Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

www.institutomillenium.org.br/wp-content/uploads/2021/11/maxresdefault-400x190.jpg" />

A corrupção representa a mais grave ameaça à estabilidade democrática do Estado. Isso significa que sob estruturas corruptas, isso é, plenas de favorecimentos, privilégios e desvios, nenhuma sociedade consegue manter-se em harmonia. Essa conflituosidade gerada pela corrupção nasce da deficiência nas políticas públicas que aumenta a desigualdade social na medida em que impossibilita a igualdade de oportunidades.

Nesse sentido, parcelas da população são excluídas do usufruto dos serviços públicos que deveriam ser prestados com qualidade (dentre os quais destacam-se a Educação, a Saúde e a Segurança) aumentando os atritos que nascem com essa inequidade, e determinando um baixo crescimento econômico devido aos prejuízos evidentes à livre iniciativa.

Portanto, o combate à corrupção, que deve ser realizado dentro dos ditames institucionais do Estado Democrático de Direito, há de ser harmonizado com a prevenção e é atividade essencial ao manejo democrático. Ou seja, o desmantelamento de estruturas corruptas, seja pelo manejo de mecanismos preventivos, seja de repressivos, é fundamental para que favorecimentos e privilégios sejam anulados, com extensão de maior equidade a toda a população.

Além de sua vertente pública, em que há a predação e a captura das atividades estatais, a corrupção também pode ocorrer na esfera privada, em que indivíduos descumprem seus deveres e obrigações de convivência social, acarretando empobrecimento de toda a coletividade. Por isso que o combate, ostensivo e preventivo, à corrupção, além da importância capital já referida, também é importante pela simbologia e pela mensagem que passa, já que incentiva cada pessoa à justa execução de seus deveres éticos.

Entretanto, para que a corrupção seja efetivamente desarmada, o aprimoramento institucional, com a construção de estruturas estatais e sociais mais justas e livres, há de ser permanente. Assim, com a conservação de instituições adequadas e com o melhoramento daquelas deficientes, as reformas devem sempre ocorrer, orientadas pragmaticamente pelas melhores práticas nacionais e internacionais.

Resumindo: sempre que feito de forma a privilegiar a Justiça e a Liberdade, o combate à corrupção é um Direito Humano que impulsiona o desenvolvimento econômico.

Foto: Reprodução

André Naves

https://www.institutomillenium.org.br/corrupcao-prevencao-e-combate/

Para participar de nossa Rede Têxtil e do Vestuário - CLIQUE AQUI

Exibições: 25

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIV

© 2022   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço