ter cunho internacional.

Por Armando de Arruda Pereira de Campos Mello, Presidente Executivo da UBRAFE

https://ubrafe.org.br/noticias/detalhes/24727/voce-quer-dinheiro-no...

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 25

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

© 2019   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço