Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Seus problemas acabaram, e não é por conta dos inventos das Organizações Tabajara não!

 

É a nova onda, que pode se tornar uma tendência. Por ser demasiadamente interessante pegou e está sendo usada em larga escala.

 

Fiz uma pesquisa na internet, parece que não é invenção nossa, mas pode muito bem receber nossas cores.

 

Pela contundência, revirei escritos e peças atribuídas à Shakespeare, imaginando que este poderia ser o autor.

 

Afinal, como célebre criador de “to be, or not to be”, poderia também ter cunhado essa obra-prima.

 

Um verdadeiro canivete suíço, quebra todos os galhos, tira-o de enrascadas e preserva sua imagem.

 

Não é necessário perícia, treinamento, nem qualquer conhecimento para uso.

 

De acordo com amigos, em algumas situações, tem mais força que leis.

 

Pode ser usada isoladamente, mas se acompanhada de expressões de espanto deixa seu interlocutor sem ação e, não raro, estes não só lhe pedem desculpas pela interpelação, como chegam a assumir a culpa.

 

É um argumento mais contundente do que aquele usado pelo sujeito que disparou um revolver, feriu o vizinho e dizia ao delegado: - Doutor, revolver não mata. Quem mata é a bala. O revolver é meu, mas a bala que o acertou não!

 

Pode ser usado com seu chefe em situações em que você, atarefado ou desleixado, deixou de fazer o recolhimento dos impostos e a empresa agora terá que arcar com uma multa de vinte por cento.

 

Outra possibilidade é quando uma auditoria descobre que todos os seus comandados estão, há dez anos, desviando dinheiro da tesouraria, da qual você é responsável.

 

A situação vai envolver uma investigação, você será questionado por policiais, pelo delegado, talvez  tenha que responder um processo, mas a questão pode ser resolvida de uma forma muito simples.

 

Você simplesmente responde: Eu não sabia!

 

Não esqueça a cara de espanto.

 

Uma noite, reunimos alguns amigos para um lanche e duas pessoas pediram suco de laranja natural.

 

No primeiro gole perceberam que, não só tinha açúcar, mas muito açúcar. A pessoa que nos atendeu disse: - Nosso suco de laranja natural é servido com açúcar.

O pessoal indignado tentou explicar que se era natural não deveria levar açúcar. Impossível convencê-la.

Descontentes com a resposta, resolveram chamar o gerente para entender porque “natural deveria ser com açúcar”.

 

O gerente, sem entender toda aquela agitação, disse: Não, se é natural não leva açúcar.

 

O pessoal insistia: - Por favor, chame sua funcionária e explique a ela que se é natural não leva açúcar.

 

Após alguns minutos de palestra, a garota olhou para o chefe com cara de espanto e respondeu: - Eu não sabia!

 

Hoje eu acredito que ninjas existem. Ploft, ele desapareceu no meio da fumaça e nem nos pediu desculpas.

 

Sabe aquela situação em que o feijão está torrando na panela, a água secou, a casa está impregnada pelo cheiro, você entra voando na cozinha, apaga o fogo, antes que tudo vá pelos ares, e vê todos os seus filhos, na maior zoeira, em volta da mesa, sem se dar conta do ocorrido, e tolamente faz a pergunta: - Por que não apagaram o fogo, a panela estava a ponto de derreter?

 

Eles olham para você como se tivessem visto um ET e respondem: - A gente não sabia!

 

Lá no fundo de sua mente uma frase fica martelando: A culpa é minha!

 

Ivan Postigo

Diretor de Gestão Empresarial

Articulista, Escritor, Palestrante

Postigo Consultoria Comunicação e Gestão

Fones (11) 4526 1197 / (11) 9645 4652

www.postigoconsultoria.com.br

Twitter: @ivanpostigo

Skype: ivan.postigo

 

Rodrigo Postigo, Editor chefe e apresentador, traz o maravilhoso mundo da engenharia até você na TV FACENS.

Veja os vídeos no site www.tvfacens.com.br

Assista, envie suas dúvidas, participe.

Exibições: 107

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Comentário de Gustavo Pereira dos Santos em 24 agosto 2011 às 8:52

-Eu não sabia!

É a frase mais falada pelos idiotas de plantão.

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço