Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XV

Empresas brasileiras perdem R$ 213 bi em valor de mercado no ano

 

 

Empresas brasileiras perdem R$ 213 bi em valor de mercado no ano

Publicidade

DE SÃO PAULO

 

FSP

Atualizado às 13h24.

As empresas brasileiras de capital aberto perderam R$ 213,5 bilhões em valor de mercado em 2011, afirma estudo da consultoria Economática.

De acordo com os números, as ações das 323 empresas analisadas valiam R$ 2,21 trilhões na terça-feira (27), contra R$ 2,42 trilhões em dezembro de 2010. A conta considera a adição dos IPOs (ofertas iniciais de ações) ocorridos neste ano.

Apesar disso, sete entre os 23 setores da Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) tiveram aumento no valor de mercado em 2011.

O setor com maior valorização no preço das ações foi o de Alimentos e Bebidas com R$ 48,8 bilhões, com destaque para a AmBev, que registrou o maior crescimento entre todas as empresas listadas --R$ 41,5 bilhões.

A segunda colocação ficou com o setor de Energia Elétrica. O setor possuía valor de mercado de R$ 211,1 bilhões em 27 de dezembro, contra R$ 183,1 bilhões no ano passado.

Os outros setores que registraram crescimento foram Telecomunicações, Software e Dados, Química, Têxtil e Outras atividades relacionadas a investimentos financeiros.

Na outra ponta, o setor com a maior queda de valor foi o de Petróleo e Gás, que perdeu R$ 96,8 bilhões neste ano. A Petrobras foi a principal influência negativa, com redução de R$ 78,9 bilhões no período analisado --a maior entre as empresa listadas.

Veja as empresas que tiveram as maiores altas e quedas de valor de mercado em 2011:

-

ALTAS

  1. AmBev - ganhou R$ 41,5 bilhões (valor de mercado de R$ 185,8 bi em 27/12)
  2. TIM - R$ 8,4 bilhões (R$ 23,1 bilhões)
  3. BRFoods - R$ 8,1 bilhões (R$ 31,9 bilhões)
  4. Cielo - R$ 7,7 bilhões (R$ 26,0 bilhões)
  5. Souza Cruz - R$ 7,5 bilhões (R$ 35,2 bilhões)
  6. Valefert - R$ 5,7 bilhões (R$ 14,2 bilhões)
  7. CPFL Energia - R$ 5,7 bilhões (R$ 25,5 bilhões)
  8. Redecard - R$ 5,3 bilhões (R$ 19,4 bilhões)
  9. Telemar N L - R$ 4,9 bilhões (R$ 17,3 bilhões)
  10. Cemig - R$ 4,5 bilhões (R$ 21,0 bilhões)

-

QUEDAS

  1. Petrobras - perdeu R$ 79,0 bilhões (valor de mercado de R$ 301,3 bi em 27/12)
  2. Vale - R$ 68,9 bilhões (R$ 206,1 bilhões)
  3. Santander - R$ 26,4 bilhões (R$ 60,0 bilhões)
  4. Banco do Brasil - R$ 21,1 bilhões (R$ 68,8 bilhões)
  5. OGX - R$ 19,4 bilhões (R$ 45,3 bilhões)
  6. Itaú Unibanco - R$ 18,3 bilhões (R$ 141,4 bilhões)
  7. CSN - R$ 16,7 bilhões (R$ 22,2 bilhões)
  8. Gerdau - R$ 7,2 bilhões (R$ 23,9 bilhões)
  9. Usiminas - R$ 6,8 bilhões (R$ 13,2 bilhões)
  10. Hypermarcas - R$ 6,8 bilhões (R$ 5,6 bilhões)

Exibições: 66

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XV para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XV

© 2022   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço