Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

África, listras e transparências são aposta para a moda da rua no verão |G1.globo.com|

Claudia Silveira
Do G1, em São Paulo

As estampas de zebra, de girafa e de oncinha, as listras horizontais ou verticais, os florais e as transparências são algumas das apostas dos confeccionistas de sete estados brasileiros para a moda na temporada primavera/verão 2010. Eles estão reunidos na 37ª edição do Encontro da Moda Feminina, que termina nesta sexta-feira (3), em São Paulo, e volta as atenções para os donos de butiques, de lojas de roupas de shopping e de magazines de todo o Brasil.

“O evento tem o fashion, mas o nosso alvo é o business mesmo, é o negócio”, diz Sarah Vaintraub, diretora do encontro. Segundo ela, o que os 120 expositores apresentam é uma amostra do que vai estar nas vitrines de todo o país e, consequentemente, é o que vai ser consumido por quem desfila a moda do dia-a-dia, das ruas. “É o consumo da classe média”, complementa ela.

Como costumam produzir uma moda mais conservadora, que venda com facilidade em todo o Brasil, os confeccionistas não apostaram no brilho para o dia, uma das tendências que despontaram na São Paulo Fashion Week, a semana de moda paulistana. No encontro, o brilho só aparece mesmo nas roupas de festa.

Por outro lado, as modelagens amplas, as transparências e os tons de nude aparecem tanto na coleção dos confeccionistas quanto nas peças de alguns estilistas que desfilaram suas criações na última edição da SPFW, em junho.

Modelagem ampla

As modelagens amplas e confortáveis compõem boa parte da coleção de primavera e verão da Carmurana, de Santa Catarina. Roupas folgadas e fluidas aparecem em várias outras confecções presentes na feira de moda e mostram que o conforto dita a moda no verão.

A estilista da Carmurana, Sâmia Michelin Locatelli, conta que também investiu em aplicações manuais, bordados, listras e no xadrez em cores suaves. A transparência parcial nos tecidos é conseguida com a técnica devorê.

Sâmia explica que uma substância química é aplicada no tecido e corrói as fibras do algodão ou do linho, por exemplo. O que fica é a fibra sintética. O resultado é uma área tão fininha que fica transparente. “Não é a transparência na peça toda, mas em detalhes”, diz a estilista.

A leveza do verão também estará no nude, em tons que lembram os diversos tons de pele. Essa é uma das principais novidades da próxima temporada, e muitos dos confeccionistas que expuseram suas coleções na feira apostaram na tendência.

Uma das araras da marca mineira Gloss foi dedicada a peças em tons que iam do areia ao rosa pastel, passando pelo bege. “Pelas pesquisas que fizemos em viagens e em revistas de moda do exterior, vimos que o nude viria bem forte no verão. Como é uma cor discreta, é fácil de conquistar o mercado”, conta Juliana Caldeira, estilista da marca.

O Encontro de Moda Feminina é exclusivo para lojistas e acontece no Shopping Frei Caneca, na região central de São Paulo.

Exibições: 59

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço