Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Juro do cheque especial de julho é o maior desde 1999, diz BC

Juro do cheque especial de julho é o maior desde 1999, diz BC

Por InfoMoney

SÃO PAULO – A taxa de juro do cheque especial atingiu, em julho deste ano, o maior patamar desde abril de 1999.

Dados da Nota de Política Monetária e Operações de Crédito, divulgada nesta quarta-feira (24) pelo Banco Central, mostraram que, no mês passado, a taxa de juro da modalidade ficou em 188% ao ano (9,22% ao mês). No mês de abril de 1999, ela estava em 193,65% (9,39% ao mês).

É importante lembrar que as taxas desta modalidade variam - e muito - de banco para banco, o que faz com que o gasto com juros seja muito diferente no uso do cheque especial.

Número de dias no vermelho

Mesmo com a taxa de juro elevada, o brasileiro passa mais de dois terços do mês com a conta no vermelho.

De acordo com os dados do Banco Central, os usuários de conta-corrente permaneceram, em média, 22 dias utilizando o limite de cheque especial disponibilizado pelo banco no mês passado.

Descontrole

Uma grande parcela dos brasileiros ainda usa o cheque especial para fechar as contas ao final do mês, mesmo com os altos juros e havendo outras alternativas disponíveis.

Muitos consideram o limite do cheque especial parte da renda, o que pode acabar levando ao descontrole e, consequentemente, à inadimplência.

Especialistas ressaltam que as menores taxas costumam estar disponíveis para clientes de alta renda. Mesmo assim, só se deve recorrer ao cheque especial quando não houver outra saída.

Saindo das dívidas

Para quem já possui dívidas no cheque especial, o empréstimo consignado ou crédito pessoal podem ser formas de “trocar a dívida cara por uma mais barata”, com taxa de juros menores.

Quem fizer essa opção deve analisar com atenção o contrato feito com o banco e o valor da taxa cobrada pelo empréstimo.

Outra forma de evitar novos problemas é pedir que a instituição cancele essa linha de crédito, encerrando o limite do cheque especial. Para isso, porém, é necessário que o cliente negocie seus débitos atuais com a instituição financeira.

 

Exibições: 48

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço