Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

As bainhas dos jeans estão a ter lugar de destaque na lista de tendências de street style no arranque desta estação quente. Tudo começou com a Marques’Almeida, há cinco anos e, este ano, a Vêtements reavivou a memória aos mais esquecidos. Desfiadas, cortadas, sem costuras. É na ponta dos jeans que tudo começa.

As bainhas tendem a subir e a descer ao sabor do rasgo criativo de designers e marcas. Todavia, agora, as bainhas estão a desaparecer completamente do horizonte dos jeans.

Marques'Almeida

A aversão às bainhas começou com o grunge dos anos 1990 e, há cinco anos, a dupla nacional Marques’Almeida voltou a fazer soar os alarmes das costuras, encaminhando para a passerelle a sua abordagem crua ao denim e mostrando o seu comprometimento com os jeans, saias, tops e vestidos desfiados.

E, se numa fase inicial estas peças eram destinadas quase em exclusivo aos guarda-roupas de trendsetters e adotantes precoces de tendências de moda, atualmente a renúncia às bainhas alcançou o mainstream.

d915fee37a94c8b1a5db6b45f1eb7188novembre-magazine-vetements-frayed-denim-odd-hem-jeans-python-boots-oracle-foxDepois da Marques’Almeida, vieram a Vêtements (ver Lições da fila A), Stella McCartney, Rachel Comey e Topshop – e, atualmente, nenhuma galeria de street style está imune.

Donna Ida Thornton, fundadora da boutique de denim Donna Ida, considera que este género de look poderá muito bem ter nascido da necessidade de personalização dos jeans, que está a ganhar popularidade na atualidade da moda. «A primavera-verão de 2016 é sobre denim influenciado pelos anos 60 e 70, por isso, é sobre bainhas desfiadas», explicou ao The Guardian. «Temos visto um aumento na personalização com o desgaste, manchas, rasgões e bainhas desfiadas», apontou Thornton.

A stylist do The Guardian, Melanie Wilkinson, aconselha um modelo um pouco acima do tornozelo – que pode ser comprado já pronto ou ser personalizado em casa (aproveitando um par de jeans que more no armário) – para estrategicamente mostrar a dose certa de pele e o calçado ser colocado em destaque. «Pessoalmente, gosto do contraste do denim bruto com um clássico par Manolo Blahnik», confessou Wilkinson.

 


Fonte: The Guardian 
Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 581

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço