Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Tal pai, tal filho: Eliezer e Eike Batista

Neste Bog Textil, fomos o PRIMEIRO em tempos atuais a denunciar a maracutaia dos metais preciosos e semi-preciosos do Brasil. O "TATU DAS UNHAS DE OURO" as trapacas do Eike, seu apadrinhamento com o Lula e o seu projeto mais recente: O de Eleger a Presidencia da Republica um pseudo-lider bem conhecido na Industria Textil com postagens sobre ele periodicamente aqui. Agora sei que o Helio Fernandes, um jornalista investigativo dos mais antigos no Brasil, ja denunciava o Eliezer. E bom lermos para mais uma vez apreciarmos esse Blog Livre, onde ideias e denuncias corajosas sao aqui explorada paralelamente com noticias da industria textil.

Herança de Eike Batista

 
EIKE BATISTA por Hélio Fernandes
 
Hélio Fernandes... Após longa ausência, certamente motivada pelo falecimento de dois filhos, ocorridos no ano passado, e do irmão, Millor Fernandes, ocorrido no mês passado, o decano dos jornalistas brasileiros, nonagenário, finalmente volta a escrever e a nos brindar com suas análises, sempre acuradas e calcada em fatos incontestáveis.

Por Hélio Fernandes - Publicado na Tribuna da Imprensa


Eike Batista: "Paguei meu imposto de renda com um cheque de 670 MILHÕES DE REAIS."
Deve ser verdade. Mas de onde vem essa fortuna, que segundo ele, é a maior do Brasil? Do pai, o melhor do Brasil?

Ninguém duvida, as dúvidas estão todas na sua vida, ou melhor, na vida do pai, que montou sua herança, antes mesmo dele nascer. Ninguém tem uma trilha (que gerou o trilhão) de irregularidades tão grande quando Eliezer Batista. E em toda a minha vida profissional, nunca escrevi tanto e tão vastamente sobre irregularidades, prejuízo ao Brasil, ENRIQUECIMENTO COLOSSAL, quanto sobre Eliezer. E logicamente nem uma vez de forma POSITIVA, sempre naturalmente NEGATIVA.

A partir do "Diário de Notícias" (1956/1962) e depois já na "Tribuna da Imprensa", Eliezer era personagem quase diário.

O roubo das jazidas de manganês do Amapá, assunto exclusivo deste repórter, ninguém participava, Eliezer era tão GENEROSO com os jornalões, como foi depois com o filho. O Brasil era o maior produtor de manganês do mundo. Como era de outros minérios, todos controlados por ele, presidente eterno da Vale.

Eliezer devastou o Amapá, entregou todo o manganês aos americanos, a "preços de banana" (royalties para o presidente dos EUA, Theodore Roosevelt, que inventou essa expressão para identificar os países debaixo do Rio Grande. Isso em 1902).

No Porto de Nova Iorque, os navios que vinham do Brasil com manganês, atracavam lá longe para não provocar comentários. E este repórter dava o número dos navios, os nomes, o total da carga, o miserável preço da venda, EMPOBRECENDO o Brasil, ENRIQUECENDO os "compradores" e o grande VENDEDOR (sem aspas) Eliezer.

Está tudo no arquivo da "Tribuna", fechada por necessidade de silenciar o jornal que contava tudo. Os jornalões, servos, submissos e subservientes, exaltavam as vendas destruidoras, elogiavam o PROGRESSO DO AMAPÁ, por ordem de ELIEZER e da VALE. Diziam: "O Amapá abre estradas, constrói escolas e hospitais, os pobres estão muito mais atendidos e alimentados".

Mistificavam a opinião pública, queriam convencer a todos, que EXPLORAR AS RIQUEZAS do então Território, deixando os milhares de pobres habitantes sem comer, sem morar, sem hospital e escola. Tudo transitório, enquanto ESBURACAVAM todas as terras, EXTRAÍAM o manganês e DOAVAM tudo aos trustes. (Como se chamavam, na época).

Gostaria de reproduzir tudo isso, a corrupção praticada pelo pai, beneficiando e enriquecendo ele mesmo e acumulando para o filho bem-aventurado. (Mas como, o jornal está fechado?
Tenho que ESQUECER essas matérias de 40 e 50 anos, mas a-t-u-a-l-i-z-a-d-í-s-s-i-m-a-s.
Quem nasce Batista se reproduz na riqueza de outro Batista. Só o manganês não se reproduz, dá apenas uma safra.

Mas como Eliezer foi sempre muito PREVIDENTE, controlou todos os minérios, que deixou para o filho, de "papel passado", ou então em indicações DEBAIXO DA TERRA. Mas com os mapas atualizados e do conhecimento APENAS DO FILHO, A MAIOR FORTUNA DO BRASIL, ANTES MESMO DE NASCER.

(O Brasil tem quase a totalidade da produção desses minérios, como tinha do manganês, raríssimos. E como tem do NIÓBIO, ainda mais raro e IMPRESCINDÍVEL, 98 por cento de tudo o que existe no mundo).

Alternando de pai para filho, afinal onde termina Eliezer e começa o Eike? O pai já completamente identificado, mesmo com presidente, "DONO" da Vale, embora já carregasse como propriedade pessoal a ICOMI, fundada para concorrer com a própria Vale. Utilizando a ESTATAL para produzir lucros PARTICULARES.

***

PS - O filho Eike nasceu rico e poderoso. Se descuidou, foi preso em casa pela Polícia Federal. Seguiu a receita de Daniel Dantas, "só tenho medo da Polícia, lá em cima, eu resolvo", resolveu. Ninguém sabe onde está a conclusão do ato de prisão.

PS2 - Para o HOMEM MAIS RICO DO BRASIL SER PRESO, é necessário que a acusação esteja fundamentada. ESTAVA. Mas as providências, LÁ DE CIMA, também ESTAVAM.

PS3 -  Eike "funda" empresas que provocam notícias e permitem a concessão de favores. Nem é pelo lucro, e sim para exibição.

PS4 - Fora a herança "que meu pai me deixou", abriu ou comprou restaurantes, hotéis, espalhou, através dos amestrados, "estou DESPOLUINDO a Lagoa Rodrigo de Freitas". Continua a mesma, ninguém conhece a Lagoa como este repórter. Mas as pessoas acreditam na DESPOLUIÇÃO. Ha!Ha!Ha! Não riam, é a tragédia da corrupção.

PS5 - É preciso que alguém obrigue Eike Batista a explicar como se tornou O HOMEM MAIS RICO DO BRASIL. Acho que quem pode fazer isso é a RECEITA FEDERAL.

....E ainda recebeu de lulla a concessão de explorar petróleo em águas rasas na bacia de Campos. A exploração mais onerosa - em águas profundas - fica com a Petrobrás. Isto é Brasil!

Exibições: 766

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Comentário de Sam de Mattos em 6 maio 2013 às 11:23

 

Não creio que a família Batista da Silva deve ser anatematizada. Houveram transações mal explicadas entre o Eike e Lula (seu governo) que não mais são aceitáveis no governo de D. Dilma, Daí a queda de sua subida vertiginosa. Quanto as suas descobertas de Minas Produtivas isso é um desafio ainda não explicado pela lei de probabilidade, pela engenharia de minas e geologia. Corrupção é endêmica no Brasil. E algo, diríamos, quase DNAíca. Em breve os senhores ouvirão alguns tipos de grandes escândalos: (1) Portos; (2) Estaleiros; (3) Terras Raras; (4) Desvio MASSIVO de ouro minerado no Brasil (não retemos 30% desse metal em solo nacional) e finalmente ouvirão sobre o escândalo do (5) Uranio. Mas isso será feito compassadamente. No momento o "crime", a corrupção organizada e politizada, está comandando a situação. Ha uma melhoria nessa área, uma moralização no país. Voces devem ter observado que as nossas “ratazanas” bem conhecidas estão silentes e bem comportadas. A Polícia Federal esta com muito mais latitude de ação do que antes. Toda essa corrupção aumenta o Custo Brasil; aumenta os nossos impostos, segurança de nossos filhos e a nossa capacidade de competição, nos fazendo uma nação vassala e subserviente. A corrupção afeta diretamente a nossa indústria e todo o ciclo econômico de um país - e gera uma nação de analfabetos funcionais. Não é com alegria que aponto essas falhas. E com imensa tristeza. São os irmãos e irmã do Eike corretos? Não os conheço mas nunca ouvi NADA desabonador. Então? Que Deus seja louvado.

Comentário de Axxiom Plastic em 5 maio 2013 às 22:30

Só um comentário bem tardio: - Se o grande Elieser teve sete (7) filhos e só um se tornou bilionário, deve ser uma pessoa bem injusta... se ele se tornou seu único herdeiro.

Os irmão de Eike são todos trabalhadores e, pelo que sei, a Monika vende pão de queijo, a "mansão" do Dietrich é bem acabadinha (no sentido de mal cuidada) e alguns outros são funcionários de Eike.

Se esse Hélio é quase centenário, essa desgraça atual, chamada inveja, não é tão atual assim.

Comentário de Sam de Mattos em 2 maio 2013 às 12:37

Bom Dia Cristiano: Bem eu creio na liberdade da imprensa, e o mesmo crê esse blog. Em sua seção de “assuntos gerais”, assuntos não têxteis são permitidos a serem discutidos. Amparado para liberdade de expressão que me é outorgado, eu abordo os temas que julgo serem para o bem maior da democracia. Não é de o meu feitio usar da imprensa para  criação de imagens, manipulação de opiniões, de investimentos ou criar “bafos”. Quanto a insatisfação, tenho algumas e muitos que aqui escrevem. Quanto à inveja, sinceramente, não a tenho. Honestamente tenho ate PENA de algumas pessoas por mim apontadas. São vazias, superficiais e pobres de espirito. Quanto a mim, já plantei minhas arvores, já escrevi meus livros e desfruto meus netos. Vivi honradamente e enfrentarei a morte, tranquilo. A HISTÓRIA JULGARA QUEM é QUEM. Finalmente reitero: Espanta-me a sua posição em relação à liberdade de expressão. Eu creio que a verdade liberta - e em ultima analises prevalecera. Deixemos que a história julgue os fatos. Quem é o invejoso e que é o manipulador. Confesso que já gerei alguns empregos. Alguns desses empregados estão aqui, nesse blog. Alguns ate creio ser seus ex-empregados. A geração de emprego é mais do que nobre, é vital para uma economia. Mas não creio que o fim justifique os meios. Ha que se ter uma ética na geração desses empregos. Finalmente, pelo que foi observado e a mim dito, parece que nos últimos anos, a sua geração de empregos é NEGATIVA. Consequentemente os poucos empregos que eu gerei, estão adiante de seu desempenho. Quanto às denuncias, esse método é meu. Uso de vários deles e efeitos já estão sendo observados. Mas por gentileza, dispenso as suas sugestões. Um grande dia e uma amanhã ainda melhor.

Comentário de Cristiano Gomes em 2 maio 2013 às 0:08

Boa noite, Sam. Creio, que este instrumento, maravilhoso, seja para buscarmos, parcerias e aprendinzado, comercialmente.

Não me interessa , se o seu algoz , fez ou desfez. Com certeza, o senhor votou em algum político desde 1986.... e hOJE ESTÃO NO MESMO SACO... Não estou aqui para brincadeira. Me faça uma gentileza: use este instrumento, mais uma vez, maravilho, para gerar emprego e renda...

Caso o senhor queira fazer alguma denuncia, se dirija ao site da policia federal, do ministério publico, da procuradoria da replublica...

POR FAVOR, NÃO USE ESTE SITE, PARA INTERPOR SUA INSATISFAÇÃO.... OU SUA INVEJA...

OBRIGADO E BOA SORTE.

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço