Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Música de protesto e reforma trabalhista marcam abertura do Fórum Nacional ( Sobre competitividade)

Comentário: Negritos  meus

Autor(es): Por Chico Santos | Do Rio
Valor Econômico - 15/05/2012
 

Aberto ontem com um minisshow da cantora Soraia Moraes interpretando clássicos socialmente engajados como "Gente Humilde" (Garoto, Vinícius de Moraes e Chico Buarque), "Que País é Esse?" (Renato Russo) e "Pra não Dizer Que Não Falei de Flores" (Geraldo Vandré), o primeiro dia do Fórum Nacional teve na sequência vozes de empresários pedindo a reforma trabalhista como uma das medidas para aumentar a competitividade da economia brasileira.

O presidente do grupo Odebrecht, Marcelo Odebrecht, pediu a repactuação das relações de trabalho como forma de ampliar a renda, remunerar a produtividade e a meritocracia e de dar mais eficiência aos encargos e tributos sobre o trabalho. Segundo o presidente da Siemens Brasil, Paulo Stark, o custo de mão de obra na indústria de transformação brasileira representa 32,4% do custo total, parcela superior à verificada em outros 34 países desenvolvidos e emergentes analisados pelo Bureau of Labor Statistics (BLS) dos Estados Unidos.

"O empresário não se incomoda em pagar mais para o trabalhador, mas pagar mais para render mais", afirmou Odebrecht durante palestra na qual procurou demonstrar que o Brasil está sofrendo apenas de forma relativa e localizada (na indústria) os efeitos da crise internacional e que a verdadeira crise, ainda por vir, será a da produtividade, que ele chamou de "a "mãe" de todas as crises".

Tanto Odebrecht como Stark mostraram indicadores segundo os quais o Brasil tem sérios problemas de competitividade decorrentes, principalmente, da infraestrutura deficiente, da má qualidade da educação e da falta de reformas estruturais, como a trabalhista e a tributária. Segundo afirmou Odebrecht, em uma escala de 1 a 7, a qualidade da infraestrutura brasileira fica em 3,6, abaixo de vários países latino-americanos como Colômbia (3,7), Argentina (3,7), México (4,0) e Chile (4,7).

Na qualidade das rodovia, o índice brasileiro é de 2,8, diante de 2,9 da Colômbia, 3,2 do Peru e da Argentina, 4,3 do México, e 5,7 do Chile, para ficar apenas com os países da região. Os dados são do Fórum Econômico Mundial. A escolaridade média no Brasil (7,2 anos) também perde para a de todos os países citados enquanto na qualidade do ensino o país, com nota 3, fica à frente apenas do Peru (2,6).

O presidente da Siemens Brasil mostrou que além da mão de obra industrial mais cara, o Brasil tem o segundo maior custo de energia elétrica, carga tributária de 40,3% do Produto Interno Bruto (PIB), e custos de logística correspondentes a 20% do PIB. Os dois empresários reconheceram os esforços que vêm sendo feitos pelo governo no ataque a outros obstáculos ao desenvolvimento industrial, como os juros elevados e o câmbio sobrevalorizado.

O Fórum Nacional deste ano, que tem como temática central "Rumo ao Brasil Desenvolvido (em duas ou três décadas)", enfatizou também no seu primeiro dia de palestras a necessidade de investimentos em inovação como forma de promover o salto de qualidade na produção necessário à mudança de patamar de desenvolvimento.

O presidente do BNDES, Luciano Coutinho, ressaltou que mesmo setores de bens de capital considerados mais tradicionais, como a indústria cimenteira, por exemplo, serão fortemente afetados pelos avanços tecnológicos e precisam estar preparados para eles. O ex-ministro da Infraestrutura (governo Fernando Collor) Ozires Silva, hoje reitor da Unimonte (Santos), disse que o Brasil enfrenta "uma dificuldade enorme" de transformar em produto comercialmente atrativo o resultado de uma pesquisa arquivado nas prateleiras de uma universidade

Exibições: 69

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

© 2022   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço