Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

Conaccovest inaugura sua sede em Brasília

Sindicalistas, autoridades presenciaram o evento que contou com a participação do Ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, do Ministro da Advocacia Geral da União, Luis Adams, do Defensor Público Geral Federal, José Rômulo Plácido Sales. Compuseram também a mesa de abertura da Presidente da Conaccovest, Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias do Setor Textil, Vestuário, couro e calçados, Eunice Cabral e a vice-presidente da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Nísia Trindade Lima, além da presença do Deputado Federal Paulo Pereira da Silva.

A I Bienal Fundacentro de Segurança e Saúde no Trabalho que apresenta os melhores protótipos e pesquisas desenvolvidos com foco na inovação tecnológica ao longo dos últimos quatro anos estando dentre eles o projeto de “Implantação de ergonomia nos postos de trabalho nos setores de produção”, desenvolvido pela parceria FUNDACENTRO/CONACCOVEST e nascido em Birigui/SP.

"Temos de atingir o maior número de pessoas na sociedade, essa Bienal tem o propósito de apresentar projetos para ´pular o muro´ e ganhar a sociedade brasileira, para ela considerar a questão da segurança e saúde no trabalho no cotidiano", afirmou o Presidente da Fundacentro, Dr. Eduardo Costa.

Uns dos principais destaques na abertura foi a assinatura do Acordo FUNDACENTRO/CONACCOVEST, que define a utilização da patente de designer industrial, visando melhorias das condições de trabalho nas indústrias do setor de confecções e calçados.

"A CONACCOVEST é a primeira confederação de trabalhadores a realizar parceria com a FUNDACENTRO, ela não cruzou os braços diante dos problemas de saúde e segurança do trabalho dos trabalhadores representados por ela, procurou o parceiro certo que tem o conhecimento e ajuda a realizar projetos e soluções que leva efetivamente melhorias das condições no ambiente de trabalho nos setores de produção das indústrias e hoje nesta I Bienal da FUNDACENTRO temos a prova que todo sonho é possível que juntos somos fortes, que podemos transformar o mundo do trabalho em um mundo melhor". Ressaltou a presidente da Confederação, Eunice Cabral.

Fez parte da solenidade a assinatura dos atos oficiais, envolvendo acordos de cooperação da Fundacentro com a Fiocruz, com o consórcio de municípios Conleste (RJ), Defensoria Pública da União, e Conaccovest.

O Deputado Federal Paulo Pereira da Silva destacou a importância do evento e a necessidade de mais inovações para o trabalhador. “É preciso que a tecnologia seja usada na melhoria do ambiente de trabalho”. Ressaltou.

Lupi ressaltou que 700 mil trabalhadores brasileiros solicitam, por ano, a proteção da previdência, com pedidos de afastamento por doença ou acidente do trabalho. Pior que o débito financeiro que isso representa para as contas públicas, é o prejuízo para a saúde, a vida e a cidadania desses trabalhadores.

"Tenho que parabenizar vocês", disse Lupi. "Esse é só o começo. Vamos socializar essa excelência. Estamos entrando agora num novo patamar da Fundacentro", prosseguiu o ministro. Só o tempo mostra quando a gente fez história. E o tempo vai mostrar que aqui estamos fazendo história, porque é a primeira vez que se faz uma Bienal da Fundacentro para divulgar trabalhos em segurança e saúde do trabalho. A CONACCOVEST mostra nesta iniciativa in[edita que sua base de trabalho é sólida e consistente. Eu fico orgulhoso. Valeu a pena a gente estar aqui", concluiu.

Após a abertura o Ministro visitou a oficina de costura montada dentro da Bienal pela FUNDACENTRO/CONACCOVEST onde foram alguns protótipos desenvolvidos pelo ergonomista da FUNDACENTRO, Ricardo da Costa Serrano em parceria com a equipe da CONACCOVEST, Milene Rodrigues e José Antonio Simão Rodrigues.

Estes protótipos contribuem para prevenção de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho nos setores de confecção e calçados. Dentro da oficina de costura foram montadas estações de trabalho para costureiras e pespontadeiras da indústria do vestuário e calçados mostrando em formato interativo e ao vivo costureiras trabalhando em móveis tradicionais, em uso ainda hoje no setor, e nos novos postos de trabalho com móveis e acessórios de design ergonômico.

“Desenvolvi vários protótipos que incluem máquinas de costura com nova superfície de trabalho redesenhada para cada setor destas atividades, pedal móvel, nova iluminação, e mesas auxiliares; o apoio da Conaccovest foi essencial para a realização deste trabalho”, explicou o ergonomista-designer, Ricardo Serrano.

O objetivo foi permitir aliviar a fadiga, as dores lombares, dar descanso aos membros inferiores e apoio aos membros superiores de costureiros e costureiras das indústrias do vestuário, dos calçados e dos acessórios de couro, como cintos e bolsas.

“As máquinas de costura em uso atualmente têm pedais acoplados à base da mesa, o que dificulta a aproximação do corpo do trabalhador, e acaba gerando afastamentos médicos por causa de dores lombares, cervicais, musculares”, explica Serrano. ”Já o pedal móvel facilita o posicionamento das pernas, melhorando assim a postura, o conforto, a segurança e a própria eficácia no exercício da atividade.”

Outro protótipo propõe a reformulação do tampo das máquinas de costura, para evitar a fadiga muscular causada pelo peso da roupa a ser costurada.

"A CONACCOVEST E FUNDACENTRO, desenvolveram juntas este projeto tripartidamente com a participação de todos envolvidos na atividade (trabalhadores, médicos do trabalho, SESMT´S das empresas, empregadores e governo), com coragem de discutir em conjunto, ouvindo as criticas, as sugestões.

A Confederação de trabalhadores não abre mão desta conquista e todos sindicatos filiados a ela, verdadeiros representantes dos trabalhadores do setor estão juntos na busca de melhorias nas condições de trabalho. A preservação da boa saúde e da segurança do trabalhador é importante para todos nós, é direito garantido em nossa Constituição Federal e estamos juntos cumprindo nosso papel enquanto dirigentes sindicais.

Nossa presidente Eunice Cabral nos dá todo apoio e incentivo para realização deste" destacou Milene Rodrigues, coordenadora nacional de saúde, segurança e meio ambiente no trabalho da CONACCOVEST, presidente do Sindicato dos Sapateiros de Birigui e Diretora Nacional da Força Sindical.

Para José Antonio Simão Rodrigues coordenador geral da CONACCOVEST e diretor do Sindicato das Costureiras de São Paulo e Osasco, "A CONACCOVEST esta na luta para que este projeto de implantação da ergonomia nos postos de trabalho seja implantado nacionalmente porque sabe que é importante, porque pode contribuir para diminuição do número de afastamento por problemas de saúde dos trabalhadores e porque cumpre seu papel enquanto Confederação de trabalhadores".


Fonte: Assessoria de Imprensa da Conaccovest

Exibições: 183

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XII

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço