Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Exibições: 3973

Responder esta

Respostas a este tópico

que faaaaaaaaase....

Fecha-se mais uma página da História da Indústria Têxtil mineira. Bem sei o esforço que a direção da Empresa envidou, apostou na inovação e não faltou compromisso e vontade.

Resta-nos esperar, quem sabe, que os Empresários não se desfaçam imediatamente do parque industrial, fatiando-o entre outros, de modo que a esperança que esta fase logo passe e possa a Horizonte Têxtil recomeçar com a mesma energia com que começaram a mais de duas décadas. 

Somos solidários e compreensivos de mais não poiam fazer.

Abraço

José Carlos Dias

Em 20 anos de mercado têxtil vi o Brasil fazer suas empresas definharem, agora conseguiram fazê-las morrer, muito triste.

Não são só as empresas que morrem, como acha o governo e os leigos, morrem as pessoas que ali trabalham, morrem parte do passado e principalmente os sonhos e realizações do futuro.

Morrem donos desesperados pelas dívidas, por perderem a motivação de viver.

Não estamos no setor têxtil por dinheiro, não é o setor que tem salários maravilhosos.

Estamos no setor por paixão, por amor ao trabalho, pq que quem realmente não se apaixona cai fora rapidinho, não aguenta as adversidades, e essas não são poucas.

Quando ocorre um aumento do dólar a primeira frase que ouvimos é : Vcs vão vender muito, ficou caro importar, mas pensem, tudo é atrelado ao dólar, começando com a matéria-prima...... os nossos custos também sobem...

Já tentei sair do ramo, mas não consegui, rsrsrs

Quando estou vendo uma nova criação saindo da máquina tomo ciência de pq não consigo sair deste mercado. Me desculpem pelo desabafo, mas o setor têxtil tem que exigir do governo o devido benefício!

Precisamos da indústria para sobreviver de forma descente em um país tão grande e populoso.

Imagina esse país sem produzir, só comprando da China... é o nosso dinheiro sendo exportado.

Pelo amor de Deus se mobilizem e exijam!!!!

Me desculpem pelo desabafo, mas estou cansada ouvir comparações de valores com a China, quando não temos as mesmas condições.

Fazer tecido é um "vício redibitório", como dizem os advogados, só que esse se esconde na alma da gente, fica dissimulado nos interstícios da alma e do espírito. Quando você toca o tecido para sentir o seu acabamento, a maciez, o espírito que se aquieta . Melhor: ver alguém na rua, num ambiente qualquer, usando uma roupa que você ajudou a produzir; não há nada que compense ou pague. Uma das grandes emoções que a São Joanense, todas as pessoas, tiveram, foi numa festa Global de fim de ano da Xuxa, em que ela vestia um macacão com tecido da Fábrica.

Nada mais gostoso, é como ver nossos filhos desenhando suas histórias com a régua e o compasso que nós lhes oferecemos. É isso, quando se fecha uma Fábrica que você conheceu, não precisa ter trabalhado, é como amputassem um de nossos membros. Não há como se conformar.

mais uma vez...PARABÉNS DESGOVERNO !!!!!PARABÉNS AO PESSOAL DA FRENTE PARLAMENTAR TÊXTIL!!!

de concreto nada fizeram até agora!!! estão apenas na mídia!!estrumes!!! parasitas!!!

e parabéns à nós tb, que não temos capacidade de nos organizar e fazer quebra-quebra, colocando um ponto  final !!! temos a nossa parcela de culpa, por nada fazermos de efetivo!!!

adalberto

Investir, só fora do Brasil! Convivi com a Horizonte Textil; estagiei na Industrial Belo Horizonte. Só não aprendi sair do ramo textil há mais tempo, como fez Antonio Ermirio de Morais. Meu abração ao pessoal da Horizonte.

Não faz muito tempo, quando da notícia de uma indústria têxtil que fechou sua produção, questionei se não havia algum político que pudesse fazer alguma coisa pelas indústrias texteis. Fui informado, à época, deque tem uma frente parlamentar. Então, cadê essa frente e suas ações? Lamentável!!!!Triste fim de nossas indústrias.

Responder à discussão

RSS

© 2021   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço