Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

O Brasil vai descobrindo neste inverno que multidões indignadas fazem milagres

O enterro sem choro nem vela da PEC 37, decretado pela Câmara nesta terça-feira por 430 votos contra 9, confirmou que multidão indignada faz milagre. Faz até deputado brasileiro criar juízo, constatou o comentário de 1 minuto para o site de VEJA. Quando junho começou, os vigaristas que infestam e controlam a Casa dos Horrores estavam prontos para aprovar a proposta de emenda constitucional que proibiria o Ministério Público de promover investigações criminais. Antes que o mês chegasse ao fim, a patifaria foi sepultada em cova rasa.

Surpreendidos pelos atos de protesto que incluíram a rejeição da PEC 37 entre as bandeiras da revolta das ruas, os arquitetos da trama primeiro tentaram empurrar a votação para agosto. Até lá, imaginaram, os manifestantes teriam desistido de combater a corrupção impune. Erraram feio. O truque serviu apenas para aproximar a temperatura do ponto de combustão. Só então os conspiradores acharam sensato curvar-se  à vontade de incontáveis brasileiros exaustos de truques e tapeações.

A PEC 37 pretendia punir o Ministério Público não por seus defeitos, mas por suas virtudes. Foi concebida não para inibir eventuais excessos cometidos por promotores e procuradores, mas para impedi-los de obstruir caminhos que levam para longe da cadeia a bandidagem cinco estrelas. Precedida pela revogação do aumento das tarifas do transporte público, a capitulação  da turma que reduziu o Congresso a um clube dos cafajestes ensina que reivindicações nascidas na internet só vingam se ratificadas pela voz das ruas.

O abaixo-assinado virtual que protestava contra a volta de Renan Calheiros à presidência do Senado foi subscrito por mais de 1,5 milhão de eleitores. Deu em nada. Menos de 50 mil na porta do Congresso bastaram para enterrar a PEC da Impunidade (além de fazer um bando de indolentes trabalhar como nunca e, num caso exemplar de suicídio induzido, aprovar a toque de caixa um projeto que conferiu à corrupção status de crime hediondo. Se a coisa tivesse efeito retroativo, o Senado e a Câmara ficariam desertos). Quantos manifestantes serão necessários para obrigar Renan a renunciar ao cargo? Logo saberemos.

Também saberemos em breve se a ofensiva até aqui bem sucedida conseguirá livrar-se dos baderneiros, manter o vigor, encontrar alguma forma de organização e não perder o rumo. Caso se dê a favorável conjunção dos astros, a instauração de uma CPI da Copa se tornará questão de tempo, o Maracanã escapará das mãos dos eikes batistas, o STF tratará de acelerar o julgamento do mensalão e os ministros recém-chegados não ousarão socorrer quadrilheiros condenados à prisão. Fora o resto.

O que já ocorreu é suficiente para que o inverno de 2013 seja lembrado como a estação das descobertas essenciais. Primeiro, os brasileiros descobriram que pagam todas as contas e são tungados há anos. Depois descobriram que o Brasil Maravilha só existe num palanque ambulante e na cabeça habitada por um neurônio solitário. Descobriram em seguida que Lula, Dilma e o PT são campeões de popularidade apenas entre donos de institutos de pesquisa, e que o exército de milicianos decididos a morrer pelo PT só é capaz de matar de rir.

Por falta de partidos que os representassem, descobriram também que poderiam ser seus próprios porta-vozes. Vão descobrindo agora que, num regime democrático, o Executivo, o Legislativo e o Judiciário não podem atrever-se a ignorar, subestimar ou sufocar um poder muito maior. O poder que emana do povo.

http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/

Exibições: 306

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Comentário de carlos a. s. sousa em 29 junho 2013 às 20:21

Precisamos protestar "A IMUNIDADE PARLAMENTAR" exigir "FICHA LIMPA" - porque o trabalhador para ganhar uma miséria de salário mínimo (678,00) qdo vai se empregar dele é exigido uma lista interminável de documentos, FOLHA CORRIDA; FOLHA CRIMINAL; e agora nome limpo no SCP, e esta cambada de corrupto para ter a petulância de nos representar não é exigido nada. È por isto que a nossa política Brasileira está cheia de corrupto, aproveitador do cargo público, Temos políticos condenados em processos atuais (ex. MENSALÃO) assumindo cargo de alto escalão. Estão nos fazendo de otários!!!. Isto tem que acabar, precisamos de sangue novo no Congresso, precisamos botar estas "raposas velhas fora" na próxima eleição.

Comentário de Antonio Silverio Paculdino Ferre em 28 junho 2013 às 11:57

Já apareceu um pai!

Comentário de Robson Monterio de Araújo em 28 junho 2013 às 9:32
O povo nao ta parando nao amigo, vamos tambem para as ruas, com vc seremos mais um,
Colocamos mais pessoas na rua que qualquer revolução , nestas ultimas semanas, os discursos dos safados ja mudaram, as atitudes ja mudaram, e quando chegar nas eleições , nao votemos em nenhum deles, para que tentemos colocar gente mais brasileira, e menos olho grande,
Por este motivo acho que devemos votar nulo para que possamos dar mais uma pancada em suas cabeças, e deixa-los inelegíveis por 4 anos, e eleger-mos pessoas que vc possa cobrar de verdade,
Enfim parados e que nao poderíamos mais ficar
Comentário de Robson Monterio de Araújo em 27 junho 2013 às 17:42
Acho que não, temos uma espada sobre nossas cabeças, se o povo parar ela nos decepa
Comentário de Robson Monterio de Araújo em 27 junho 2013 às 12:34
Vamos continuar lutando, conclamo todo povo para unidos, fiquemos de pé ai da mais , ate chegarmos ao nosso objetivo, e de termos um pais para nos povo, porque as mordomias deles, sejam retiradas, e que sejam trabalhadores como nos, nao reis , como pensam que sao , isso acabou,
UM PASSO DE CADA VEZ

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço