Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Ipem e Procon fiscalizam produtos mais comercializados para o Dia das Mães durante “Operação Sempre Bela”

Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem-SP) e Fundação Procon-SP, órgãos vinculados à Secretaria de Justiça, atuarão juntos na “Operação Sempre Bela”, que vai fiscalizar 90 lotes de produtos cosméticos, de higiene e têxteis, já coletados em importadoras e lojas especializadas. A ação acontece na próxima segunda-feira (2/5), das 8h30 às 14h.

Os produtos serão examinados nos oito laboratórios do Ipem nas cidades de Bauru, Campinas, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, São Carlos, São José dos Campos, São José do Rio Preto e capital para verificar se o conteúdo dos itens cosméticos e de higiene, como produtos destinados ao corpo, mãos, face, perfumes, maquiagem, dentre outros, é o mesmo que o indicado na embalagem. Em relação aos produtos têxteis, os fiscais checarão as medidas de toalhas de mesa e banho, panos de prato, lençóis sem elástico, fronhas, mantas, etc.

Nos laboratórios da Capital, Presidente Prudente e São José dos Campos, técnicos do Procon farão exames para verificar também se a qualidade da informação prestada pelos fornecedores ao consumidor na embalagem dos produtos está correta e adequada. Neste caso, as empresas podem ser autuadas e responder a processo administrativo.

Caso sejam encontradas irregularidades pelo Ipem-SP, a empresa é autuada e tem 10 dias para apresentar a defesa ao instituto. A multa varia de R$ 100 a R$ 50 mil, dobrando na reincidência. Se o comerciante não apresentou nota fiscal do produto, ele assume total responsabilidade sobre possíveis erros.

O superintendente do instituto, Fabiano Marques de Paula, comenta o motivo da operação. “Ipem e Procon estão unidos nessa ação especial para garantir que os presentes de Dia das Mães estejam corretos tanto em relação à informação quanto à quantidade de produto. Ao final, divulgamos o resultado das empresas irregulares para que o consumidor fique atento e possa fazer suas compras com mais tranqüilidade”.

 

 

FONTE: http://www.diariotaubate.com.br/display.php?id=22678

Exibições: 83

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Comentário de Textile Industry em 30 abril 2011 às 15:55

Carreata do Imep leva orientações aos consumidores

No próximo dia 2 de maio o Instituto de Metrologia do Pará (Imep) dará início à Operação Dia das Mães, que terá como alvo de fiscalização os produtos têxteis. Segundo o presidente do órgão, Luiziel Guedes, a escolha por esse artigo se deve ao fato de estarem entre os itens mais procurados nessa data. "É muito comum os filhos presentearem suas mães com roupas. E o Imep, que faz um trabalho de proteção que o consumidor quase não vê, quer garantir que ninguém leve gato por lebre", argumenta.

Para divulgar a operação, o Instituto promoveu, neste sábado, 30, uma carreata pelas principais ruas do centro da cidade. Com o apoio de um mini trio elétrico, o órgão levou ao público em geral uma série de orientações sobre o que observar na hora de comprar uma peça de vestuário. "Queremos que o consumidor seja parceiro do Imep, repassando essas orientações e denunciando sempre que encontrar irregularidades. Essa consciência é que vai evitar que ele seja ludibriado", explica Guedes.

A carreata percorreu os bairros de São Brás, Nazaré e Comércio, passando pela avenida Almirante Barroso, Governador José Malcher, Doca de Souza Franco, Boulevard Castilhos França, 15 de Novembro, Portugal, 13 de Maio, Presidente Vargas, Padre Eutíquio, Manoel Barata, Nazaré, Gentil e Magalhães Barata.

O Imep alerta o consumidor para que adote alguns cuidados na hora da compra. Observe os seguintes aspectos:

- Se na etiqueta há o nome do fabricante e a identificação fiscal, além do local de fabricação.

- Se a roupa for importada verifique onde foi fabricada e a identificação fiscal do importador.

- A etiqueta deve informar a composição têxtil do tecido, como conservar melhor a roupa e o tamanho da roupa.

Essas informações evitam danos a saúde do consumidor, além de protegê-lo de eventuais prejuízos na aquisição de fibras comercialmente inferiores a preços abusivos. Se o consumidor observar qualquer uma dessas irregularidades nos produtos têxteis, deve entrar em contato com o Imep através do telefone (91) 3246-2404.

Fonte:|agenciapara.com.br|

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço