Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

A marca de camisetas Tks propõe o consumo social e ações de combate à exploração infantil

O obrigado vem na frente. Invertendo a lógica, a palavra de agradecimento é o princípio de quem oferta generosidade e solidariedade e recebe sorrisos traduzidos na mais pura manifestação de felicidade e gratidão. Assim se estabelece a conexão que inspirou a criação da marca de camisetas Tks. A abreviatura de thanks - obrigado em inglês - é extensa no desejo de fazer da moda ferramenta capaz de elaborar histórias de vida com o viés da cidadania. Na prática, cada camiseta comercializada gera a doação de outra que chega a uma criança em situação de risco e vulnerabilidade social.   

A marca nascida em janeiro deste ano vai muito além de criar e vender camisetas de algodão com modelagens que acompanham tendências, cores diversas e estampas exclusivas.  Mais que vestir - na literalidade do verbo que cobre o corpo - as t-shirts que custam entre R$ 54,90 e R$ 59,90 (disponibilizadas na loja virtual) colaboram para trajar direitos na forma de assistência médica, social, odontológica e jurídica. Serviços que estendem dignidade para crianças inseridas em realidades que as expõem à exploração sexual e ao trabalho ilegal. 

A costura da moda com a proposta solidária foi idealizada pela advogada Sara Thaiz Máximo, 27 anos.  Mestre no Combate ao Trabalho Infantil Internacional pela universidade portuguesa de Coimbra, ela encontrou estímulo em uma marca do e-commerce americano. "Pensei em fazer algo a mais, usando meus conhecimentos da advocacia para promover cidadania... Veio a inspiração e logo coloquei no papel", conta.  A ela uniu-se o amigo e jornalista Ricardo Oliveira, de 26 anos, abraçando o ideal de propagar o movimento que vem contagiando adeptos, voluntários e parceiros em torno da causa.  "O desafio de acreditar em e-commerce de moda no Brasil é grande e apostar em um modelo de negócio que vai de encontro ao ciclo viciado de lucros e ambição extrema faz desse desafio algo ainda maior", enfatiza.

Dia do Obrigado

A primeira ação social da Tks aconteceu em janeiro, no município paraibano de Sapé,  oficializando o Dia do Obrigado. A escolha da cidade foi embasada em registros formais que assinalam altos índices de exploração sexual infantil.  Mais de 45 voluntários participaram das ações assistenciais e de conscientização contra os abusos à infância. Os benefícios dos serviços também chegaram a adultos da localidade.Um total de 70 crianças da comunidade Cuba recebeu a doação de uma camiseta do projeto solidário. A atividade envolveu instituições governamentais como o Ministério Público, Ministério do Trabalho através do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) e Conselho Tutelar. "Foi uma oportunidade de inserção social e cidadania retribuída com sorrisos", comemora Sara.

Para a iniciativa que não esbarra em fronteiras, a segunda ação está em fase de planejamento e deve acontecer no mês de agosto. "Nosso ideal é ampliar o raio de atuação. Começamos pela Paraíba, nosso seio, mas não temos limites territoriais. A intenção da Tks é ser global", afirma a advogada cheia de otimismo. Agora, a empresa trabalha na consolidação de novas parcerias que somem apoios nas intervenções sociais e no comércio das camisetas. Quanto mais gente grata e feliz, melhor.

Serviço

Tks - http://tkscamisetas.com.br/

No Face: https://www.facebook.com/tkstshirts?bookmark_t=page

https://www.youtube.com/watch?v=MRE0_iXQrzQ&feature=player_embe...

Exibições: 341

Responder esta

Respostas a este tópico

Quanto ao conceito da gurizada, FANTASTICO.

Camisetas "vestindo sorrizo" e um jargao que me aborrece um pouco, dado a situcao tipo HIENA da industia textil"

Como a HIENA, andando (1) comendo as nossas proprias feses, (2) fazendo amor uma vez por ano, (3) mas RINDO. Rindo que que? SdM

Responder à discussão

RSS

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço