Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

Empresas criam adesivos de “DNA”para ajudar polícia a prender ladrões

Sistemas "invisíveis" de marcação são praticamente impossíveis de remover



 

15022011 Empresas criam adesivos de “DNA”.jpg
O SelectaDNA é invisível à luz normal, mas brilha à ultravioleta


Duas empresas britânicas encontraram um jeito de ajudar comerciantes, como sucateiros e donos de lojas de penhor, a identificar  objetos vendidos a eles foram roubados (e de quem) para que possam informar à polícia. Os métodos também podem ser usados para marcar bens valiosos e deter ladrões. 

A Selectamark Security Systems e a SmartWater Technology criaram diferentes sistemas invisíveis de marcação para resolver o problema e ajudar pessoas e companhias de todos os tamanhos a proteger seus bens de roubo. 

A Selectamark criou uma fita adesiva transparente, o SelectaDNA, que pode ser pintada em objetos que são alvos de bandidos, e que é virtualmente impossível de remover. A fita tem minúsculos micro pontos embutidos em uma liga de níquel ou poliéster. Ela é invisível à luz normal mas brilha sob a ultravioleta. 

Além disso, os códigos e o telefone da empresa impressos nesses micro pontos podem ser lidos em um microscópio. Para garantir segurança adicional, o substrato inclui pequenos trechos de DNA sintético, que são únicos para cada lote de fitas.

Esses códigos são armazenados, junto com detalhes do cliente, em um banco de dados da Selectamark, para que mesmo uma pequena amostra da fita possa ser usada para identificar o dono do objeto. A fita também contém sinais de alerta que ajudam a impedir o roubo. 

A fita adesiva transparente da SmartWater é parecida com da Selectamark. A diferença é que usa micro pontos de celuloides (materiais usados na confecção de filmes, por exemplo) impressos com um código que identifica o dono do metal e o telefone da empresa. Esses micro pontos também podem ser lidos em um microscópio, para que a SmartWater possa determinar se os bens foram roubados ou vendidos de forma legal. 

A fita adesiva é quase impossível de ser limpa, mas pode ser queimada. Por isso, a empresa acrescentou uma mistura de dezenas de compostos de metais raros, que chamou de DNA sintético, capaz de sobreviver ao fogo e a tentativas de remoção. Se a polícia ou o comerciante suspeitarem que o objeto foi roubado, ela pode ser examinada no laboratório da empresa, que é capaz de identificar o dono do objeto. 

As duas empresas também vendem kits de spray que podem ser instalados perto de bens valiosos ou em cima das portas de estabelecimentos comerciais. Os dois são acionados por sensores de movimento ou por um botão pressionado por um vendedor que joga o spray nos ladrões. A substância entra nos poros e nas rugas da pele e é impossível de ser removida por vários dias, permitindo à polícia identificá-la no ladrão. 
A escassez mundial de alguns metais significa que há uma incidência crescente no roubo de objetos como cabos elétricos, cabos telefônicos, tampas de esgoto, semáforos e tubulação industrial. Só no condado das West Midlands, no Reino Unido, por exemplo, cerca de 1.500 trens foram atrasados ou cancelados em um ano e meio por causa de roubos de cabos de sinalização das ferrovias. 

O porta-voz da polícia de transporte britânica, Paulo Crowther, diz que o roubo de metais é o segundo maior ameaça à infraestrutura do país, atrás apenas do terrorismo. 

 

 

FONTE: http://www.jornalfloripa.com.br/Tecnologia/index1.php?pg=verjornalf...



 

Exibições: 65

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XVI

© 2024   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço