Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Indústria têxtil opera com 35% de ociosidade, diz sindicato

Fonte:|clippingmp.planejamento.gov.br|

Com custo alto para produzir e com a competição com produtos importados acirrada pela desvalorização do dólar, as indústrias têxteis trabalham hoje com 35% de ociosidade, segundo o Sindivestuário, entidade que reúne três sindicatos empresariais em São Paulo -Sindiroupas, Sindivest e Sindicamisas- e 9.000 associados.

Dificuldades do setor têm levado ao desmembramento de grandes empresas nos últimos dois anos, segundo o sindicato.
Para se enquadrar no Simples Nacional, regime tributário simplificado para pequenas empresas, indústrias dividiram-se em unidades fabris menores e transferiram parte da produção ao exterior, segundo Ronald Masijah, presidente do Sindivestuário.
A iniciativa é uma reação à carga tributária que incide sobre o setor. O imposto médio sobre uma peça de vestuário chega a 42% do seu valor, segundo Masijah.
"Enquanto em todos os segmentos há uma tendência de formação de grandes conglomerados, na indústria têxtil vemos o efeito contrário", afirma.
No esforço para reduzir o gasto com impostos, empresas têxteis paulistas têm migrado para Estados que oferecem menores taxas de ICMS, segundo Masijah. Em São Paulo, a alíquota para o setor é de 12%.
Nesse contexto de ociosidade das fábricas e de aumento das importações, o pleito das grandes redes de varejo para reduzir a alíquota de importação de roupas desagrada ao sindicato. "Se a importação for facilitada, será um desastre para o setor. Esse pedido só pode ser uma brincadeira de mau gosto", diz.

Exibições: 179

Comentar

Você precisa ser um membro de Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII para adicionar comentários!

Entrar em Industria Textil e do Vestuário - Textile Industry - Ano XIII

Comentário de Fernando Joaquim de Lima em 3 novembro 2009 às 4:21
Entrei na industria textil em 1969 e já ouva esta mesma ladainha.Falava-se na época do poder dos "tigres asiáticos".
Ninguem fala de um parque fabríl obsoleto e falta de política governamental para a aceleração industrial. Por que não ncentivam o industra textil como fizeram com automóveis e eletrodomésticos?

© 2020   Criado por Textile Industry.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço